quarta, 25 de maio de 2022
São Paulo
23°max
11°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Não tire o feijão da sua alimentação!

contatonutrifernanda@gmail.com

17 janeiro 2022 - 00h04

O feijão é um alimento básico da dieta brasileira, mas está sendo substituído por outros alimentos à medida que o Brasil passa por uma espécie de transição alimentar, já que hábitos anteriormente comuns como comer arroz e feijão diminuíram devido a modismos alimentares ou falta de informação.

Convém destacar que esta leguminosa está na mesa no dia a dia por um motivo mais do que mero acaso: saúde. O feijão deve continuar sendo consumido todos os dias, pois é nutritivo e faz muito bem ao organismo.

Este grão é rico em proteínas (construtoras dos tecidos do organismo), vitaminas do complexo B, ácido fólico (importante para as gestantes), carboidratos (fonte de energia), fibras (garantem o bom funcionamento intestinal, controle da glicemia e do colesterol), zinco e magnésio, entre outros. Muitos tiram o feijão da dieta devido ao seu carboidrato. Muita calma, feijão não engorda! Três colheres por dia só fazem bem à saúde!

Considerado um alimento básico nutritivo em todo o mundo, os feijões são fontes acessíveis de proteínas, carboidratos complexos e fibras.

Além de vitaminas do complexo B, fibras e sais minerais, como potássio, ferro, fósforo, cálcio, cobre e zinco. O grão é relativamente rico na maioria dos aminoácidos essenciais, especialmente em lisina.

O feijão pode colaborar na perda de peso devido ao seu alto teor de proteínas e fibras, o que pode mantê-lo saciado por mais tempo, reduzir o risco de doenças cardíacas, diminuindo o colesterol LDL, a pressão arterial e a inflamação. Estudos mostram que o feijão pode favorecer pessoas com diabetes tipo 2, isso se deve em grande parte ao seu alto teor de fibra e baixo índice glicêmico.

No mais, comida de verdade só traz benefícios. Prezar a cultura regional é o caminho certo, pois arroz e feijão são ótimos para a saúde. Não troque seu almoço por shakes, lanches ou qualquer outro substituto de refeições para perder peso. Carboidratos estão presentes no feijão, mas não se assuste por isso! Ele também é uma enorme fonte de fibras, proteínas, micronutrientes e compostos bioativos. Quando se corta o feijão da dieta, o indivíduo também está deixando de consumir grande quantidade de nutrientes.

Respeite o padrão alimentar da sua região! Não tire o feijão da sua alimentação por modismo!

*Mestra em Alimentos, Nutrição e Saúde - Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Especialização em Nutrição Esportiva pela faculdade de Ensino Superior de São Miguel do Iguaçu - FAESI e Pós-graduação em Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia pela Faculdade Ingá- Maringá (PR). Escreve para o Dourados News. 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Compulsão alimentar: como controlar?

O que são probióticos?

Descubra a melhor opção de óleo na cozinha

Não utilize óleo de coco para cozinhar

Vegetais crucíferos: o que são e quais seus benefícios?

Mais Lidas

TRAGÉDIA

Homem morre e outro fica ferido em estado grave após acidente na Marcelino

DOURADOS

Vídeo mostra momento da colisão que terminou com morte de motociclista

MARCELINO PIRES

Vítima de acidente tinha 33 anos e era sargento na Venezuela antes de se mudar para Dourados

DOURADOS

Segunda vítima de acidente na Marcelino Pires morre no Hospital da Vida