Menu
Busca segunda, 30 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

CCZ faz alerta e anuncia ações de combate ao Aedes aegypti

23 janeiro 2020 - 12h05Por Redação

O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Dourados fez um alerta sobre a dengue e anunciou que está intensificando as ações de prevenção às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, que também incluem zica vírus e chikungunya.

“Além das visitas de rotina, os agentes de endemias estão atendendo denúncias sobre residências e terrenos sujos, favoráveis à incidência do mosquito, com notificação dos proprietários. Também estão sendo intensificadas as visitas a pontos estratégicos, como borracharias, ferro velhos, etc”, informou o órgão.

Na divulgação, o Departamento de Vigilância em Saúde revela que até o final da terceira semana deste ano 69 notificações haviam sido feitas, com o registro de 14 casos positivos para dengue e nove casos positivos para a chikungunya.

“Dentro dos registros, há dois casos de notificação para dengue e um para febre chikungunya, sem confirmação de positividade”, detalha.

Para Emerson Eduardo Corrêa, do Departamento de Vigilância em Saúde, dentro do serviço de mapeamento e combate, foi constatado índice de 0,9% para o LIRAs (Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti), o que corresponde a um dado satisfatório.

“O LIRAa identifica os criadouros predominantes e a situação de infestação do município e permite o direcionamento das ações de controle para as áreas mais críticas. Conforme o CCZ, isso demonstra que o trabalho de combate tem sido bom e também que a população tem participado com afinco, o que deve continuar”, pontua.

O CCZ pondera ainda que “apesar de o município estar no nível de baixa incidência de casos de dengue, o Centro de Controle de Zoonoses alerta para prevenção da doença. O período de calor e chuvas constantes é considerado ideal para reprodução do Aedes aegypti”.

“O CCZ ressalta que a melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a reprodução do mosquito transmissor da doença. O recolhimento de embalagens dos quintais, como copos plásticos, tampinhas de garrafas, pneus velhos, sacos plásticos, entre outros, é necessário para contribuir na prevenção”, divulgou.

Segundo o órgão, imóveis não habitados e terrenos em condições que notavelmente são atraentes para o mosquito da dengue devem ser denunciados ao CCZ, para que os agentes façam vistoria. O telefone para contato do CCZ é 3411-7753.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Menina de seis anos tem nariz reconstruído após levar tiro de fuzil
FRONTEIRA
Menina de seis anos tem nariz reconstruído após levar tiro de fuzil
STF
Nunes Marques adia decisão sobre bloqueio de perfis por Bolsonaro
CAPITAL
Para traficar drogas, homem escondia maconha no guarda-roupa de filhos
FÓRMULA 1
Pietro Fittipaldi substituirá Grosjean na Haas e Brasil volta a F-1
DENÚNCIA
Mulher é presa por deixar filhos sozinhos para consumir drogas
UEMS
Inscrições para Mestrado e Doutorado em Recursos Naturais terminam na quinta
Mulher é presa levando droga ao filho em preso em dobra de cobertor
BANDEIRA VERMELHA
Conta de luz voltará a ter taxa extra a partir de amanhã, e a mais cara
Jovem encontrado morto no rio Aquidauana tinha 21 anos
BALANÇO
Desmatamento na Amazônia cresce 9,5% em um ano, aponta Inpe

Mais Lidas

DOURADOS
Primeira noite com novo toque de recolher tem flagrante de festa com 119 adolescentes
DOURADOS
Decreto é republicado por incorreção, agora com brechas para esporte coletivo e boliche
DOURADOS
Homem é preso com arma após ex-namorada correr até viatura da PM e denunciar ameaça
POLICIAL
Criminoso imita abordagem de polícia para cometer roubo em Dourados