Menu
Busca sexta, 03 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Associação aciona Ministério Público por crise no Hospital do Câncer

01 fevereiro 2013 - 18h48

Adriano Moretto


A vereadora e presidente da ACCGD (Associação de Combate ao Câncer da Grande Dourados) Virigínia Magrini, protocolou no final da tarde de hoje (1) junto ao MPE (Ministério Público Estadual), uma ação por conta da crise que pode paralisar os novos atendimentos no Hospital do Câncer a partir de segunda-feira (4).

A documentação – com extratos bancários, ofícios, balanços mensais e contrato entre o Hospital Evangélico, que administra o local e a Secretária de Saúde do município - será repassada ao promotor Ricardo Melo Alves, da 10ª Promotoria, que atende os direitos do Consumidor e Cidadania.

De acordo com a presidente da entidade, tudo está sendo realizado para que a unidade possa continuar o seu atendimento normal. Em caso de paralisação dos serviços, não é descartado um manifesto em frente ao hospital.

“O Hospital do Câncer foi construído com a ajuda da população e não acredito que deixará de atender os seus pacientes. Temos que achar os culpados e resolver essa situação. Caso paralise as atividades, vamos convocar a população para um manifesto”, disse.

Segundo ela, além da falta de respeito com o cidadão, existe também a necessidade de saber para onde vai o dinheiro público. “Deve haver a cobrança e a responsabilidade. O dinheiro público está sendo depositado na conta e ninguém sabe para onde vai”, concluiu.

Hoje pela manhã, o deputado federal Geraldo Resende (PMDB) também se manifestou sobre o assunto. De acordo com ele, caso o hospital deixe de atender os pacientes, ‘baterá na porta da Justiça’.

“É inconcebível que isso aconteça [a paralisação de novos atendimentos]. Se precisar, vamos acionar a Justiça. As pessoas não podem ficar sem atendimento”, contou ao Dourados News.

#A Crise#

A crise envolvendo o Hospital do Câncer e o Hospital Evangélico veio à tona na quarta-feira da semana passada, 23, após o Dourados News divulgar que o setor de oncologia, administrado pelo HE, poderia paralisar os atendimentos pela falta de repasses financeiros.

No dia seguinte, Virgínia Magrini se reuniu com integrantes da diretoria do Hospital do Câncer e disse que acionaria o MPE (Ministério Público Estadual), alegando falta de respeito com os pacientes em tratamento, o que aconteceu nesta sexta-feira.

Um dia após a reunião, a unidade recebeu um repasse de aproximadamente R$ 243,5 mil por parte do Hospital Evangélico, dando condições na continuação no tratamento até o término de janeiro.

Porém, na tarde de quinta-feira (31), os médicos decidiram em não receber novos pacientes à partir de segunda-feira (4). De acordo com o diretor do HC, Mário Eduardo Rocha, a dívida é referente aos meses de setembro (parcial), outubro e novembro e chegava aos R$ 800 mil.

Ainda na quinta, assessoria de imprensa do HE entrou em contato com o Dourados News, alegando que o dinheiro vem sendo repassado ao setor que trata o câncer, mas de forma ‘escalonada’.

O hospital também garantiu que não faltam remédios para os pacientes e que existe um contrato que deverá ser cumprido, entre o HE e a empresa Centro de Tratamento de Câncer de Dourados, onde Mário Eduardo é sócio [segundo a assessoria], para a prestação de serviço de atendimento às pessoas em tratamento.

A prefeitura de Dourados afirmou que todos os repasses provenientes das esferas federal, estadual e municipal, estão sendo realizados para a entidade que administra o HC.

Leia Mais:

[Deputado diz que ‘baterá na porta da Justiça’ caso Hospital do Câncer não atenda novos pacientes](http://douradosnews.com.br/dourados/deputado-diz-que-batera-na-porta-da-justica-caso-hospital-do-cancer-nao-atenda-novos-pacientes)

[Hospital do Câncer de Dourados pode fechar um mês após inauguração](http://www.douradosnews.com.br/dourados/hospital-do-cancer-de-dourados-pode-fechar-um-mes-apos-inauguracao)

[Presidente da ACCGD vê fechamento do Hospital do Câncer como desrespeito aos pacientes](http://www.douradosnews.com.br/dourados/presidente-da-accgd-ve-fechamento-do-hc-como-desrespeito-aos-pacientes)

[Ministério Público pode ser acionado por crise no HC](http://www.douradosnews.com.br/dourados/ministerio-publico-pode-ser-acionado-por-crise-no-hc)

[Após ameaça de fechamento, Hospital do Câncer continuará funcionando]( http://www.douradosnews.com.br/dourados/apos-ameaca-de-fechamento-hospital-do-cancer-continuara-funcionando)

[Diretor afirma que Hospital do Câncer não receberá pacientes novos a partir de segunda-feira](http://douradosnews.com.br/dourados/diretor-afirma-que-hospital-do-cancer-nao-recebera-pacientes-novos-a-partir-de-segunda-feira)

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2020
Fim da janela partidária e mudança de partido
IVINHEMA
Traficante é preso com 267 quilos de maconha após perseguição
REGIÃO
Detran/MS prorroga prazo de licenciamento que venceria em abril
CORONAVÍRUS
Brasil tem agora 327 mortes e mais de 8 mil casos confirmados da Covid-19
Educação
A internet sem “vírus”
CHAPADÃO DO SUL
Jovem é resgatado inconsciente após ser arremessado de veículo em capotamento
SAÚDE
Especialistas enfatizam a importância da limpar superfícies
CAPITAL
Adolescente de 14 anos dá à luz em banheiro de UPA
HUMILDADE
'A gente está se bicando há algum tempo', diz Bolsonaro sobre Mandetta
TRÁFICO
Três toneladas de maconha que saiu de Dourados é apreendida em São Paulo

Mais Lidas

NOVA ANDRADINA
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa
CRIME AMBIENTAL
Pescador é flagrado com barco, motor de popa e petrecho de pesca
COVID-19
Familiares de casal que testou positivo para coronavírus em Dourados são monitorados
BOLETIM DA SES
Dourados registra mais um caso de coronavírus e MS tem 51 confirmações