Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Interferência do uso de aparelhos eletrônicos durante as refeições

E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com

31 agosto 2020 - 00h02

Nesses tempos, quando não temos outra forma de realizar diferentes afazeres e interagir com as pessoas, podemos esperar uma maior utilização dos meios de comunicação social eletrônica. 

É notório que esta prática não só leva uma pessoa a comer mais do que o necessário, mas que este hábito também pode ser prejudicial à mastigação e consequentemente à digestão, pois comer sem prestar atenção ao alimento pode levar a distúrbios e desequilíbrios na alimentação e saciedade, como também excesso de calorias consumidas. 

Compartilhar a concentração da refeição com outras tarefas pode fazer com que uma pessoa não mastigue corretamente. Mastigar os alimentos adequadamente é essencial para que o organismo absorva os nutrientes e facilite a digestão. Outro problema a considerar é que levamos os alimentos mecanicamente à boca, o que pode causar obesidade, dor abdominal e engasgo (principalmente em crianças). Torna-se uma nutrição extremamente passiva e não tem nenhuma conexão com os alimentos.

Outra questão a ser considerada, é que um dos principais detrimentos do aumento do uso de meios eletrônicos é o sono. A exposição constante à luz artificial nas telas dificulta nosso ciclo circadiano, que já está perturbado porque perdemos grande parte de nossa exposição à luz solar.
E devido a estas situações, o cenário pandêmico também mudou radicalmente a rotina e a dinâmica das famílias. Muitos pais devem não apenas aprender a lidar com o novo formato de trabalho, mas também a fazer tarefas domésticas, cuidar de seus filhos e ajudá-los nos estudos, e nesta pressa, o uso crescente de dispositivos eletrônicos durante o isolamento está se tornando praticamente inevitável. 

Vale lembrar que durante o home office, muitos trabalhadores não são tão rígidos quanto seu horário de refeições ou ficam muito sedentários enquanto trabalham em casa. Entretanto, a liberdade oferecida pelo escritório em casa também pode ser um risco para a saúde, devido aos hábitos que levam ao ganho de peso e suas consequências.

Em face disso, ao realizar uma refeição sem foco nos alimentos causa impacto negativo sobre a saúde; e para evitar tudo isso, reserve suas refeições e tempo para sua família. Por fim, se você estiver muito ocupado, descanse por meia hora, mas nunca se permita alimentar-se de qualquer forma, ou seja, nunca escolha suas refeições na frente da tela. Seu corpo e sua família lhe agradecerão por isso.

*Mestranda em Alimentos, Nutrição e Saúde. Possui especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Como comer bem, mesmo sem ter muito tempo?
Nutrição em cores
Nutrição e o câncer de mama
Beterraba e seus benefícios na prática esportiva
Vitamina D e a automedicação

Mais Lidas

DOURADOS
Enquanto filma chuva, interno mostra ‘plantação’ de maconha em cela da PED
BR-463
Homem para carro em bloqueio, desce atirando e morre em confronto com a polícia
PANDEMIA
Menino de 5 anos é a primeira criança a morrer de coronavírus em MS
PROCURADO
Acusado pela morte de ator falsificou documento e disse ter nascido em MS