Menu
Busca segunda, 20 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
AINDA ILEGAL

Consumidor já reclama de cobrança em compras com cartão

14 agosto 2014 - 06h35

No dia 6 de agosto, o Senado aprovou um projeto de autoria do senador Roberto Requião (PMDB/PR), que prevê cobrança diferenciada para pagamento utilizando cartões de crédito. Com a medida o comerciante poderá aplicar preços maiores para a quitação desta modalidade, o que hoje não é permitido por lei.

A medida agora segue para a Câmara dos Deputados e depois para a presidência.

Diante do encaminhamento do projeto, a reportagem do Dourados News esteve nas ruas de Dourados para saber da opinião dos populares a respeito da possível cobrança. E se surpreendeu.

Para boa parte dos entrevistados, caso o projeto seja sancionado, seria apenas a legalização da cobrança já realizada por vários estabelecimentos da cidade.

A professora aposentada de 50 anos, moradora na área central e que pediu para não ter o nome divulgado, disse que esse diferencial já é feito por vários estabelecimentos, gerando reclamações contra os vendedores.

Para ela a medida apena legaliza o que já é cobrado. “Pra mim a medida apenas legaliza o que já é cobrado, sabendo dos meus direitos sempre reclamei e acabei com o meu dinheiro devolvido”, disse a professora.

A balconista Tamires de Souza Miticovi, de 25 anos, também reclama do acréscimo e acredita que essa medida só prejudica o consumidor e que mais de 50% de suas contas são pagas pelo cartão. “Isso é muito ruim. É mais uma taxa a ser cobrada da gente, infelizmente”, reclamou a balconista.

O comerciante Fauzi Salem, disse que atualmente 70% de suas vendas são pelo cartão, e que o empresário precisa desembolsar taxas para as empresas que disponibilizam o serviço. Ao todo são 2,5% do faturamento para a operadora de cartão na venda à vista e 3,8% quando o pagamento é a prazo.

Procurado pelo Dourados News, o diretor do Procon (Programa de Defesa do Consumidor) de Dourados, Rozemar de Mattos, disse que todas as cobranças diferenciadas com o cartão são ilegais, e a entidade, quando recebe a denúncia, tem autuado o comerciante com multas e notificações.

Ainda segundo ele, “tudo que tira o beneficio do consumidor, não agrada o Procon”. O diretor contou que tem acompanhado a discussão da medida e que apesar de ter sido aprovada no Senado, ele não acredita na aprovação pela Câmara dos Deputados ou que a lei seja sancionada pela presidente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Indivíduos são flagrados com fios de cobre furtados
REGIÃO
Indivíduos são flagrados com fios de cobre furtados
Seu empreendimento tem visibilidade e lucro no caderno de "Negócios & Cia"; Saiba como
NEGÓCIOS & CIA
Seu empreendimento tem visibilidade e lucro no caderno de "Negócios & Cia"; Saiba como
Saúde registra óbito de douradense por Covid-19
PANDEMIA
Saúde registra óbito de douradense por Covid-19
Casal é flagrado com veículo carregado com drogas na MS-289
REGIÃO
Casal é flagrado com veículo carregado com drogas na MS-289
Dupla é presa em flagrante com drogas e dinheiro
REGIÃO
Dupla é presa em flagrante com drogas e dinheiro
CRIME
Homem perseguia comerciante há meses e foi preso em Brasilândia
TEMPO
Com previsão de 43°C, Dourados tem alerta de onda de calor e de baixa umidade
CASSILÂNDIA
Após sair da prisão, homem mantém ex-mulher em cárcere por seis dias
BRASIL
Decreto regulamenta reconhecimento de dívidas da União junto à Caixa
REGIÃO
Mulher apanha, é forçada a ir em festa e homem vai preso

Mais Lidas

'AMIGÃO'
Bêbado bate carro e deixa amigo ferido em canteiro
EVENTO CLANDESTINO
PM encerra festa com pelo menos 2 mil pessoas em Dourados
POLO INDUSTRIAL
Expansão industrial impulsiona investimentos logísticos em Dourados
LOTERIA
Douradense fatura R$ 31 mil ao acertar na quina