Menu
Busca terça, 04 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Decreto sobre horário do comércio e fechamento de igrejas é prorrogado

12 julho 2020 - 09h45Por André Bento

O decreto por meio do qual a prefeita Délia Razuk (PTB) alterou o horário de funcionamento do comércio e mandou fechar as igrejas como medida de prevenção ao contágio do novo coronavírus (Covid-19) foi prorrogado até a próxima sexta-feira (17).

As justificativas são “o baixo índice de isolamento social” em Dourados, aquém dos 70% recomendados pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e “a necessidade de conciliar a diminuição da circulação de pessoas e as atividades econômicas”.

A prorrogação das “medidas restritivas às atividades em decorrência da situação epidêmica do COVID-19” foi determinada através do Decreto nº 2.738, de 11 de julho de 2020, publicado em edição extra do Diário Oficial do Município deste domingo (12), prazo final de vigência da norma anterior.

Com isso, fica mantido o horário estabelecido para o funcionamento dos setores econômicos. O comércio só pode funcionar de segunda a sexta-feira das 12h às 18h15 e aos sábados das 9h às 15h15, o shopping center de segunda a sábado das 11h às 19h para lojas e das 11h às 20h para praça de alimentação, vedada abertura aos domingos, enquanto mercados e atacados de segunda a sábado das 7h30 às 20h e aos domingos das 8h às 12h, e restaurantes de segunda a domingo das 11h às 20h.

Também fica mantida a obrigatoriedade de implementação das medidas de proteção anteriormente estabelecidas.


Sobre a suspensão do funcionamento, das igrejas, templos religiosos ou espaços destinados à celebração de cultos religiosos, o decreto não atinge a continuidade de serviços sociais, “como distribuição de alimentos e campanha do agasalho que, no entanto, deverão ser prestados atendendo as regras de distanciamento de dois metros entre as pessoas, uso de máscaras e higienização das mãos”.

Para isso, as igrejas deverão oficiar a Secretaria Municipal de Assistência Social sobre as datas e locais das atividades do parágrafo anterior.

Além disso, as igrejas poderão realizar atividades religiosas por drive-thru.

Já os hotéis deverão funcionar com até 50% da sua capacidade de público.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RIO NEGRO
Mulher é agredida ao pedir que netas parassem com som alto e bebedeira
RACHADINHAS
Procuradoria pede ao STJ que mande Fabrício Queiroz de volta à cadeia
PEDREIRO ASSASSINO
PM encontra com suspeito de estupro motocicleta de vítima de serial killer
JUSTIÇA
Ex-prefeito de Aquidauana é multado em R$ 13 mil por falta de transparência
BATAGUASSU
Polícia serra assoalho de veículo e encontra 108 quilos de maconha
UEMS
Inscrições abertas para seleção de docente Tradutor e Intérprete de Libras
POLÍTICA
Senador Nelsinho Trad conseguiu liberar R$ 59,4 milhões para MS em julho
NOVA ANDRADINA
Homem é preso por desacato e dirigir veículo sob influência do álcool
JUSTIÇA
TJ/MS lança Consulta Pública e declara aberto Planejamento Estratégico 2021-2026
INVESTIMENTO
Sanesul assina ordem de serviço para melhorias da rede de água em Aparecida do Taboado

Mais Lidas

TRÁFICO DE DROGAS
Força Aérea persegue pilotos que sobrevoavam MS com mais de 1 t de cocaína
DOURADOS
Quatro pessoas são presas acusadas de fazerem parte de facção criminosa
CORONAVÍRUS
Dourados confirma o 57º óbito e chega a 4.357 casos registrados desde o início da pandemia
DOURADOS
Condutor de veículo que atropelou ciclista e fugiu sem prestar socorro é identificado