Menu
Busca sábado, 18 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
PÉSSIMO SINAL

Câmara quer agilidade para a melhoria na telefonia

11 setembro 2014 - 10h07

A péssima qualidade do serviço oferecido pelas operadoras de telefonia celular em Mato Grosso do Sul, situação que levou à criação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) na Assembleia Legislativa, mobiliza também os vereadores de Dourados, que querem acompanhar mais de perto os trabalhos da CPI e as medidas que devem ser adotadas para a solução dos problemas.

Durante sessão ordinária dessa semana, vários vereadores manifestaram preocupação com a falta de solução para o problema, que já se arrasta há meses. O vereador Mauricio Lemes (PSB), que foi designado pela Mesa diretora para representar a Câmara na CPI, disse que estudos realizados pelo gabinete foram levados à Comissão.

Ele acredita que a TAC vai contribuir para pôr fim às reclamações sobre queda do sinal, a fraca disponibilidade de funcionamento do banco de dados, “mas é preciso cobrar o cumprimento do ajustamento, pois é enorme a dificuldade do usuário até mesmo em estabelecer conversações pelo telefone”.

O presidente Idenor Machado (DEM) e os membros das comissões de Indústria, Comércio e Turismo e de Direitos Humanos, Cidadania e Defesa do Consumidor discutiram o assunto e decidiram que o legislativo municipal vai pedir informações à CPI sobre o andamento dos trabalhos para se posicionar junto aos órgãos competentes em defesa dos interesses dos usuários.

Idenor diz que a Câmara pretende, por exemplo, cobrar agilidade na instalação de antenas, visando à ampliação do número de antenas no município, a exemplo de Campo Grande, onde deve dobrar o número de equipamentos instalados.

Para o presidente, o problema da interrupção do sinal, e até a falta dele, carece de uma solução urgente, “pois se arrasta há meses, e piora a cada dia”. Reclamações chegam diariamente aos órgãos de defesa do consumidor. “Têm dias que é impossível falar pelo celular. A ligação não se completa ou não se sustenta e isso acaba causando transtornos a todos. As operadoras precisam dar uma resposta a seus clientes”, cobra.

Na CPI da Telefonia, na Assembleia, foi proposto um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com uma série de compromissos das operadoras para a melhoria da qualidade dos serviços. O documento já recebeu redação final da CPI, da Defensoria Pública, do MPE (Ministério Público Estadual) e aguarda parecer do MPF (Ministério Público Federal) e deve ser firmado nos próximos dias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jovem de 19 anos morre em acidente com motocicleta
CAPITAL
Jovem de 19 anos morre em acidente com motocicleta
TELEFONIA
Governo edita decretos para tentar destravar licitação do 5G
Casal é preso por golpe ao vender carro alugado e alegar "furto"
Fundação de Cultura seleciona artesãos para participar de duas Feiras
OPORTUNIDADE
Fundação de Cultura seleciona artesãos para participar de duas Feiras
Grávida, Geisa Oliveira, ex seleção de basquete, morre aos 42 anos
CAMPINAS
Grávida, Geisa Oliveira, ex seleção de basquete, morre aos 42 anos
DOURADOS
Faculdade Intercultural Indígena publica moção contra o marco temporal
FOGO AMIGO
Militar baleado ao defender mulher na rua recebe alta de hospital
ESPORTE
Dourados enfrenta Miranda na semifinal da Copa Morena neste sábado
PARAGUAI
Com mandado de prisão em abertos, brasileiro é expulso do Paraguai
EDUCAÇÃO
UEMS regulamenta retomada gradual das atividades presenciais

Mais Lidas

DOURADOS
Morto durante o trabalho em fazenda tinha 26 anos
ACIDENTE DE TRABALHO
Maquinário cai e mata trabalhador em fazenda entre Dourados e Itahum
24 HORAS DE VACINA
Dourados terá 'viradão' da vacina para aplicar doses em cinco grupos
REGIÃO
Casal precisa ser socorrido após carro quase ser "engolido" pela chuva