Menu
Busca segunda, 25 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
CAPACITISMO

Cadeirante desde os 7 anos, Fernanda é 'voz' contra preconceito a pessoas com deficiência

13 janeiro 2021 - 12h37Por Jessica Beatriz

Com 28 anos, Fernanda Willemann de Souza, moradora em Dourados, é cadeirante desde os sete, após acidente com arma de fogo onde teve uma lesão medular e perdeu o movimento das pernas. Entretanto, demorou anos até que ela conhecesse o termo “Capacitismo”, uma forma de preconceito velada e que, geralmente, fica fora dos holofotes.

O termo tende a resumir as pessoas com deficiência apenas nisso, tratando-as como incapazes ou superestimando o fato delas frequentarem uma escola, faculdade, trabalhar, ir para a academia, ou mesmo amar, ter relacionamentos, entre outros. 

Em 2018, após ouvir uma amiga falar sobre a temática, ela resolveu pesquisar e estudar sobre o assunto até então desconhecido. Normalmente, as atitudes capacitistas são vistas como inofensivas pela sociedade, por isso, até quem vive na pele demora para perceber.

A partir do entendimento sobre o tema, Fernanda resolveu gritar para o mundo "minha vida não serve de exemplo para você agradecer pela sua". O trecho foi retirado de uma das suas postagens publicada na rede social, espaço que utiliza para conscientizar as pessoas sobre essa forma de preconceito.

Online, ela aborda o assunto por meio de vídeos e textos. Fernanda diz que foi um momento de redescoberta como pessoa “percebi de fato que a imagem que tinham de mim era totalmente distorcida justamente pela minha deficiência. E isso é capacitismo. É você resumir a pessoa a deficiência que ela tem”, explicou.

Elogios em contextos que não costumam acontecer com uma pessoa sem deficiência também são usuais.

“Sempre tem um comentário relacionado a minha condição, ou até mesmo um elogio, como se eu fosse uma super-heroína por continuar sorrindo diante de uma vida ‘tão ruim’ quanto a minha”, enfatiza ela. 

“Os olhares de pena e tão reflexivos são carregados de preconceito e eles me perseguem pra onde vou, seja sozinha, acompanhada, viajando ou fazendo algo comum do meu dia-a-dia”. O capacitista subestima ou superestima uma ação normal em função da deficiência da pessoa.

Um exercício simples, mas que pode revelar se você leitor já foi um capacitista é pensar se em algum momento já olhou para uma pessoa com deficiência e agradeceu pela sua própria vida? Se a resposta for sim, você pratica o “preconceito velado”.

Projeto “Vamos Além”

Além de falar sobre o capacitismo em suas postagens, Fernanda é idealizadora do projeto “Vamos Além” que aborda a questão de acessibilidade, por meio de uma palestra em formato de bate-papo interativo com alunos do ensino médio e superior.

“A gente aborda vários temas necessários a respeito das vivências das pessoas com deficiência e o quanto isso é responsabilidade de todo ser humano, independente dele ter uma deficiência ou não. Eu acredito muito que o contato físico, de perto é essencial para a troca de energia e experiências e eu quis trazer isso além das redes sociais”, finaliza.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Segunda-feira com possibilidade de pancadas de chuva em Dourados
CLIMA
Segunda-feira com possibilidade de pancadas de chuva em Dourados
UNIÃO
TRF3 mantém indenização à família de vítima de acidente de Alcântara
Ainda sem aprovação do Orçamento 2021, governo deve controlar gastos
BRASIL
Ainda sem aprovação do Orçamento 2021, governo deve controlar gastos
TV UFAL passa a integrar a Rede Nacional de Comunicação Pública
BRASIL
TV UFAL passa a integrar a Rede Nacional de Comunicação Pública
Exposição gratuita retrata condições degradantes do trabalho escravo em MS
CAPITAL
Exposição gratuita retrata condições degradantes do trabalho escravo em MS
BRASIL
Especial Caiu no Enem realiza correção das provas neste domingo
MS
Empresário é multado em R$ 10 mil por retomar obra embargada
BRASIL
MPT alerta para risco de fragilização e precarização do instituto da aprendizagem profissional
COVID-19
Estados brasileiros começam a receber vacina de Oxford
PANDEMIA
Covid-19 mantém 258 sul-mato-grossenses em leitos de UTI

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Vídeo mostra momento exato de acidente com vítima fatal em Dourados
DOURADOS
Motorista envolvido em acidente fatal relata bebida ao depor e é liberado 
TRAGÉDIA
Segundo acidente de trânsito com vítima fatal é registrado em Dourados
DOURADOS
Motociclista que morreu após colisão em cruzamento invadiu via preferencial