Menu
Busca domingo, 29 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Após flagrante em líder, delegado não descarta prisão de outros sem-terra

21 setembro 2017 - 09h45

O delegado titular do 1º Distrito Policial de Dourados, Adilson Stiguivitis, afirmou que outros integrantes do MSTB (Movimento Sem-Terra Brasileiro) podem ser presos ao longo das investigações sobre a resistência do grupo numa ação de reintegração de posse de fazenda ocupada às margens da BR-463.

Na segunda-feira, segundo o boletim de ocorrência, oficiais de justiça tentavam cumprir o mandado expedido pelo judiciário no local quando grupo de 50 membros do movimento reagiram ao fato, sob ordem de Vanildo Elias de Oliveira, 43, o "Douglas", preso em flagrante na quarta-feira e indiciado por vários crimes na mesma data.

"Ele foi preso em flagrante por diversos crimes cometidos durante a ação da Justiça. As investigações continuam com objetivo de identificar os demais suspeitos para configurar a associação criminosa", comentou em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira.

Vanildo foi preso dentro de um hospital de Miranda após sair ferido de confusão ocorrida durante tentativa de ocupação do MSTB a propriedade rural na quarta-feira (20). Ele foi denunciado por desobediência, associação criminosa, danificar floresta de preservação permanente e mais três artigos de dolo qualificado no Código Penal, além de ameaça.

A prisão

Na segunda-feira, de acordo com o boletim de ocorrência, oficiais de justiça chegaram em propriedade rural ocupada pelo grupo na BR-463 com medida judicial de reintegração de posse, porém, conforme relato à polícia, Vanildo incitou aproximadamente 50 pessoas a intervir.

Na ação, eles ameaçavam atear fogo em equipamentos e, ainda conforme os oficiais, incendiaram propriedades rurais.

O fogo atingiu em torno de 300 hectares, causando prejuízo a dois produtores rurais de R$ 2 milhões, segundo denúncia feita à polícia. Dois tratores, pá carregadeira e caminhonete por pouco não foram queimadas também.

Após a confusão, as autoridades que estavam no local recuaram e registraram a ocorrência no 1º Distrito Policial de Dourados.

Na delegacia, o sem-terra, acompanhado de advogado de Brasília (DF), negou todas as acusações.

Vanildo lidera o movimento nos municípios de Dourados, Nioaque, Rio Brilhante, Ribas do Rio Pardo, Nova Andradina e Miranda.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GRANDE DOURADOS
Carreta da Justiça atenderá Jateí na segunda-feira
TRF3
Advogado está isento de anuidade da OAB a partir dos 70 anos de idade e 30 de contribuição
BRASIL
Anvisa recebe pedido para análise da vacina da Janssen-Cilag
PANDEMIA
Fachin solicita informações sobre cumprimento de liminar que restringiu operações policiais no RJ
Dezembro terá três leilões com mais de 700 motocicletas pelo Detran
MS
Dezembro terá três leilões com mais de 700 motocicletas pelo Detran
ELEIÇÕES 2020
Para justificar ausência no domingo, eleitor deve baixar e-Título hoje
STF
Ministro intima PGR para que se manifeste sobre desistência de Bolsonaro de prestar depoimento
ESTADO
Agepen institui comissão para regulamentar critérios na seleção de reeducandos para o trabalho
STJ
Joesley Batista terá de pagar R$ 300 mil a Michel Temer por danos morais
INVESTIGAÇÃO
Perícia no tapa-buracos de Dourados deve ter resultado preliminar na segunda-feira

Mais Lidas

DOURADOS
Com leitos de UTI's lotados, prefeitura aumenta toque de recolher e manda fechar clubes
DOURADOS
Primeira noite com novo toque de recolher tem flagrante de festa com 119 adolescentes
DOURADOS
Decreto é republicado por incorreção, agora com brechas para esporte coletivo e boliche
DOURADOS
Homem é preso com arma após ex-namorada correr até viatura da PM e denunciar ameaça