Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

CCZ faz alerta e anuncia ações de combate ao Aedes aegypti

23 janeiro 2020 - 12h05Por Redação

O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Dourados fez um alerta sobre a dengue e anunciou que está intensificando as ações de prevenção às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, que também incluem zica vírus e chikungunya.

“Além das visitas de rotina, os agentes de endemias estão atendendo denúncias sobre residências e terrenos sujos, favoráveis à incidência do mosquito, com notificação dos proprietários. Também estão sendo intensificadas as visitas a pontos estratégicos, como borracharias, ferro velhos, etc”, informou o órgão.

Na divulgação, o Departamento de Vigilância em Saúde revela que até o final da terceira semana deste ano 69 notificações haviam sido feitas, com o registro de 14 casos positivos para dengue e nove casos positivos para a chikungunya.

“Dentro dos registros, há dois casos de notificação para dengue e um para febre chikungunya, sem confirmação de positividade”, detalha.

Para Emerson Eduardo Corrêa, do Departamento de Vigilância em Saúde, dentro do serviço de mapeamento e combate, foi constatado índice de 0,9% para o LIRAs (Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti), o que corresponde a um dado satisfatório.

“O LIRAa identifica os criadouros predominantes e a situação de infestação do município e permite o direcionamento das ações de controle para as áreas mais críticas. Conforme o CCZ, isso demonstra que o trabalho de combate tem sido bom e também que a população tem participado com afinco, o que deve continuar”, pontua.

O CCZ pondera ainda que “apesar de o município estar no nível de baixa incidência de casos de dengue, o Centro de Controle de Zoonoses alerta para prevenção da doença. O período de calor e chuvas constantes é considerado ideal para reprodução do Aedes aegypti”.

“O CCZ ressalta que a melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a reprodução do mosquito transmissor da doença. O recolhimento de embalagens dos quintais, como copos plásticos, tampinhas de garrafas, pneus velhos, sacos plásticos, entre outros, é necessário para contribuir na prevenção”, divulgou.

Segundo o órgão, imóveis não habitados e terrenos em condições que notavelmente são atraentes para o mosquito da dengue devem ser denunciados ao CCZ, para que os agentes façam vistoria. O telefone para contato do CCZ é 3411-7753.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORUMBÁ
Empresa de alimentos é condenada por erro em emissão de nota fiscal
ECONOMIA
Em recuperação, faturamento da indústria cresce 11,4% em maio
MATERNIDADE
HU orienta sobre exame no recém-nascido durante o período de pandemia
ECONOMIA
Saldo da balança comercial de MS no 1º semestre cresce 28,27% e chega a US$ 1,99 bilhão
DOURADOS
MPF e MPT recomendam que hospital acelere abertura de novos leitos de UTI
RIO DE JANEIRO
Helicóptero de pequeno porte cai na Baía de Guanabara
PARANAÍBA
Carro furtado é recuperado abandonado em avenida
POLÍCIA
Homem é executado com cinco tiros em comércio de Coxim
NIOAQUE
Motorista bêbado é preso após tentar fugir de abordagem policial
ECONOMIA
Dólar fecha em alta nesta segunda-feira e vai a R$ 5,35

Mais Lidas

DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
Acusado de matar secretário em Dourados acaba preso em barreira sanitária
DOURADOS
Carro que atingiu ciclista pega fogo após bater em árvore ao lado de Avenida
DOURADOS
Adolescente pilota moto embriagado e tio morre após queda na Coronel Ponciano