segunda, 06 de dezembro de 2021
Dourados
36°max
23°min
Campo Grande
34°max
23°min
Três Lagoas
36°max
25°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
DOURADOS

Assassino de secretário será interrogado e MPE quer ouvir outra vítima

20 outubro 2020 - 09h51Por André Bento

Fernando Souza Gonçalves, de 31 anos, preso desde 20 de julho acusado de homicídio qualificado pelo assassinato do ex-secretário municipal interino de Agricultura Familiar de Dourados, Alceu Junior Silva Bittencourt, cometido um dia antes, será interrogado no próximo dia 3 de novembro.

Essa foi a data designada pelo juiz Eguiliell Ricardo da Silva, titular da 3ª Vara Criminal da Comarca, para audiência de instrução em continuação à realizada no dia 14 passado.

Preso na PED (Penitenciária Estadual de Dourados), o réu será ouvido pelo sistema de videoconferência, a partir das 16h.

Mas o magistrado também quer ouvir uma testemunha do crime e um cliente de Alceu Junior Silva Bittencourt que era atendido por ele quando houve a agressão fatal, também tratado como vítima no processo – ainda não foi encontrado pelo oficial de justiça.

Na audiência do dia 14, foram ouvidas duas testemunhas comuns à acusação e à defesa. Outra não pôde ser ouvida ante problemas técnicos apresentados no equipamento que utilizava.

Como o MPE-MS (Ministério Público Estadual) insistiu na oitiva da segunda vítima e dessa testemunha, ambos devem comparecer pessoalmente ao Fórum no dia agendado.

Assinada no dia 21 de julho pelo promotor de Justiça Luiz Eduardo Sant’Anna Pinheiro, a denúncia requer a condenação de Fernando Souza Gonçalves por homicídio qualificado por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima, além de ameaça contra o cliente que era atendido no momento do ataque. Pede ainda fixação de valor mínimo para reparação aos familiares de Junior Bittencourt.

Essa peça acusatória já foi recebida pela Justiça e narra que  o assassino indica cumprimentou a vítima e dissimilou a intenção do ataque ao adentrar o local do crime, uma barbearia na Rua Mozart Calheiros, no bairro Izidro Pedroso, em Dourados.

No dia 26 de agosto, a Defensoria Pública do Estado apresentou defesa, “asseverando que os fatos não se passaram da forma narrada na Inicial, conforme restará demonstrado durante a instrução”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IVINHEMA

Homem é preso pela PM após dirigir embriagado e atropelar pedestre

JUDICIÁRIO

Ministra Rosa Weber libera pagamento das emendas do 'orçamento secreto'

Polícia apreende em SP 7,4 toneladas de maconha que saíram de Dourados

Polícia apreende em SP 7,4 toneladas de maconha que saíram de Dourados

AGRONEGÓCIO

Governo libera 500 agrotóxicos em 2021 e bate recorde na série histórica

Homem é detido por populares após furtar café, leite condensado e pêssego

PRAZO DE 48 HORAS

Ministro do STF vê 'inércia' e cobra resposta sobre passaporte da vacina

PONTA PORÃ

Centenas de pessoas acompanham enterro de mãe e filho mortos na fronteira

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Com "MS +Ciência" governo investe R$ 30 milhões em pesquisa e inovação

TRÊS LAGOAS

Homem dá abrigo a andarilho e durante bebedeira é agredido a marretadas

Prefeitura apoia a 12ª edição do Haras Weekend Dourados

Mais Lidas

DOURADOS

Vídeo mostra jovem deitando em rua antes de acidente

DOURADOS

Homem morre atropelado no Jardim Piratininga e motorista foge do local

DOURADOS

Jovem estava deitado na rua e motorista de caminhão disse que não percebeu atropelamento

COMUNIDADE VITÓRIA

Briga em bar termina com homem morto esfaqueado em Dourados