Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Entenda a importância da hidratação para pacientes que estão em recuperação domiciliar com Covid-19

E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com

17 agosto 2020 - 00h02

A hidratação tem papel fundamental na recuperação da infecção por Covid-19. Entre suas ações, o líquido é fundamental no tratamento das doenças infectocontagiosas porque ajuda a eliminar substâncias tóxicas do organismo, com isso, alivia-se os sintomas e diminui o risco de agravar o quadro. 

Os sintomas mais comuns da Covid-19 são febre, cansaço e tosse seca. Como a infeção compromete as vias respiratórias, a água ajuda a fluidificar as secreções e possibilita que elas sejam expelidas com mais facilidade, aliviando os sintomas.

É preciso considerar também, que com uma infecção o corpo acaba trabalhando intensamente para produzir uma resposta imunológica, sendo a febre alta a forma do sistema imunológico acelerar o metabolismo para combater o vírus, e está associada à perda excessiva de líquidos e ao aumento do metabolismo, o que pode levar à desidratação e acréscimo das necessidades nutricionais.

A recomendação é não descuidar da hidratação, mesmo que não esteja com sede, é importante beber líquidos para apoiar a capacidade do corpo de combater o vírus e estimular a função imunológica.

Recentemente, a Sociedade Americana de Nutrição Parenteral e Enteral (ASPEN) divulgou recomendações para adequada hidratação de indivíduos não hospitalizados em recuperação do Covid-19, como beber água ou líquidos claros de hora em hora, no mínimo consumir de 60 a 120 mL de líquidos a cada 15 minutos e preferir goles pequenos e frequentes. 

Variar os tipos de líquidos para evitar alteração do apetite e do paladar é importante, e os líquidos indicados para consumo incluem: água, bebidas claras (chá, sucos), soluções de reidratação oral ou bebidas esportivas, que além de fornecem calorias, contém eletrólitos e minerais essenciais.

Uma orientação importante é manter água e líquidos ao lado da cama para hidratação durante a noite, e na presença de vômitos ou diarreia, além da água, consumir uma solução de hidratação oral. 

No mais, para a hidratação, pode-se ingerir também frutas como melão, melancia, abacaxi e a água de coco. A água de coco é muito aconselhável, uma vez que sua composição é semelhante à dos líquidos corporais, contribuindo para a hidratação e para a reposição de minerais. Lembre-se: a boa hidratação é fator fundamental para que todas as funções do organismo sejam desempenhadas de maneira adequada.

*Mestranda em Alimentos, Nutrição e Saúde. Possui especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Hortaliças hidropônicas: vantagens e desvantagens
Utilização do gengibre no auxílio de náuseas e vômitos induzidos por quimioterapia em pacientes com câncer
Consumo de linhaça e câncer de mama
Diabéticos e o consumo de frutas
Setembro Amarelo: transtornos alimentares são fatores de risco ao suicídio

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Mulher é presa após se masturbar em praça pública
LEGISLATIVO
Em Dourados, projeto quer criar Dia Municipal do Torcedor Flamenguista
CAPTURA
Cobra é capturada em para-choque de carro na região central de Dourados
DOURADOS
Preso por violência doméstica passa por audiência de custódia e tem preventiva decretada