Menu
Busca segunda, 18 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
APÓS POLÊMICA

Portaria garante validade nos créditos do parquímetro até abril

27 janeiro 2016 - 15h20

Após a polêmica de que os créditos referentes aos estacionamentos rotativos pertencentes à concessionária Caiuá, que deixará de atender no município a partir de fevereiro, a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) publicou portaria regulamentando e reconhecendo que os valores investidos nos bottons ou blocos de estacionamento terão validade até o dia 15 de abril, [veja abaixo].

Conforme o documento assinado pelo diretor-presidente do órgão, Ahmad Hassan Gebara, para que a medida seja válida o usuário deverá converter o saldo que possui nos bottons para cartões entre os dias 02 e 29 de fevereiro. Já os saldos existentes no cartão não necessitam de alterações por parte dos usuários.

Para que seja regularizada a situação, o usuário precisa procurar a Agetran, localizada no Terminal Rodoviário Renato Lemes Soares, no horário de 07h30 a 13h30.

Na manhã desta quarta-feira, o Dourados News visitou a região central da cidade e pode constatar várias reclamações por parte dos usuários após a empresa alegar que a população precisaria utilizar esses valores até o sábado (30), sem o ressarcimento do valorjá pago [veja aqui](http://www.douradosnews.com.br/dourados/usuarios-tem-ate-sabado-para-usar-creditos-do-parquimetro-empresa-diz-que-nao-vai-ressarcir).

Entre as reclamações, a falta de comunicação por parte da empresa que explorava o serviço foi a mais citada.

Para a professora, Izabel Trajaber, 57, é uma falta de respeito com as pessoas que utilizam o estacionamento, pois comprou um serviço e deve desfrutar dele.

“Não acho certo isso, é uma falta de respeito com nós usuários. Eu sempre coloco aproximadamente 600 minutos no bóton para ter que ficar recarregando toda vez que precisar usar uma vaga. Eu comprei um serviço e quero poder usa ló, mas pelo visto vou perder os que já tenho”, comentou indignada antes de saber da medida nova.

Já a auxiliar administrativa Luciene Neri, 36, conta que ao saber do não ressarcimento dos minutos que restaram, está procurando usar o que tem o quanto antes.

“Eu utilizo bastante o estacionamento pago, por isso optei em sempre recarregar com mais de 200 minutos, mas assim que me falaram que iria mudar o método e que também não serão ressarcidos os que restarem, já não abasteci mais e estou usando o que tenho. É uma falta de respeito com o consumidor, isso não pode ficar assim pois muitas pessoas não sabem que irá mudar”, disse Luciene.

Assim como Luciene o protético Thiago Gonçalves Silva, 30, conta que também não adquiriu mais minutos após ter conhecimento da mudança. Mas afirma que se restar minutos irá procurar o ressarcimento, por ser um direito que tem.

“Uso com frequência assim como muitos e assim que tive conhecimento que não será devolvido o dinheiro estou procurando gastar os que tenho. Mas se não conseguir com certeza vou procurar ser ressarcido é um direito meu, a empresa não pode fazer isso”, falou Thiago.

Em busca de soluções

Após o anúncio feito pelo Dourados News na manhã de terça-feira, uma comissão de sete vereadores se reuniu com outras autoridades na prefeitura em busca de alternativas para que o prejuízo fosse sanado. Na conversa estiveram presentes o secretário de Governo, José Jorge Filho, o Zito e o procurador-geral do município, Ilo Rodrigues da Farias Machado que se comprometeram a buscar solução ao caso, [conforme a coluna Na Lata! desta quarta-feira](http://www.douradosnews.com.br/colunistas/na-lata/denuncia-de-suposto-superfaturamento-pode-minar-pretensoes-futuras).

Nova empresa

No próximo mês, [o atual parquímetro será substituído por uma nova tecnologia de organização e sistema de estacionamento rotativo]( http://www.douradosnews.com.br/dourados/novo-parquimetro-de-dourados-comeca-a-operar-em-fevereiro). A empresa responsável em explorar o serviço na cidade a EPX Parking.

Na primeira quinzena de fevereiro será a fase de implantação do novo sistema na cidade e remoção dos Parquímetros existentes. Já na segunda quinzena, será feito um trabalho de orientação à população por parte dos monitores do funcionamento da nova tecnologia. A cobrança para os veículos terá início apenas no dia 1º de março.

A nova tecnologia será implantada inicialmente em 1.219 vagas para carros no centro, que é a mesma quantidade existente. Posteriormente, conforme previsto em edital, o sistema será ampliado para 2.219 vagas. O valor para os automóveis será de R$ 2 por hora, podendo cada veículo ficar somente duas horas em cada vaga.




Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Produção de aço caiu 4,9% em 2020, informa o Instituto Aço Brasil
ESPORTES
Brasil terá caras novas em jogos finais das eliminatórias da AmeriCup
"É preciso despolitizar a vacina", diz governador durante vacinação simbólica
MATO GROSSO DO SUL
"É preciso despolitizar a vacina", diz governador durante vacinação simbólica
ECONOMIA
Dólar fecha em leve queda com mercado atento a vacinação e trajetória de taxa de juros
Óbitos em cartórios apontam 2020 como o ano mais mortal da história de MS
LEVANTAMENTO
Óbitos em cartórios apontam 2020 como o ano mais mortal da história de MS
EDUCAÇÃO
Correios entrega 5,5 milhões de provas na primeira etapa da operação Enem 2020
TRAGÉDIA
Casal morre após caminhonete colidir contra carreta na BR- 163
IMUNIZAÇÃO 
Detalhes sobre a vacinação em Dourados serão definidos nesta terça
SAÚDE PÚBLICA
Pazuello diz agora que ministério orienta 'atendimento precoce' e não 'tratamento precoce'
DOURADOS
Homem encontrado caído desacordado no Jardim Itália morre no Hospital da Vida

Mais Lidas

DOURADOS
Morto por descarga elétrica pode ter tentado consertar portão
ACIDENTE
Homem morre após sofrer descarga elétrica em Dourados
DOURADOS 
Jovem cai de moto e pede ajuda após levar facada
DOURADOS
Comitê alerta para crescente da Covid e prefeito expede decreto com novas regras