Menu
Busca segunda, 19 de abril de 2021
(67) 99257-3397
DOURADOS

Município divulga 'metas' de contingenciamento para economizar R$ 61 milhões

03 março 2021 - 14h52Por Gizele Almeida

Foi anunciado na tarde desta quarta-feira (03), no Diário Oficial do Município, o decreto n° 146 que consta sobre contingenciamento de gastos da prefeitura de Dourados. Conforme a divulgação, 15 setores da administração municipal terão que “enxugar” no total R$ 61,3 mi.

De acordo com o documento, a medida vale para a execução orçamentária de 2.021.

Competirá ao ordenador de despesa de cada unidade orçamentária encaminhar a adequação de gastos, conforme a limitação estabelecida no decreto, de forma compatível com o Plano Plurianual e com a lei de Diretrizes Orçamentárias.

As secretarias que mais terão que frear gastos, de acordo com o documento, são Obras Públicas e Saúde (através do Fundo Municipal de Saúde), já que o contingenciamento estabelecido para cada uma foi de R$ 20 milhões.

Para a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos foi estipulado R$ 8 milhões.

Já a Secretaria Municipal de Educação foi estabelecido o valor em R$ 5 mi. O mesmo valor foi determinado para o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

Secretaria Municipal de Fazenda e Secretaria Municipal de Administração tiveram estipulado o valor de R$ 1 mi cada. 

Na Assistência Social, a economia necessária foi estipulada em R$ 400 mil e na Agricultura Familiar, R$ 300 mil. 

As pastas de Desenvolvimento Econômico, Planejamento, Cultura e a Agência de Trânsito e Transporte, Guarda Municipal e Fundo Municipal de Segurança Pública tiveram estipulado o valor de R$ 100 mil cada. 

Confira em detalhes os valores estipulados para cada segmento no decreto de contingenciamento [aqui]. 

O documento ressalta que as medidas tiveram como base a necessidade de assegurar o equilíbrio orçamentário, visando a execução das despesas compatíveis com a disponibilidade efetiva de recursos, de forma adequada a execução orçamentária, em atenção as regras da Lei de Responsabilidade Fiscal e demais normas vigentes. 

Ainda de acordo com o decreto será vedada a realização de novas despesas, com uso dos valores contingenciados. 

Logo que assumiu a prefeitura de Dourados, o prefeito Alan Guedes anunciou um contingenciamento de gastos nas secretarias com a suspensão de pagamento a fornecedores e contratos em vigência. O fato ocorreu em janeiro e, a medida tinha como foco principal conseguir recursos para o pagamento dos salários do funcionalismo público, em especial proventos que estavam em atraso [relembre aqui]. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem dá tapa no rosto de esposa e a faz descer do carro com a filha
Prefeitura prorroga medidas restritivas contra a Covid e mantém 'lei seca' após as 21h
DOURADOS
Prefeitura prorroga medidas restritivas contra a Covid e mantém 'lei seca' após as 21h
Três veículos com produtos de descaminho são apreendidos em rota de contrabando
LAGUNA CARAPÃ
Três veículos com produtos de descaminho são apreendidos em rota de contrabando
FERIADÃO
Comarca de Miranda não terá expediente entre hoje e quarta
Após uma semana, vacinação contra gripe atinge 1,8% do público-alvo
BRASIL
Após uma semana, vacinação contra gripe atinge 1,8% do público-alvo
REGIÃO
Trabalhadores rurais encontram corpo carbonizado às margens da BR-163
BR-463
Veículo furtado em São Paulo é recuperado pela polícia
MATO GROSSO DO SUL
Beneficiários do Mais Social terão que participar de curso profissionalizante
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de olho na cena externa
CRIME AMBIENTAL
Homem é autuado em R$ 12 mil por derrubar árvores em área protegida de matas ciliares

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
DOURADOS
Interno morre após briga com companheiro de cela da PED
PED
Arma de fabricação caseira é encontra em cela de interno morto