Menu
Busca terça, 26 de maio de 2020
(67) 99659-5905
UFGD

Coordenadoria pede doação de materiais da cultura indígena de Dourados

29 setembro 2017 - 09h31

A Coordenadoria de Cultura da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) está fazendo um chamado público para a doação de peças diversas, objetos antigos ou materiais como cartas, livros, fotografias e desenhos relacionados à cultura indígena, especificamente sobre a comunidade da Reserva Indígena de Dourados, e também sobre o SPI (Serviço de Proteção aos Índios) e a Funai (Fundação Nacional do Índio).

A coleta dos objetos servirá para a Terceira Exposição "Culturas Indígenas", que este ano terá como tema central os 100 anos de criação da Reserva Indígena de Dourados. Os objetos doados também integrarão o acervo do Laboratório de Ensino e Pesquisa de História Indígena e poderá ser utilizados como objeto de pesquisa posterior.

Segundo a coordenadora da exposição, professora Graciela Chamorro, o passado dessa comunidade se dá também através de documentos escritos, testemunhos orais, fotografias, desenhos, pinturas e objetos materiais da época, que se tornaram suportes de memória e por isso esse chamamento público como forma de colaboração também ao resgate da história dos indígenas do município.

"Lamentavelmente é muito pouco o que temos em Dourados sobre a criação e o desenvolvimento da Reserva Indígena e os demais episódios ligados a ele. E como falar desse passado? Como imaginar os povos indígenas de então, o povoado que deu início a Dourados, a Missão Caiuá que teve uma intensa interação com os povos indígenas e com os moradores da futura cidade?", enfatizou. 

A exposição será realizada no saguão do Núcleo de Estudos Estratégicos de Fronteira - NEEF, de 18 a 27 de outubro, e conta com o apoio da Coordenadoria de Cultura da UFGD através do Projeto Galeria Itinerante. 

Os interessados em colaborar devem entrar em contato com Ângela Schwingel da COC, através do telefone 3410-2874 e do e-mail: angelaschwingel@ufgd.edu.br

A Reserva Indígena de Dourados

A criação da Reserva Indígena de Dourados se deu em 1917, fato que afetou a vida das famílias indígenas recolhidas na reserva, como também a história do povoado de Dourados. A criação da Reserva tem a ver com a história do Brasil e com a reação do país às críticas recebidas de intelectuais do exterior sobre o extermínio de indígenas em curso.

Doze anos depois da criação da Reserva, chegaram a Dourados metodistas e presbiterianos brasileiros e norte-americanos para catequizar os indígenas. Através destes missionários, os Kaiowá, Guarani e Terena ficaram conhecidos nas cidades do Brasil onde circulavam os jornais dessas igrejas, bem como no Sul dos Estados Unidos, de onde procediam os missionários estrangeiros. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 33 milhões amanhã
PANDEMIA
Após policiais testarem positivo para o coronavírus, delegacias são fechadas para desinfecção
NOVO ÓBITO
Saúde de Mato Grosso do Sul confirma 18ª morte por coronavírus
TRÁFICO
Mais de 700kg de maconha são apreendidos em fundo falso de caminhão
DOURADOS
PM de Dourados terá novo comandante após operação do Gaeco
DOURADOS
Paciente com suspeita de coronavírus afasta mais de 20 profissionais da saúde no HV e UPA
PANDEMIA
Testes de coronavírus passam a ser diários no drive-thru em Dourados
ARTIGO
Seja como um bom soldado!
BRASIL
Barroso recebe presidentes da Câmara e do Senado para discutir eleição
DOURADOS
Um dia após toque de recolher estendido, prefeitura publica lei que define atividades religiosas como essenciais

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dois meses após decreto de emergência, Dourados confirmou 127 casos de Covid-19
PANDEMIA
Número de pacientes internados por coronavírus em Dourados sobe 50% em 24h