Menu
Busca sábado, 06 de março de 2021
(67) 99257-3397
DOURADOS

Alvo da PF, empresário foi preso com armas e fortuna ao sofrer atentado em 2019

21 janeiro 2021 - 09h00Por André Bento e Osvaldo Duarte

Deflagrada pela Polícia Federal nesta quinta-feira (21) para desmantelar esquema de tráfico de drogas envolvendo empresa de turismo religioso de Dourados, a Operação Viagem Santa cumpre mandados em endereços da Euro Tur, cujo proprietário, José Pereira Barreto, chegou a ser preso com armas e mais de R$ 500 mil após sofrer um atentado a tiros em fevereiro de 2019. 

No dia 13 daquele mês, uma quarta-feira, ele conduzia a caminhonete S10 prata pela Rua Cuiabá, no Jardim Santo André, quando foi alvejado por disparos de arma de fogo efetuados por homens de motocicleta. Baleado duas vezes no peito, colidiu em dois veículos e uma moto, até parar ao bater na parede de um estabelecimento comercial na esquina com a Rua Mato Grosso. 

Socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e pelo Corpo de Bombeiros, foi encaminhado ao Hospital do Coração em estado grave. Mesmo assim, acabou preso em flagrante porque foi flagrado com uma pistola calibre 380 e outra 9 milímetros.

Uma das armas estava na caminhonete dele, onde também foram encontrados R$ 63,605 mil. Já na casa do empresário os policiais apreenderam a outra arma e encontraram R$ 500 mil dentro de uma mala. 

No entanto, dois dias depois o juiz Luiz Alberto de Moura Filho, da 1ª Vara Criminal, arbitrou fiança de 10 salários mínimos (R$ 998,00) e estabeleceu medidas cautelares para Barreto.

O magistrado justificou ser possível conceder a liberdade provisória porque “o autuado não possui antecedentes criminais, comprova residência fixa e atividade lícita”. 

“O autuado é proprietário da empresa Eurotur Turismo e Transportes Eirelli, cujos rendimentos foram acostados [ao processo]. Assim, tendo em vista a condição econômica do autuado e as penas dos crimes pelo qual foi preso em flagrante, entendo que a fiança deve ser arbitrada em 10 salários mínimos, nos termos do artigo 325, inciso II, do Código de Processo Penal”, definiu.

Em dezembro de 2019, o Tribunal do Júri realizado em Dourados para julgar sete pessoas acusadas de envolvimento na tentativa de homicídio contra o empresário terminou com cinco condenados a penas que, somadas, passam de 64 anos de prisão. (relembre)

Esposa da vítima e apontada como mandante do crime, Valdirene Fiorentino da Silva foi condenada a 12 anos e 10 meses de reclusão, em regime inicial fechado, pelo “crime de tentativa de homicídio contra José Pereira Barreto, qualificado pelo pagamento de recompensa e pela emboscada”.

Na manhã desta quinta-feira, o advogado Rubens Saldivar, que representa José Pereira Barreto, informou ao Dourados News que o empresário não está na cidade e nem foi preso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Temporada de pesca começa com alto índice de conscientização ambiental
MEIO AMBIENTE
Temporada de pesca começa com alto índice de conscientização ambiental
Aiatolá iraquiano diz ao papa que cristãos deveriam viver em paz
INTERNACIONAL
Aiatolá iraquiano diz ao papa que cristãos deveriam viver em paz
Paranaense é autuado em R$ 5 mil por construir estrada sem autorização ambiental
REGIÃO
Paranaense é autuado em R$ 5 mil por construir estrada sem autorização ambiental
FRONTEIRA
Moradora acorda com barulho e encontra janelas 'furadas de bala'
Dourados tem mais de 40 pessoas internadas em UTI's com Covid
PANDEMIA
Dourados tem mais de 40 pessoas internadas em UTI's com Covid
FUTEBOL
Pelo Carioca, Flamengo recebe o Macaé no Maracanã
NOVA ANDRADINA
Dupla é presa por tráfico, direção perigosa, desobediência e infração de medida sanitária
PORTO MURTINHO
Pecuarista é autuado em R$ 90 mil por desmatar vegetação em área protegida
PANDEMIA 
Em seis dias, MS registrou quase 80 óbitos por coronavírus
FUTEBOL
Paulistão tem clássico San-São neste sábado

Mais Lidas

PONTA PORÃ
Casal é assassinado na fronteira e corpos são deixados um ao lado do outro
EXECUÇÃO
Executado na fronteira era publicitário e morador em Dourados
DIÁRIO OFICIAL
Guarda municipal de Dourados condenado por tráfico em SP é demitido
MATO GROSSO DO SUL
Ministro da Justiça lamenta morte de coronel Adib e posta foto antiga do GOF