Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
REGIONAL

Alunos do Sesi de Dourados competem em Torneio Robótica em Goiás

25 novembro 2017 - 07h43Por Da Redação

Os alunos das escolas do Sesi de Campo Grande, Corumbá e Dourados que participam do Torneio Regional de Robótica, realizado pela FLL (First Lego League) em Goiânia, foram avaliados nas modalidades projeto de pesquisa, core values, design de robô e competição na arena ao longo desta sexta-feira, dia 24 de novembro. Neste sábado (25), serão divulgados os vencedores da etapa regional e classificados para a etapa nacional.
 
Segundo a analista em educação do Sesi de Mato Grosso do Sul, Juliana de Alencar Nicolau, a participação dos alunos no Torneio propicia a troca de experiências com os demais times do Centro-Oeste. “É um campo fértil para um aprendizado enriquecedor no que tange à tecnologia, mas, sobretudo, a possibilidade de resolver problemas da vida real por meio de projetos de pesquisa que eles desenvolvem ao longo do ano. É um diferencial das escolas do Sesi”, declarou.
 
A aluna Samara Galindo Bernardo, do 9º ano do Ensino Fundamental da Escola do Sesi de Dourados, destacou a integração entre as equipes. “Eu me diverti e achei incrível o envolvimento de todas as equipes, a energia transmitida por todos. Os integrantes das outras equipes são educados e gentis com os demais, o que faz com que a competição seja muito alegre, saudável e empolgante”, disse.
 
Para o aluno Lucas Volpe, da 1ª série do Ensino Médio da Escola do Sesi de Campo Grande, participar do torneio está sendo uma experiência única. “Querendo ou não a gente acaba levando a competitividade para o lado da diversão e união entre os times. Por mais que os times estejam competindo entre si, você acaba se envolvendo com os outros competidores, formando novas amizades e partilhando vibrações e emoções juntos, como se fôssemos um único time”, afirmou.
 
Na avaliação da aluna Gabriela dos Santos Moraes, da 2ª série do Ensino Médio da Escola do Sesi de Corumbá, a competição proporciona um grande enriquecimento pessoal. “Pudemos apresentar nosso trabalho e uma pesquisa sobre água que pode melhorar o planeta. Além disso, está sendo muito divertido essa integração entre os times de outros Estados, vendo que as pessoas curtiram nosso tema indígena. Estou adorando e é uma experiência muito construtiva”, finalizou.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BATAGUASSU
Homem esfaqueia marido da ex por não aceitar fim de relacionamento
OBSERVATÓRIO DO CLIMA
Fundo Amazônia tem R$ 2,9 bilhões paralisados pelo governo Bolsonaro
MEIO AMBIENTE
Dois são autuados por derrubada de árvores para exploração de madeira
EDUCAÇÃO
Sesi/MS oferece aulão online gratuito preparatório para o Enem
CASSILÂNDIA
Cliente não paga conta de bar e atira contra o comerciante
EVENTO
VI Encontro Estadual de Juízes dos Juizados Especiais será em novembro
CRIME AMBIENTAL
Paranaense é preso com pescado abaixo da medida e acima da cota
ESPORTE
Piso no Guanandizão para a Supercopa de Vôlei começa a ser montado
TRÁFICO
Polícia Federal prende mecânico com 85 quilos de cocaína em Dourados
OPERAÇÃO SERÁ
Polícia tenta localizar possíveis músicas inéditas de Renato Russo

Mais Lidas

GRANDE DOURADOS
Cobertura de barracão de cerealista ‘voa’ com o vento; veja vídeo
DOURADOS
Guarda encerra festa organizada por adolescente em plena pandemia, apreende droga e até arma artesanal
DOURADOS
Délia decreta emergência por causa de danos provocados pela tempestade
TEMPESTADE
Chuva e ventos de 46km/h derrubam árvores e levam sujeira às ruas de Dourados