Menu
Busca quarta, 12 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Decreto criando o Comitê de Gerenciamento de Crise da Covid-19 completa quatro meses

16 julho 2020 - 08h45Por André Bento

Esta quinta-feira (16) marca quatro meses de vigência do Decreto nº 2.463 de 16 de março de 2020, por meio do qual a prefeita de Dourados, Délia Razuk (PTB), institui o Comitê de Gerenciamento de Crise da Covid-19. Desde então, o município confirmou 3.481 casos da doença, incluindo o diagnóstico positivo da própria mandatária, e é líder estadual em mortes conforme o último boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde), com 46.

Naquele 16 de março, a maior e mais populosa cidade do interior de Mato Grosso do Sul não tinha sequer notificações suspeitas do novo coronavírus, mas o decreto justificava “que a situação demanda o emprego urgente de medidas de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública, a fim de evitar a disseminação da doença em Dourados”.

Foi naquela ocasião que houve ordem para que fossem suspensas as aulas na Rede Municipal de Ensino a partir do dia 18 de março de 2020, por prazo indeterminado, até ulterior manifestação do Comitê de Gerenciamento. As atividades pedagógicas só foram retomadas, com aulas não presenciais, em 8 de junho.

Daquela norma que hoje completa quatro meses, está mantida suspensa a realização de eventos públicos ou privados, de qualquer natureza, com reuniões coletivas, concentração ou aglomeração de pessoas.

Dias após criar o Comitê a prefeita expediu o Decreto nº 2.477 de 20 de março de 2020, através do qual declarou situação de emergência no Município de Dourados e definiu medidas de enfrentamento da pandemia.

Essa norma autorizou três medidas específicas. Uma foi a liberação de dispensa de licitação para aquisição de bens e serviços destinados ao enfrentamento da emergência nos termos do art. 24, da Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e do art. 4º da Lei Federal nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020.

Outra indicou que poderão ser prorrogados os contratos da administração pública na conveniência e manutenção dos serviços essenciais, e por fim, restou autorizada a contração temporária de pessoal, para atendimento da demanda emergencial.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Três homens vão parar na delegacia após flagrante com mais de 300kg de maconha
ECONOMIA
Indústria de alimentos e bebidas cresce 0,8% no primeiro semestre
DOURADOS
Duplicação da MS-156 vai trazer segurança aos moradores do Guaicurus
MATO GROSSO DO SUL
Programa beneficia Agricultura Familiar e assegura comida para famílias carentes
PANDEMIA
Governador de São Paulo testa positivo para o novo coronavírus
DESCAMINHO
Veículos com mais de R$ 160 mil em contrabando são apreendidos
DOURADOS
Promotora esperava melhorias na saúde com nomeação de secretário, agora no 2º sucessor
ECONOMIA
Vendas no comércio varejista crescem 8% de maio para junho, diz IBGE
LEGISLATIVO DE MS
Aprovado mais um pedido de calamidade pública em MS
AQUIDAUANA
Empresa de alarmes é condenada por vender produtos usados como novos

Mais Lidas

DOURADOS
Suspeito de atropelar motociclista durante racha na BR-163 se apresenta à polícia
DOURADOS
Amigos vão procurar homem e encontram corpo em avançado estado de decomposição
DOURADOS
Motociclista é atingido por veículo que praticava "racha' e tem fratura exposta
CORGUINHO
Jovem morre após sofrer acidente durante passeio de moto com amigos