Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
QUEBRA DE DECORO

Cirilo ‘se cala’ após absolvição em julgamento na Câmara de Dourados

12 fevereiro 2020 - 17h05Por Wender Carbonari

O processo de cassação mandato de Cirilo Ramão (MDB) por quebra de decoro parlamentar e corrupção foi arquivado na tarde desta quarta-feira (12) durante sessão especial de julgamento realizada no Plenário da Câmara de Vereadores de Dourados. 

Apesar da ‘vitória’, o vereador preferiu não dar declarações e se negou a conversar com a imprensa.

Para escapar da cassação, Cirilo contou com os votos de dez colegas, superando os oito votos favoráveis a cassação do mandato do parlamentar. Para a perda de mandato eram necessários 13.

Durante fala em Plenário no mês de agosto de 2019, o vereador Cirilo chegou a declarar que teria sido vítima de acusações fruto de “pacto diabólico para destruir pessoas” e, assim como o advogado de defesa, Fernando Baraúna, questionou naquela ocasião a legitimidade da Mesa Diretora da Câmara de Dourados. 

“Quero dizer sobre o pacto que foi feito aqui por um grupo para matar pessoas, destruir pessoas, matar a dignidade e a vida de alguém. Quero parabenizar os algozes por levar a cabo esse pacto que ao momento certo quero esclarecer que isso sim é uma formação de quadrilha realmente diabólica trazida do inferno para cá. Ao pacto que foi gerado por pessoas para sentar a essa mesa por dois anos, por um poder perene”, disse em agosto de 2019.

SALVOS

A votação ocorrida nesta tarde (12) entre às 13h20 e 16h se assemelhou ao resultado do julgamento contra o vereador Pedro Pepa (DEM) ocorrido durante a manhã de hoje.  

Ambos responderam por denúncia de quebra de decoro parlamentar e corrupção após ação protocolada pelo farmacêutico bioquímico, Racib Panage Harb no ano passado. 

Cirilo Ramão (MDB) Pedro Pepa (DEM), Idenor Machado (PSDB), além do ex-vereador Dirceu Longhi (PT) e outros 27 servidores públicos foram indiciados na Operação Cifra Negra, deflagrada ainda em 2018, apurando suposto esquema de corrupção em contratos de gestão na Câmara. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAN BADO
Dupla arma emboscada e mata jovem a tiros na fronteira
MS
Mercado de trabalho retoma contratações com destaque para indústria
NOVA ANDRADINA
Homem de 48 anos é multado em R$ 1 mil por maus tratos a cachorro
POLÍTICA
STJ nega pedido de Flávio Bolsonaro para anular decisões das 'rachadinhas'
IVINHEMA
Polícia Civil indicia mulher por provocar auto aborto em cidade de MS
UEMS
Projeto desenvolve "Sacolas de Inventar" para levar brincadeiras
CAMPO GRANDE
Polícia divulga foto de suspeito de assassinar garota de 18 anos a tiros
9ª REGIÃO MILITAR
Exército Brasileiro realiza a Operação Herácles de fiscalização em MS
CRIME AMBIENTAL
Pecuarista é multado em R$ 10 mil por manter duas antas em cativeiro
PANTANAL
Bombeiros superam cansaço e calor para controlar incêndios no Amolar

Mais Lidas

DECIBÉIS
Operação do Gaeco mira fraudes em licitações e cumpre cinco mandados em Dourados
INVESTIGAÇÃO
Policiais do Gaeco fazem nova operação em Dourados
DOURADOS
Gaeco deixa edifício com documentos apreendidos após mais de 5h
CAPITAL
Mulher com mandado de prisão em aberto é executada com oito tiros