Menu
Busca domingo, 27 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

‘Confusão’ em Carnaval na praça gera discussões sobre uso dos espaços públicos

25 fevereiro 2020 - 15h00Por Wender Carbonari

Notícia publicada na manhã desta terça-feira (25) no Dourados News deu início a um debate em redes sociais por meio de comentários e compartilhamento do conteúdo. 

Imagens de lixos deixados na Praça Antônio João e em ruas próximas, assim como o relato de ação de dispersão do público realizado pela Polícia Militar, gerou uma imensa quantidade de manifestações. 

Enquanto boa parte dos internautas proferiu críticas aos movimentos carnavalescos, sobretudo as atividades em ruas e praças públicas, foliões que estiveram na praça na noite desta segunda-feira (24), assim como a organização do bloco de Carnaval “Balanga Teta” também se manifestaram.  

Por meio de um perfil em rede social, organizadores do grupo “Balanga Teta” disseram ao Dourados News que a “repreensão” dos policiais não foi avisada na tentativa de dispersar a multidão sem o uso da violência. Foliões relataram que não tiveram tempo para recolher o lixo justamente por terem sido “expulsos” do local. 

O evento organizado apenas por meio das redes sociais atraiu grande quantidade de jovens e adolescentes e tinha como horário previsto para o final das atividades às 22 horas, porém diversos grupos permaneceram por mais tempo. 

“Não incentivamos o consumo de bebidas alcoólicas para menores e nem vendemos. Ocupar o espaço público não é crime. A gente chama o que a gente fez como um grito de carnaval, já que a prefeitura se isenta da responsabilidade de promover cultura na cidade”, pontou a organização do grupo “Balanga Teta”. 

Um dos foliões que estava presente nas atividades de Carnaval realizada na Praça Antônio João em Dourados na noite de ontem, Franklin Schmalz, também saiu em defesa dos ‘bloquinhos’.

“Dizem que houve denuncias de venda de bebida para menores. Vocês acham que bala de borracha resolve isso? Não, mas fiscalização no comércio poderia ajudar a resolver”, questionou. 

“Essa ação truculenta e desproporcional demonstra mais uma vez como as forças de segurança não estão preparadas pra lidar com as pessoas que ocupam espaços públicos. Me solidarizo com todas as pessoas que foram agredidas de alguma forma ontem. Isso não era necessário. Lamentável!”, disse.   

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Jovem baleado no ombro teria tentado separar briga
ESPORTES
Com lição de Guayaquil, Flamengo mantém programação à espera de definição de jogo contra o Palmeiras
POLÍCIA
Gaúcho é preso por tráfico de drogas na rodoviária de Dourados
ELEIÇÕES
TSE: em pronunciamento, Barroso pede cuidado com pandemia e fake news
DOURADOS
Jovem é flagrado com duas armas e é preso
POLÍCIA
Comerciante morre em acidente na MS-276
BRASIL
Ministro da Educação diz que jamais incentivou discriminação
TEMPO
Domingo de calor com probabilidade de chuva em Dourados
LOTERIA
Ninguém acerta as seis dezenas da Mega-Sena e prêmio vai a R$ 60 milhões
TV DOURADOS NEWS
Trabalho na Funtrab com a pandemia foi diferenciado, diz Geraldo Sales

Mais Lidas

POLÍCIA
Caminhoneiro de Dourados morre ao capotar na serra de Maracaju
ATO DE FÉ
Após vigílias em frente a hospital, família celebra 'milagre' por homem que caiu do telhado
PONTA PORÃ
Polícia apreende comboio com contrabando avaliado em R$ 1 milhão
CAMPO GRANDE
Gêmeos são executados dentro de quitinete