Menu
Busca sábado, 05 de dezembro de 2020
(67) 99659-5905
EDUCAÇÃO

Acadêmicos da Unigran promovem primeiro casamento no Lar do Idoso

04 outubro 2017 - 08h48Por Da Redação

Em 63 anos de história é a primeira vez que os internos do Lar do Idoso participam de uma cerimônia de casamento dentro da instituição. Na última quarta-feira presenciaram a união de Vicente Pereira Leme, 78 anos e Maria do Carmo, 59. O evento levou muita alegria e descontração aos 38 idosos que residem no local, assim como aos funcionários e demais colaboradores.

Natural de Marília-SP, seo Vicente reside no Mato Grosso do Sul desde meados dos anos 70, era divorciado e tem uma filha. Durante boa parte da vida trabalhou com a pecuária, mas também atuou como caminheiro e já foi até toureiro em um circo. Mora no lar há sete anos, é um homem bastante ativo e gosta muito de ler. Como não consegue ficar sem trabalhar, foi voluntário dentro do próprio Lar do Idoso, onde assumiu algumas funções administrativas.


Já dona Maria é paranaense de Indianópolis, também divorciada, não reside no Lar, mas mora em Dourados desde 1999, é mãe de três filhos e trabalha como costureira. Ela conta que se casou pela primeira vez ainda muito nova, aos 16 anos, mas que à época, em virtude de questões financeiras, não houve nenhuma comemoração. “No meu primeiro casamento apenas fomos ao cartório e depois para casa, não teve festa. Mas agora, com quase 60 anos consegui realizar o sonho de viver esse momento. Dessa vez teve a cerimônia na igreja, vestida de noiva, maquiada e ainda vou ter um álbum com todas as fotos e noite de núpcias”, relatou emocionada.

Eles se conheceram há aproximadamente três anos, na igreja que frequentam, Assembleia de Belém, porém, conforme relatou seo Vicente o namoro só começou a surgir no início de maio desse ano. Cristãos, evangélicos, ambos dedicam essa conquista a Deus que, segundo eles, colocou um no caminho no outro e intercedeu por esta união.

Colaboração

Todo este acontecimento, com a devida pompa e divulgação que merece, só foi possível graças a um grupo de quatro acadêmicos do curso de Publicidade e Propaganda da Unigran, que atualmente prestam assessoria ao Lar como parte das atividades da disciplina de Projeto Experimental. Júnior Santos, Jady Mota, Rafaela Pacheco e Márcio Capetta explicaram a reportagem que viram na ocasião do casamento uma excelente oportunidade para promover o Lar do Idoso, que muitas vezes é visto pela sociedade como um local triste, que nada mais é do que a última parada. Contudo, a união de Vicente e Maria provou mais uma vez que o senso comum estava equivocado e que a instituição também pode proporcionar uma nova esperança e uma nova vida aos internos.


Os futuros publicitários cuidaram dos mínimos detalhes do evento e buscaram apoiadores para todos os processos que envolvem um casamento, tais como: vestido e maquiagem da noiva; making of e álbum de fotos; suíte para noite de núpcias, além da extensa divulgação do casório, que deu o que falar nas mídias sociais com muitas curtidas e compartilhamentos.

A jovem Rafaela Pacheco conta que encheu os olhos de lágrimas e sentiu que tinham cumprido o dever quando ouviu o breve, porém emocionante relato de uma das internas: “No meio do casamento uma senhora olhou para mim e disse que em muitas décadas a capela do Lar do Idoso só foi palco de cerimônias tristes, de despedida, quando algum interno morria, mas que agora protagonizou um evento feliz que representou não o fim, mas uma nova vida para um idoso”, contou.

O casamento foi apenas a primeira tarefa dos acadêmicos, agora eles irão produzir uma websérie de quatro episódios, contando um pouco do cotidiano do Lar e também a história de alguns internos. Além de divulgação e eventos, o grupo também tem como missão angariar fundos e conseguir mão de obra para a reforma do telhado, que está em péssimas condições.

O Lar


Desde 1954 o Lar do Idoso funciona no mesmo local, na rua Major Capilé, 3467, no Jardim Central em Dourados, atrás do Colégio Menodora. De acordo com o gerente administrativo André Luiz Barbosa, à frente da instituição há quase dois anos, o espaço inicialmente surgiu da necessidade de muitos viajantes da época, que vinham à Dourados muitas vezes a cavalo e precisavam de um lugar para ficar, dada a impossibilidade de ir e voltar no mesmo dia. 

Barbosa conta que atualmente moram no Lar 38 idosos, que encontraram no local um ambiente que pode lhes proporcionar conforto, saúde e alegria. “A instituição já passou por muitas dificuldades, mas felizmente hoje a situação melhorou, mas ainda há muito que fazer. A nossa nova prioridade é conseguir reformar o telhado, que precisa ser totalmente substituído, pois trata-se de uma construção muita antiga que nunca recebeu uma reforma. Já fizemos orçamentos e estamos em busca de colaboradores para nos ajudar nessa missão, pois infelizmente não temos recursos para arcar com essa obra”, relatou.

O administrador também explica que os idosos não possuem apenas necessidades materiais, como roupas, comida e remédios, muitas vezes o que eles querem é apenas um amigo, alguém para conversar. Por isso, o Lar está sempre de portas abertas a quem possa dedicar um pouco do seu tempo a estes cidadãos da melhor idade.

Mais informações podem ser obtidas através do telefone (67) 3424-5859 e também pelo e-mail lar_idoso@hotmail.com. Doações podem ser depositadas nas duas contas da instituição, sendo elas: Banco do Brasil (agência 0391-3, c/c 78.030-8) e Santander (agência 4521, c/c 13000155-3).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jabuti com casco dilacerado, periquito ferido e gambá são resgatados pela PMA
BONITO
Jabuti com casco dilacerado, periquito ferido e gambá são resgatados pela PMA
Abevê ressalta a importância da prevenção contra o câncer de mama e próstata
SAÚDE
Abevê ressalta a importância da prevenção contra o câncer de mama e próstata
Prazo para produtores de soja cadastrarem área de plantio vai até 31 de dezembro
RURAL
Prazo para produtores de soja cadastrarem área de plantio vai até 31 de dezembro
DOURADOS
Populares encontram carro, mas vítima de roubo segue desaparecida
IMUNIZAÇÃO
Rússia começa a vacinar principais grupos de risco contra covid-19
DOURADOS
Aced questiona prefeitura e diz que horário estendido evita aglomeração no comércio
LOTERIA
Com maior premiação da história alcançada, Loteca pode pagar R$ 5,7 mi na segunda
PANDEMIA
Em 24h, MS confirma quase 1,3 mil novos casos e 9 mortes por Covid-19
BODOQUENA
Acidente que matou dois em rodovia aconteceu durante tentativa de ultrapassagem
PORTO MURTINHO
Mulher morre após marido perder controle de moto e cair

Mais Lidas

DOURADOS
Novo decreto não autoriza horário estendido do comércio em dezembro
TRÊS LAGOAS
Mãe vê menina com vizinho ao chegar do trabalho e descobre estupro
ECONOMIA
Pessoas que receberam auxílio emergencial irregular serão cobradas por SMS
PANDEMIA
Com novo óbito, Dourados confirma sexta morte por Covid em quatro dias