Menu
Busca quinta, 13 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Desportista deixa Dourados após 48 anos de trabalho

11 fevereiro 2011 - 17h40

Renato Vera, 63 anos, um dos mais antigos desportistas de Dourados, vai deixar a cidade amanhã após 48 anos de trabalho no futebol, em especial nas categorias de bases.
Em contato com a reportagem, Renato Vera que atualmente vinha dando aulas de futebol no Jardim Pantanal e bairros adjacências, contou que vai trabalhar na mesma área na cidade de Sinop, no interior de Mato Grosso. “Minha família já está lá. Acho que meu ciclo aqui em Dourados chegou ao seu final”, disse o desportista acrescentando que vai receber uma remuneração muito boa na cidade mato-grossense para trabalhar com as categorias de bases.
Renato Vera fez uma rápida retrospectiva de sua vida tanto como jogador e principalmente como técnico de futebol.
Segundo ele, após encerrar a carreira de atleta, começou em 1.963 a trabalhar com as crianças e com os adolescentes daquela época na região da recém criada Vila Popular e desde então nunca mais parou.
Por suas mãos segundo ele passaram Carlos Silva, que teve uma passagem pelo Santos Futebol Clube; Buca, que chegou a jogar no Hamburgo da Alemanha; Dourados “parafuso” que chegou a atuar no Flamengo; Eraldo do Fluminense; o goleiro Valdir que teve passagem pelo Estudante da Argentina, e no futebol de salão o selecionável Euller e Deco, entre outros.
POUCO VALOR
O desportista lembra também que ele montou uma equipe de futebol de campo e foi o 1º campeão dos Jogos Escolares na década de 80, competição esta que foi realizada em Campo Grande. “Naquele time tinha o Cassiano no gol, Bedeu, Ecíro, Carlinhos entre outros que hoje foge de minha memória, mais foi uma conquista inédita e que entrou para a história de nossa cidade”, disse Renato Vera que como treinador teve passagem pelo General Diaz de Pedro Juan Caballero, Operário e Ubiratan de Dourados, 21 de Abril de Fátima do Sul, Comercial de Ponta Porã entre outros.
Sinceramente deixo Dourados com o coração partido, pois sei que fiz história aqui, mais infelizmente quem trabalha com categorias de bases não tem valor. Espero fazer um bom trabalho lá no Mato Grosso, principalmente porque a proposta financeira foi um dos fatores preponderantes para eu tomar esta decisão.
 Quem sabe com esta decisão eu consiga arrumar a minha vida, pois o que vinha ganhando aqui infelizmente era muito pouco e tínhamos pouco apoio”, finalizou o desportista dizendo que embarcara amanhã às 8 horas para a cidade mato-grossense, mais que deixará para trás um legado de amigos que acompanharam a sua trajetória no futebol amador douradense.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jovem de 18 anos morre após bater moto em caminhão baú
NAVIRAÍ
Jovem de 18 anos morre após bater moto em caminhão baú
TEMPO
Quinta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
BRASILÂNDIA
Jovem de 23 anos destrói recepção de hospital durante surto
BRASÍLIA
Secretário Mario Frias é submetido a cateterismo de emergência
TRÊS LAGOAS
Homem que matou cantor a tiros em tabacaria é condenado a 46 anos
BRASIL
Câmara aprova projeto que pode restringir atuação da oposição
Homem contrai dívida de R$ 32 mil ao fazer portabilidade de empréstimo
BENEFÍCIO
Cultura prorroga prazo para entrega de documentação do FIC
POLÍCIA
Condutor de lancha envolvida em acidente com morte presta depoimento
EDUCAÇÃO
Metas do Inep para o ano não incluem aplicação do Enem 2021

Mais Lidas

INDÁPOLIS
'Frio' e com roupa ainda suja de sangue, assassino de tio não mostrou arrependimento ao ser preso
PANDEMIA
Novo decreto mantém toque de recolher às 21h e autoriza abertura de cinema em Dourados
DOURADOS
Descontrolado, pastor xinga policiais por ser orientado a diminuir som de igreja
CLIMA
Inmet alerta Dourados para perigo de chuvas intensas e declínio de temperatura