domingo, 05 de dezembro de 2021
Dourados
36°max
23°min
Campo Grande
33°max
23°min
Três Lagoas
38°max
23°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Alfabetizandos de Dourados fazem presépio de sucata

10 dezembro 2003 - 11h55

Mais do que aprender a ler e escrever, os alunos do Movimento de Alfabetização de Adultos (MOVA) de Dourados, fizeram um presépio de sucatas e muitos outros trabalhos artísticos. No entanto, o que aparenta ser um mero trabalho de artes, tem objetivos muito mais amplos: o de estimular o trabalho em grupo e o conhecimento. “Estamos trabalhando com pessoas com mais de 40, 70 e até 80 anos. Desenvolver este tipo de trabalho, para eles tem sido prazeroso e, além disso, dá um retorno pedagógico positivo”, salienta a coordenadora do MOVA, Iranilde Pedrosa Novaes ao explicar que o aprendizado do movimento não se limita às letras. Além de trabalhos com material reciclável, são desenvolvidas atividades sobre questões políticas e regionais. Quem quiser ver a produção dos alunos pode ir até a Secretaria Municipal de Educação.“Quem observar bem o presépio vai perceber que ele revela um pouco da realidade social dos alunos”, esclarece Iranilde. “Este é o sentido da alfabetização! É aliar as letras à cidadania e dar oportunidade para os alfabetizandos melhorarem a convivência entre eles e a comunidade onde vivem”, comenta, lembrando que muitas vezes a violência que faz parte do dia-a-dia do brasileiro poderia ser resolvida, em muitos casos, com uma conversa.O MOVA é um trabalho que vem ganhando destaque desde que foi criado. Em dezembro do ano passado havia apenas 30 salas de aula. Hoje são 80 turmas em diversos bairros de Dourados, o que significa 1.600 alunos e 80 monitores. Há também 17 apoiadores, pessoas que acompanham as aulas ministradas.Todavia, o ano de 2004 promete. Com novas parcerias vai ser possível chegar a 172 salas.  Uma prova de que o movimento tem o objetivo de favorecer a todos, está duas mais recentes turmas. Uma no estabelecimento penal de regime semi-aberto e a outra no Centro de Atenção Psicossocial em Saúde Mental. “Nosso interesse é dar um fim às barreiras do analfabetismo e principalmente, o preconceito que existe em torno da questão, oferecendo cidadania a todos”, finaliza Iranilde.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vacinação contra a Covid-19 retorna nesta segunda-feira na Central
DOURADOS

Vacinação contra a Covid-19 retorna nesta segunda-feira na Central

CAPITAL

Homem sai para comprar cigarro, desaparece e família aciona Polícia Civil

Vencedores do Prêmio Mariluce Bittar serão conhecidos amanhã
SOCIAL

Vencedores do Prêmio Mariluce Bittar serão conhecidos amanhã

CORUMBÁ

Jovem de 19 anos morre em acidente envolvendo duas motos

ECONOMIA

Copom define nesta semana a nova taxa básica de juros

FEMINICÍDIO

Homem mata esposa e filho de 10 anos e tenta suicídio em Ponta Porã

GERAL

Semana Nacional de Tecnologia 2021 discute inclusão digital de jovens

DESCAMINHO

Ação conjunta apreende 800 caixas de cigarros contrabandeados do Paraguai

VELOCIDADE

Hamilton vence na Arábia Saudita e embola o campeonato da F-1

BATAGUASSU

Vereador de São Paulo é preso pela PRF de MS acusado de receptação

Mais Lidas

DOURADOS

Vídeo mostra jovem deitando em rua antes de acidente

DOURADOS

Homem morre atropelado no Jardim Piratininga e motorista foge do local

DOURADOS

Jovem estava deitado na rua e motorista de caminhão disse que não percebeu atropelamento

TRAGÉDIA

Trabalhador morre após queda de laje em Dourados