Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
AGRICULTURA

Clima da região de Dourados é tema de publicação da Embrapa

22 novembro 2017 - 14h05Por Da Redação

O clima é considerado uma importante variável não controlável na gestão de riscos de uma propriedade rural. Desta forma, conhecer as características climáticas da região em que a propriedade rural está localizada é fundamental para a gestão do negócio agrícola. 

Desde junho de 1979, a Embrapa Agropecuária Oeste monitora os principais elementos meteorológicos relevantes para as atividades agrícolas, tais como: temperatura e umidade relativa do ar, radiação solar, vento, evapotranspiração, chuvas, ocorrência de veranicos, estiagens e geadas, entre outros.

“Esse trabalho proporcionou a criação de um rico banco de dados que serve de suporte para o planejamento e a tomada de decisões de atividades agrícolas. A publicação reúne informações qualificadas e de fácil acesso aos interessados e pode ser acessada gratuitamente on-line”, destaca o Chefe Geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Lafourcade Asmus. Ele enfatiza ainda a importância dos parceiros dessa iniciativa que contribui com a sustentabilidade da agricultura regional.

A publicação intitulada “O Clima da Região de Dourados, MS”, é a terceira edição, revisada e atualizada.

Os dados dessa pesquisa podem ser acessados pela internet, clicando aqui.

O documento contendo 34 páginas, foi escrito pelos pesquisadores da Embrapa Agropecuária Oeste, de Dourados, Carlos Ricardo Fietz, Éder Comunello e Danilton Luiz Flumignan e contou com a co-autoria do pesquisador do Centro Técnico Aeroespacial/Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), de São José dos Campus, Gilberto Fernando Fisch.

Saiba mais

Fietz explica que o clima da região de Dourados é bastante peculiar, por estarmos numa área de transição. “O verão é quente e chuvoso, possui temperaturas altas, que frequentemente superam 30 °C, com médias altas ao longo do dia e chuvas torrenciais no final da tarde ou da noite. As chuvas no verão são praticamente. Já os invernos possuem temperaturas moderadas a baixas e é, predominantemente, seco.

Podem ocorrer geadas e as chuvas são frutos da passagem de frentes frias pela região. O tipo de classificação climática é o Cwa, mesotérmico úmido, com verões quentes e invernos secos”, explica Fietz.

Os dados que deram origem a essa publicação fazem parte da base de dados de consulta on-line, que compõe a rede Guia Clima, que é um sistema de informações climáticas, que monitora e reúne dados com atualização em tempo real a cada 15 minutos, das regiões de Dourados (Embrapa Agropecuária Oeste), Rio Brilhante (Escola Agrícola Professor Olacir Vidal) e Ivinhema (Usina Adecoagro).

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

RESGATE
Fuga de brasileira na fronteira teve ajuda da polícia paraguaia
PREVIDÊNCIA
Antecipação do BPC e do auxílio-doença é prorrogada até 30 de novembro
COXIM
“Ele atirou para se defender”, diz defesa de tatuador que matou colega
REGIÃO
UEMS Dourados abre inscrições a Mestrado em Recursos Naturais
POLÍCIA
Pedestre que morreu atropelado por caminhão na BR-262 tinha 39 anos
RACHADINHAS
MP pede que TCU apure se Bolsonaro usou órgãos oficiais em favor do filho
CAPITAL
Advogado preso por morte de PM em acidente consegue liberdade
PARCERIA COM A CHINA
Anvisa libera importação de matéria-prima para vacina do Butantan
MIRANDA
Mulher de 36 anos é multada por atropelado gato intencionalmente
EDUCAÇÃO
UEMS realiza pela 1ª vez Encontro de Iniciação Científica on-line

Mais Lidas

DOURADOS
Enquanto filma chuva, interno mostra ‘plantação’ de maconha em cela da PED
GRANDE DOURADOS
Cobertura de barracão de cerealista ‘voa’ com o vento; veja vídeo
BR-463
Homem para carro em bloqueio, desce atirando e morre em confronto com a polícia
DOURADOS
Délia decreta emergência por causa de danos provocados pela tempestade