quarta, 06 de julho de 2022
Dourados
31°max
14°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
FAMÍLIA FERNANDES

Jornalista mostra "outro lado" da história de Dourados em livro

11 julho 2015 - 08h00

A jornalista Eduarda Fernandes da Rosa lançou na noite de sexta-feira (10), o livro “Família Fernandes: Uma história de gerações”. A intenção da autora é mostrar outro ângulo da história da cidade de Dourados ao longo desses quase 80 anos, entre elas as dificuldades, lutas e vitórias de uma família de descendente de portugueses que se instalaram no município antes mesmo dele se emancipar. O evento aconteceu na sede da ADL (Academia Douradense de Letras), localizada no Parques dos Ipês.

A obra começou a ser escrita quando ela ainda era criança e durante 12 anos foi reescrita e arquivada para então ser lançada.

“Desde criança que acompanho as histórias da minha avó, sobre como era aquela época. O livro mostra o outro lado da história, das pessoas simples e comuns que aqui se instalaram. Meus avós conseguiram uma terra na Cand (Colônia Agrícola Nacional de Dourados), na região do barreirinho e ali iniciaram sua vida. A obra retrata fatos que aconteceram durante a Segunda Guerra Mundial e a eminente recessão. Se as pessoas daqui quisessem comprar produtos da mercearia como linha, tecido, entre outros, não podiam, os comerciantes mesmo não vendiam, pois faltaria para outras pessoas e tudo tinha que ser dividido”, explica Eduarda.

Em meio a amigos e familiares ela lançou o livro e apesar da timidez, era nítido no rosto a alegria de ver um sonho concretizado. Antes dos autógrafos, a jornalista falou do conteúdo do livro e em seguida teve uma apresentação musical com a cantora Alice Fernandes. Segundo Eduarda, ela desde pequena já tinha o dom de ser jornalista, pois a primeira entrevistada foi a avó, quando buscava informações sobre a sua família.

“Eu me interessei e comecei a escrever. Com o tempo fui arquivando no meu computador e por muitas vezes pensei que tinha perdido todas as informações, mas graças a Deus não, elas estavam guardadinhas”, contou aos risos autora.

Em meio a alegria, a jornalista conta da dificuldade que teve para lançar a obra, mesmo sem patrocínio ela com muito esforço e dedicação conseguiu publicar a história.

“Eu fiz por conta própria, há algum tempo busquei patrocínio, porém não consegui e então decidi lançar com poucos exemplares, mas foi do jeito que sonhei com capa e todo colorido”, enfatiza.

Entre os que foram prestigiar a jovem jornalista, estava a professora do curso de história da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), Suzana Arakaki e falou da importância da obra para a história do município.

“É muito importante ver esse outro lado da história. Aqui já temos outras três produções que contam a história de colonos que plantava tudo que consumia, de pessoas comuns, pois quem escreve a história de contingente de muitas pessoas ricas e na verdade quem produz é o homem do campo e esse livro retrata muito isso, como era realmente a vida das pessoas comuns naquela época”, disse a professora.

No livro a história retrata desde o final de 1800 com a chegada tataravó da jornalista, Barbara Martins de Souza, casada com Salviano Pereira da Rosa à região da grande Dourados. Em seguida da bisavó conhecida como Milota, Almerinda Pereira da Rosa casada com José Crispim Fernandes e então Carminda Fernandes da Silva, casada com João Marques da Silva.

“Toda a história foi relatava pela minha avó que hoje tem 93 anos, ou seja, ela nasceu antes de Dourados ser uma cidade, antes ela era distrito de Ponta Porã, ela lembra de tudo e me contou, assim escrevi o livro” disse Eduarda.

Outra que fez questão de prestigiar a jovem escritora, foi a amiga da família Alvina Silvéria de Jesus. A enfermeira aposentada conta que conhece a jornalista desde pequena e a admira pela dedicação e perseverança.

"Como sou enfermeira cuidei por muitas vezes da Eduarda, e depois que ela cresceu a mãe dela, Maria Aparecida, me contou que ela estava escrevendo um livro sobre a história da família e eu fiquei muito feliz e quero muito ler o livro” disse a Alvina.

O livro também traz curiosidades sobre a origem do sobrenome Fernandes, da Colônia Agrícola Nacional de Dourados e um pouco da história do município, além de receitas de família.

Questionada se pretende lançar outros livros, deixando de lado a timidez, ela conta aos risos, que deseja lançar um com as matérias que fez para o Dourados News enquanto trabalha no jornal.

“Sei que os responsáveis têm que autorizar, mas gostaria muito de publicar um livro com as matérias que fiz contando as histórias de algumas pessoas, foram materiais que merecem ser lembrados, muitas histórias bacanas”, disse Eduarda.

A jornalista fez apenas 45 exemplares no valor de R$ 35. Alguns já foram vendidos e outros repassados para a família, porém quem desejar adquirir um livro pode comprar pela internet pelo site [www.amazon.com](http://www.amazon.com).

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL

Hulk decide e Atlético-MG está nas quartas da Libertadores

ECONOMIA

Petrobras aumenta querosene de aviação em 3,9%

Homem descarrega pistola em academia e fere três pessoas
TENTATIVA DE HOMICÍDIO

Homem descarrega pistola em academia e fere três pessoas

FUTEBOL

Seleção feminina desembarca na Colômbia para disputar Copa América

Nova presidente da Caixa anuncia primeiras medidas à frente do banco
ECONOMIA

Nova presidente da Caixa anuncia primeiras medidas à frente do banco

POLÍTICA

Mesa Diretora autoriza pagamento de metade do 13º a servidores

MATO GROSSO DO SUL

Leilão on-line da Sefaz/MS tem quase mil lotes de produtos

JUSTIÇA

COVEP/GMF/MS recebe visita de coordenador do CNJ

PESQUISA

Risco de acidente é maior em rodovia pública, diz estudo

SAÚDE

Covid-19: Brasil registra 74,5 mil casos e 396 mortes em 24 horas

Mais Lidas

DOURADOS

Cinco professores estavam em veículo que se envolveu em acidente no Itahum

DOURADOS

Prefeitura abre concurso com quase 60 vagas com salários que chegam a R$ 8,3 mil

DOURADOS

Cantor é outro envolvido em acidente que deixou feridos entre Dourados e Itahum

CRIME PASSIONAL

Autor de homicídio no Flórida se passou pela própria esposa para atrair vítima e cometer o crime