Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Após denúncia de caos, Conselho vai ao HU vistoriar ala neonatal

30 novembro 2019 - 07h30Por Adriano Moretto

O Coren-MS (Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul) realizou vistoria no HU-UFGD (Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados) na tarde de sexta-feira (29/11), após denúncia de caos e superlotação na Unidade Intermediária de Cuidados Neonatais. 

Durante o trabalho in loco, a equipe composta por um conselheiro e uma enfermeira constatou quadros de superlotação de pacientes, estrutura física inadequada para suportar leitos extras, subdimensionamento da enfermagem no setor; além da presença de pacientes com quadro de saúde mais complexo do que o permitido, que serão descritos em um relatório a ser entregue à direção do HU e a outros órgãos competentes para providências.

De acordo com Adrieli Aguiar Nunes, enfermeira que acompanhou os trabalhos, o espaço com capacidade máxima de 15 leites, possuía 21, todos ocupados. “Faltava espaço entre eles. A distância normatizada não está sendo respeitada”, comentou. 

“Vimos que as poltronas reservadas às mães para o momento da amamentação foram retiradas do setor e substituídas por cadeiras. A falta de espaço dificulta, portanto, a amamentação e o contato das mães com os bebês, além de potencializar as chances de infecção hospitalar e dificultar o trabalho do profissional da enfermagem”, complementou o conselheiro Cleberson dos Santos Paixão.

Também foi verificado que o número de profissionais da área é insuficiente para atender os 21 leitos dispostos. 

O CASO

Conforme mostrado ontem (29/11) pelo Dourados News, profissionais de enfermagem cobram “medidas cabíveis afim de interromper as situações irregulares” dentro da Unidade Intermediária de Cuidados Neonatais.

“Há muito tempo a unidade vem sofrendo com a superlotação, sendo que, apesar de ter estrutura para atendimento de 15 pacientes, atende em média 20 pacientes por dia e já chegou a ter 27 recém-nascidos (RN) internados”, detalha a denúncia.

A categoria aponta ainda número insuficiente de técnicos de enfermagem e enfermeiros e destaca que a unidade está sem médico em alguns períodos durante a semana e aos finais de semana.

Até mesmo a necessidade de evacuação do setor foi citada na denúncia. Isso aconteceu em outubro, para desinfecção devido a surto hospitalar de varicela descrito como “reflexo de todas essas situações que vêm ocorrendo há um longo período de tempo e que pode ser extremante prejudicial aos pacientes expondo-os a sérios riscos, inclusive ao óbito”.

O OUTRO LADO

Questionada, a assessoria de imprensa do Hospital Universitário disse que a UCI Neonatal é dimensionada para 15 leitos, tanto com relação às instalações físicas quanto com relação ao quantitativo de profissionais e que a taxa de ocupação da referida unidade está frequentemente acima da capacidade. 

"Na data de hoje (29/11/2019) a UCI Neonatal do HU-UFGD está com 21 crianças internadas, e que, em setembro deste ano, chegou a abrigar 24 crianças".

Ainda de acordo com a assessoria, o HU-UFGD ingressou com um processo judicial para tratar das condições de ocupação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, cuja superlotação vem sendo recorrente por motivos alheios ao alcance e ao controle da instituição, "observando que as condições de uma unidade impactam diretamente a outra, pois muitas crianças que saem da UTI seguem os cuidados na UCI Neonatal".

Já em relação a ausência de profissionais de enfermagem, o hospital informa que "apesar de estar constantemente atendendo acima da capacidade, a UCI Neonatal não chega a ficar descoberta com relação ao pessoal da Enfermagem, pois é sempre feita readequação nas escalas para atender à demanda aumentada. Já na área multiprofissional, especificamente com relação aos fisioterapeutas, cabe esclarecer que esses profissionais não necessitam estar 24 horas na unidade".

Por fim, afirma que a falta de médicos pediatras é um problema enfrentado pela instituição e, nesse sentido, encontra-se aberto um concurso nacional com vagas para a profissão, bem como está previsto um Processo Seletivo Simplificado (PSS) específico para a contratação de pediatras.
 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA ALVORADA DO SUL
Jovem é detido após fazer vídeo em rede social para oferecer drogas
DOURADOS
Posto de saúde diz que materiais estão em dia, "só não tem recebido máscaras cirúrgicas"
POLÍCIA
Casal de São Paulo é preso transportando drogas na BR-163
ARTIGO
Precisamos questionar
NEGÓCIOS & CIA
Agiliza Certificação Digital e Documentos
DOURADOS
Servidores presos por furto de combustível são condenados à perda dos cargos
POLÍCIA
Vítima fica um dia fora de casa e quando volta percebe pertences furtados
ECONOMIA
Microempreendedores individuais não precisarão de alvarás para funcionar
BNH II PLANO
Casa de comerciante é alvo de disparos em Dourados
DOURADOS
Prefeitura pede mais prazo para cumprir ordem judicial e retomar entrega de alimentação escolar

Mais Lidas

DOURADOS
Preso no Ipê Roxo era investigado desde fevereiro por estupro do sobrinho
VIDA NOTURNA
“Estão passando fome”: profissionais do sexo sofrem com a pandemia em Dourados
DOURADOS
Com gritos de "pega ladrão", grupo é flagrado furtando carro no Jardim Paulista
DOURADOS
Decreto deve autorizar volta de cursos profissionalizantes e atividades práticas de universidades