Menu
Busca sábado, 16 de janeiro de 2021
(67) 99659-5905
ATIVISMO

Campanha debate violência contra mulheres em meio a aumento de casos em Dourados

24 novembro 2020 - 11h54Por André Bento

De quarta-feira (25) até o dia 10 de dezembro a campanha mundial “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres” vai propor meios de enfrentamento a esse problema que tem crescido, segundo a delegada Paula Ribeiro dos Santos, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher de Dourados. 

Ao Dourados News, ela revelou números preocupantes nos atendimentos prestados neste final de semana. “Temos percebido aumento considerável da violência contra as mulheres no período de pandemia. Foram 10 autuações em flagrante de sexta-feira [20] a segunda [23], contra três no mesmo período do ano passado”, informou. 

“A gente percebe aumento da violência e aumento da violência empregada, ou seja, está cada vez mais grave, mas vemos como positivo o fato de que as mulheres estão cada vez mais buscando ajuda e confiando nos órgãos de segurança da nossa cidade, que são tão atuantes, Guarda Municipal, Polícia Militar e Polícia Civil”, ponderou.

Parte dos esforços para enfrentar essa problemática, mesmo em meio às limitações de interação social impostas pela pandemia do novo coronavírus, as autoridades promoverão a campanha “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres” através de eventos online, nas redes sociais da Subsecretaria de Políticas Públicas para as Mulheres e do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.

“Serão vários seminários, lives, rodas de conversa virtuais, discussões para que possamos entender o que é a violência de gênero, como ela acontece, como evitar, quais são os impactos nas crianças e adolescentes”, detalha. 

Ainda segundo a delegada titular da Delegacia de Atendimento à Mulher de Dourados, uma inovação nete ano será a presença de homens discutindo o fim da violência contra as mulheres, garantindo maior participação da sociedade nesse enfrentamento. 

“São vários temas importantíssimos: educação como mecanismo de prevenção à violência, a violência psicológica como lesão corporal - a palestrante é a doutora Alice Bianchini, autora renomada no Brasil -, violência sexual e o perigo da revitimização das mulheres, tema tão atual com a discussão do caso da Mariana Ferrer. São vários eventos de amanhã até 10 de dezembro para que possamos trazer à discussão assuntos tão importantes”, pontuou.

Para a delegada Paula Ribeiro dos Santos, a participação da sociedade é fundamental e os eventos online são gratuitos. Mais informações podem ser conferidas nas páginas da Subsecretaria de Políticas Públicas para as Mulheres no Facebook e da Delegacia de Atendimento à Mulher de Dourados no Instagram.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Empresa protocola na Anvisa pedido para uso emergencial da Sputnik V
LAMA ASFÁLTICA
Ministro Humberto Martins nega suspensão de ação penal contra irmãs investigadas em MS
Inscrições para intercâmbio no STF são prorrogadas até dia 22
BRASIL
Inscrições para intercâmbio no STF são prorrogadas até dia 22
Jovem é multado em R$ 5 mil após flagrante de papagaio em cativeiro
MS
Jovem é multado em R$ 5 mil após flagrante de papagaio em cativeiro
BRASIL
STJ mantém sessão do júri para julgar professor universitário acusado de matar diretor a machadada
MS
Granja em Rio Verde recebe primeiras 600 matrizes de suínos e consolida projeto de expansão do setor
BRASIL
Força-tarefa da AGU já atuou em mais de 50 ações contra o Enem
SEGURO
Susep anuncia Caixa Econômica Federal como novo gestor do DPVAT
BRASIL
Senacon adotas medidas para combater comércio de vacinas falsificadas
CLIMA
Dourados teve chuva em mais da metade da quinzena e mantém alerta

Mais Lidas

BR-163
Homem morre após colidir carro de passeio contra caminhão
OPERAÇÃO
Polícia fecha "boca de fumo" comandada por família no Canaã IV
SIDROLÂNDIA
Flagrada invadindo residência, mulher é amarrada em árvore por populares
PANDEMIA 
Dourados tem oito mortes por Covid em 24 horas