Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
DOURADOS

Moradores de distritos vão pagar IPTU a partir de 2017

15 dezembro 2015 - 12h21

A cobrança de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) vai englobar os proprietários de imóveis nos oito distritos de Dourados a partir de 2017. Na sessão ordinária de encerramento do ano legislativo, a Câmara de Dourados aprovou nesta segunda-feira (15) o projeto de lei, de autoria do Poder Executivo, que autoriza o município a lançar o IPTU e ITBI dos imóveis localizados nos distritos.

O projeto de lei, aprovado por 12 votos favoráveis, seis contrários e uma ausência, segue agora para sanção do prefeito Murilo Zauith (PSB). Com a aprovação da lei, a previsão conclua os estudos de elaboração da planta genérica imobiliária dos distritos durante o próximo ano para que o imposto seja lançado a partir do exercício de 2017. A cobrança do IPTU nos distritos foi rejeitada no ano passado pela Câmara, mas, conforme alerta o Ministério Público Estadual, o município não pode abrir mão de receita, o que incorreria em desacato à LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal).

Além da questão do IPTU, os vereadores de Dourados apreciaram na sessão desta segunda-feira, em terceira votação, o projeto de lei que fixa a despesa do município para o exercício financeiro de 2016 e limparam a extensa pauta de projetos em tramitação na Casa para o inicio do recesso legislativo, que vai de 20 de dezembro a 1º de fevereiro de 2016.

Já em segunda votação, a Câmara aprovou o projeto de lei complementar nº 025/2015, de autoria do Poder Executivo, que “Altera a Lei Complementar nº 205/2012, que dispõe sobre o Zoneamento, Uso e Ocupação do Solo, e o Sistema Viário no Município”; o projeto de lei complementar nº 028/2015, de autoria do Poder Executivo, que “Altera o enquadramento da atividade nº 383 do Anexo I da Lei Complementar nº 55/2002, que trata da Política Municipal do Meio Ambiente – Lei Verde”; o projeto de lei Complementar nº 031/2015, de autoria do vereador Dirceu Longhi (PT), que “Transforma em Via Coletora a Rua Dorcelina Matos Freitas, a partir da rua Coronel Ponciano até a rua Luis Marra, no Parque Nova Dourados”; o projeto de Lei nº 092/2015, de autoria do Poder Executivo, que “Dispõe sobre o monitoramento da vegetação arbórea e estímulos à preservação das áreas no Município, e dá outras providências”; projeto de lei nº 125/2015, de autoria do vereador Pedro Pepa (DEM), que “Denomina Carlos Aparecido Batista, a Rua Projetada 10 C, localizada no Jardim Canaã I” e o projeto de lei nº 129/2015, de autoria do vereador Cirilo Ramão (PTC), que “Institui a Semana Municipal da Cidadania Escolar”.

Fechando a sessão, em primeira discussão e votação, os vereadores apreciaram o projeto de Lei Complementar nº 034/2015, de autoria do Poder Executivo, que autoriza a Fundação Municipal de Saúde e Administração Hospitalar de Dourados a contratar servidores para o funcionamento do Hospital Universitário; Projeto de Lei Complementar nº 035/2015, de autoria do Poder Executivo, que altera o §4º, do art. 18, e o art. 25, da Lei Complementar nº 108, de 27 de dezembro de 2006, que Institui o Regime Próprio de Previdência Social do Município de Dourados/MS, e dá outras providências; Projeto de Lei Complementar nº 036/2015, de autoria do Poder Executivo, que altera a redação de dispositivo da Lei Complementar nº 121/2007, que trata do Regime Jurídico e o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos Servidores da Guarda Municipal; projeto de lei complementar nº 037/2015, de autoria do Poder Executivo, que Institui Programa para Regularização de Edificações e Obras em imóveis no Município de Dourados; projeto de lei complementar nº 038/2015, de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre criação de cargo na Lei Complementar nº 117/2007 (PCCR-Prefeitura);

Também foi aprovado o projeto de Lei nº 132/2015, de autoria do Poder Executivo, que autoriza o Executivo Municipal adquirir através de permuta, o imóvel descrito pela Área 01, de propriedade de Mitra Diocesana de Dourados, com os imóveis que indica, de propriedade do Município de Dourados; projeto de lei nº 133/2015, de autoria do Poder Executivo, que doa área à Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural – AGRAER; Projeto de Lei nº 130/2015, de autoria do Vereador Marcelo Mourão (PSD), que “Denomina Ana Tereza Dávila de Souza a Rua DA 2, localizada no Residencial Dioclécio Artuzi I e II; e o Projeto de Lei nº 131/2015, de autoria do vereador Marcelo Mourão (PSD), que “Denomina Moacir Pereira dos Santos a Rua DA 3, localizada no Residencial Dioclécio Artuzi I e II.



Deixe seu Comentário

Leia Também

Vacinas já distribuídas atendem cerca de 10% dos públicos prioritários
IMUNIZAÇÃO
Vacinas já distribuídas atendem cerca de 10% dos públicos prioritários
Covid-19: Brasil tem 1,2 mil mortes e 61,9 mil infectados em 24 horas
PANDEMIA
Covid-19: Brasil tem 1,2 mil mortes e 61,9 mil infectados em 24 horas
ECONOMIA
Dólar recua para R$ 5,32 após divulgação de ata do Copom
PANDEMIA
Variante do coronavírus do Amazonas é identificada em São Paulo
Governo pode cancelar ponto facultativo de Carnaval para conter avanço da Covid
MATO GROSSO DO SUL
Governo pode cancelar ponto facultativo de Carnaval para conter avanço da Covid
ESPORTES
Brasil encerra Mundial de Handebol em 18º e mira pré-olímpico
SANEAMENTO
Sanesul completa 42 anos atuando em Mato Grosso do Sul
FUTEBOL
Com a cabeça na Libertadores, Palmeiras pega o Vasco pelo brasileiro
BRASIL
Violência contra jornalistas foi 105,77% maior em 2020, aponta estudo
LEGISLATIVO
Câmara examina proposta que dá autonomia ao Banco Central

Mais Lidas

DOURADOS
Motorista envolvido em acidente fatal relata bebida ao depor e é liberado 
ACIDENTES
Trânsito de Dourados faz terceira vítima fatal no ano, todas motociclistas
CRIME
Vizinhança flagra suspeito pulando muro e evita furto em Dourados
BR-276
Carreta com quase dez toneladas de maconha é apreendida em Dourados