Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Volta às aulas: como oferecer um lanche escolar balanceado aliado a economia?

E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com

27 janeiro 2020 - 07h01

Antes de mais nada, é importante perceber que a falta de tempo não deve ser desculpa para que se coloque qualquer coisa na lancheira das crianças. Muitos pais e mães preenchem o espaço das lancheiras com lanches industrializados e que fazem mal à saúde dos pequenos, sendo assim decisivo ponderar que a hora do lanche na escola deve ser um momento não somente de recreação e divertimento, mas também de educação alimentar, a fim de proporcionar uma vida saudável às crianças.

Talvez essas informações descritas sejam de conhecimento geral, visto que a maioria dos adultos tem total convicção da importância de uma boa alimentação. Porém, o que parece atrapalhar esse processo muitas vezes é o fator preço. Como economizar no lanche da escola?

Antes de mais nada, é importante definir e planejar um cardápio invés de deixar para separar o lanche no mesmo dia ou no dia anterior. Esse planejamento pode ajudar muito no quesito economia ao bolso dos pais, e com um cardápio elaborado, é possível criar uma variedade maior de lanches e sair da monotonia alimentar. Por meio do planejamento alimentar, é possível também perceber que tipos de nutrientes podem estar faltando na alimentação das crianças.

Similarmente, com um cardápio previamente elaborado, os pais podem comprar tudo o que vão utilizar na montagem dos lanches, e com isso evitam adquirir em comércios locais como padarias e mercearias, que geralmente cobram a mais pelos mesmos produtos encontrados nos supermercados.

Além do planejamento, a dica importante é: não leve as crianças ao supermercado se a intensão é economia e saúde. Crianças são curiosas e muito influenciadas por cores e embalagens bonitas. Além disso, o quesito preço não é compreendido da mesma forma por pais e filhos pequenos. Uma pesquisa de preços deve ser feita com calma e lógica.

Falando em saúde, para se ter saúde é preciso colocar a mão na massa, então a próxima dica é: pais cozinhe com seu filho, faça bolos saudáveis! Os bolos podem ser uma alternativa, pois são boas fontes de carboidratos desde que preparados de maneira saudável. Agora se a queixa é falta de tempo, inclua todos os dias uma fruta na lancheira, se possível, permitindo que a criança escolha qual ela deseja levar.

 O consumo de frutas é importante porque contém vitaminas e minerais, e você pode estimular o consumo se elas forem cortadas em formatos diferentes. Além de serem práticas e saudáveis, as frutas fornecem sensação de saciedade, hidratam e são ainda alimentos úteis para quem não tem tempo de preparar lanches muito elaborados.

Mas só a fruta não é o suficiente, lembre-se que o ideal é que o lanche escolar ofereça sempre uma porção de carboidrato, que fornece energia, como pães, bolachas (de preferência integrais e sem recheio) e bolos simples; uma porção de frutas (frutas, suco de fruta natural ou água de coco) responsáveis pelas vitaminas, minerais e fibras e por fim, uma porção de lácteos (leite, queijos e iogurtes) para proteínas.

No mais, deve-se evitar incluir bebidas como refrigerantes, sucos de frutas de caixinha (néctar), bebida de soja e lácteas (com sabor ou chocolate), assim como alimentos ultra processados, como bolinhos recheados, bolachas recheadas, salgadinhos, chocolates e etc. Estes alimentos contém uma grande quantidade de açúcar e de gorduras de má qualidade (gordura saturada e gordura vegetal), que aumentam o risco de desenvolver doenças crônicas como obesidade e diabetes por exemplo.

Se possível prepare junto com seus filhos a lancheira deles, dê opções saudáveis e faça com que a criança desenvolva interesse pelo comer bem e saudável. Cozinhe junto com seus filhos, assim estará estimulando o gosto deles pela alimentação saudável.

*Especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vitamina D e a automedicação
É possível substituir o arroz em uma dieta brasileira?
Churrasco e saúde
Tempero artificial: como isso afeta sua saúde e nutrição?
Interferência do uso de aparelhos eletrônicos durante as refeições

Mais Lidas

DECIBÉIS
Operação do Gaeco mira fraudes em licitações e cumpre cinco mandados em Dourados
INVESTIGAÇÃO
Policiais do Gaeco fazem nova operação em Dourados
DOURADOS
Gaeco deixa edifício com documentos apreendidos após mais de 5h
CAPITAL
Mulher com mandado de prisão em aberto é executada com oito tiros