Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

O cereal dos Deuses

E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com

27 julho 2020 - 07h10

A quinoa também chamada de quinua (Chenopodium quinoa Willd) é um pseudocereal (rico em proteína e sem glúten), muito cultivada e presente no hábito alimentar das populações no Peru, Argentina, Chile e Bolívia. É reconhecida nesses países como “cereal dos Deuses” devido ao seu alto valor nutricional. Este alimento atrai a atenção dos pesquisadores por causa da sua superior qualidade nutricional em relação a outros cereais, como o milho, o arroz e o trigo.

O principal constituinte da quinoa é o amido (58%), mas o que mais chama atenção em sua composição nutricional são os 12-15% de proteínas de alta qualidade, compostas de aminoácidos essenciais e não essenciais (conteúdo proteico mais elevado do que os demais cereais). É o único alimento vegetal que fornece todos os aminoácidos essenciais para a vida do ser humano e valores perto dos estabelecidos pelo Food and Agriculture Organization (FAO), podendo ser considerada como proteína de excelente qualidade.

Possui também um teor relativamente elevado de vitaminas como riboflavina, niacina, tiamina, B6, e minerais como magnésio, zinco, cobre, ferro, manganês e potássio.

Os lipídios de sua semente possuem um perfil semelhante ao dos óleos vegetais de boa qualidade, e a composição dos ácidos graxos assemelha-se à do óleo de soja. Devido ao grande potencial alimentar, este grão está sendo comercializado em diversos países.

A quinoa pode ser consumida tanto em grãos, como na forma de farinha, podendo ser utilizada em combinação com outros cereais para melhorar o valor nutricional de alguns produtos. Como grão, pode ser incorporado em sopas ou, então, cozido e servido de forma similar ao arroz. Macarrão, biscoitos, pães e bolos de alto teor proteico podem ser produzidos utilizando-se farinha de quinoa em combinação com a farinha de trigo.

Os flocos de quinoa são uma boa substituição à aveia por não conter glúten. Pode ser utilizado crus sobre frutas, adicionados com iogurte, batidos com leite e outros ingredientes para o preparo de vitaminas ou até em forma de mingau.

Muito indicada para os que buscam alimentação saudável, ela pode complementar a dieta de atletas, vegetarianos, gestantes, crianças, idosos e portadores de desnutrição. Como não contém glúten, é uma alternativa para os portadores de doença celíaca.

Ainda que este cereal seja bastante nutritivo e esteja sendo cada vez mais utilizado, vale lembrar, que nada substitui uma alimentação equilibrada e variada, para que o organismo tenha sempre quantidades satisfatórias de vitaminas e minerais. Sendo assim, antes de aderir a novos hábitos procure um nutricionista, ele irá lhe orientar e elucidar em como associar alimentos a uma dieta equilibrada e hábitos de vida saudáveis.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agrião: um poderoso alimento para saúde do pulmão
Consumo de bebidas alcoólicas em tempos de quarentena
O cereal dos Deuses
Proteínas na alimentação vegetariana
Por que não devemos lavar a carne?

Mais Lidas

DOURADOS
Preso no Ipê Roxo era investigado desde fevereiro por estupro do sobrinho
VIDA NOTURNA
“Estão passando fome”: profissionais do sexo sofrem com a pandemia em Dourados
DOURADOS
Com gritos de "pega ladrão", grupo é flagrado furtando carro no Jardim Paulista
DOURADOS
Decreto deve autorizar volta de cursos profissionalizantes e atividades práticas de universidades