Menu
Busca quarta, 15 de julho de 2020
(67) 99659-5905
PANDEMIA

Defensoria Pública vai apurar eficácia das medidas contra Covid-19 em Dourados

30 junho 2020 - 10h13Por André Bento

A Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso do Sul   abriu procedimento preliminar em desfavor do município de Dourados para apurar a eficácia das medidas de enfrentamento, combate e prevenção de contágio do novo coronavírus previstas nos decretos do poder Executivo municipal e Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavírus - Covid-19.

Assinado na segunda-feira (29) pelo defensor público Pedro Paulo Gasparini, coordenador do NAE (Núcleo de Ações Institucionais e Estratégicas), o documento que oficializa esse ato foi publicado na edição desta terça-feira (30) do Diário Oficial do Estado e detalha prazo de 45 dias para conclusão, admitindo-se prorrogação.

EPICENTRO ESTADUAL

Maior e mais populosa cidade do interior de Mato Grosso do Sul, com 222.949 habitantes, Dourados confirmou até ontem 2.487 casos de Covid-19, com 22 mortes. Embora a administração municipal rejeite o título indigesto de epicentro estadual da doença, esses números superam até os da capital, Campo Grande, que em meio aos 895.982 moradores teve 2.028 confirmações e oito óbitos.

De acordo com a Defensoria Pública, o fundamento legal para abertura do procedimento para apuração preliminar está na “Constituição Federal (Arts. 1º, III, 3º, I e III, 5º, §2º, 6º, 196, 197 e 198), que dispõem sobre o direito social à saúde e políticas públicas necessárias a proporcionar efetividade ao direito social em tela; Lei n. 13.979/2020 (Art. 3º) que dispôs sobre medidas que poderão ser adotadas para enfrentamento da pandemia; Decreto Estadual n. 15.391, de 16 de março de 2020 que dispôs sobre as medidas temporárias e emergenciais de prevenção de contágio, como suspensão de aulas, eventos e demais atividades que possam provocar o deslocamento e a aglomeração de pessoas; e Decreto Municipal n. 2.477, de 20 de março de 2020, e correlatos, que dispôs sobre a situação de emergência no município de Dourados decorrente do Coronavírus - COVID-19”.

MPE FISCALIZA

No dia 18 de junho, o MPE-MS (Ministério Público Estadual) instaurou o Procedimento Administrativo de tutela de interesses individuais indisponíveis número 09.2020.00002034-8 para “fiscalizar e acompanhar a execução de medidas sanitárias e de biossegurança para prevenção e controle da disseminação e contágio do novo coronavírus (SARS-CoV2/COVID-19) pelas redes de supermercados, hipermercados, atacadistas e congêneres em funcionamento no Município de Dourados/MS”.

Entre as justificativas, foi considerado que, “apesar das ações desenvolvidas pela municipalidade e do Plano de Contingência para infecção Humana pelo novo Coronavírus desenvolvido pela Secretaria Municipal de Saúde local, o número de casos confirmados no Município de Dourados/MS aumenta, de forma exponencial, diariamente, em transmissão comunitária, sendo o novo epicentro da COVID-19 em Mato Grosso do Sul”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Mais três municípios solicitam à Assembleia reconhecimento de estado de calamidade
BRASIL
AGU pede ao STF que União defina aplicação de recursos da Lava Jato
MATO GROSSO DO SUL
Saúde divulga novo mapa hospitalar de leitos para coronavírus
BRASIL
Diabetes afeta rotina familiar de 80% dos pacientes, diz pesquisa
CAMPO GRANDE
Mulher é multada por atear fogo em resíduos no quintal
BRASIL
Indenização para profissional da saúde afetado por covid-19 é aprovada
MS
MPT solicita inspeção em frigoríficos para verificar medidas sanitárias diante de pandemia
CORUMBÁ
Suspeito de matar dona de restaurante é preso em motel
ECONOMIA
Dólar fecha em queda após atingir R$ 5,45
RESSOCIALIZAÇÃO
Estado lidera ranking de políticas positivas voltadas a presas

Mais Lidas

DOURADOS
Atirador chegou em igreja na hora da comunhão e entrou dizendo ter feito bobagem
BARBÁRIE
Vizinhos relatam frieza de atirador que ainda voltou para conferir se ex estava morta
CRIME BÁRBARO
Atirador que matou ex-mulher e feriu crianças fez outras vítimas antes de se suicidar
DOURADOS
Polícia vai à casa onde atirador começou noite sangrenta e identifica testemunhas