Menu
Busca sexta, 24 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Desperdício de alimentos: aprenda aproveitar integralmente os alimentos

contatonutrifernanda@gmail.com

02 agosto 2021 - 00h03

Atualmente, o Brasil ocupa o ranking dos 10 países que mais perdem alimentos no mundo, com cerca de 35% da produção sendo desperdiçada todos os anos. O desconhecimento dos princípios nutritivos do alimento, bem como o seu não aproveitamento, ocasiona o desperdício de toneladas de recursos alimentares. 

O aproveitamento integral dos alimentos é a utilização de um determinado alimento em sua totalidade, ou seja, o uso das partes não convencionais dos alimentos: as cascas, talos, folhas, sementes, flores e frutas. A prática geralmente causa certa estranheza nas pessoas, devido à pouca informação sobre os princípios nutricionais e de que forma aproveitar, mas o hábito de aproveitar os alimentos como um todo, além de reduzir os gastos com alimentação e evitar a acumulação de resíduos reaproveitáveis, melhora a qualidade nutricional das refeições (especialmente em vitamina C, vitamina A, ferro, potássio entre outras vitaminas e minerais). 

Dessa forma, adotar práticas mais conscientes no cotidiano é fundamental para combater o desperdício, são alguns exemplos de partes não convencionais dos alimentos:

– Folhas de: cenoura, beterraba, batata doce, nabo, couve-flor, abóbora, mostarda, hortelã e rabanete; 

– Cascas de: batata inglesa, banana, tangerina, laranja, mamão, pepino, maçã, abacaxi, berinjela, beterraba, melão, maracujá, goiaba, manga, abóbora;

– Talos de: couve-flor, brócolis e beterraba;  

– Entrecascas de melancia e maracujá; 

– Sementes de: abóbora, melão e jaca;

Além disso, com cascas de vegetais pode-se fazer chips, para isso, basta descascar o alimento com descascador de legumes para que a casca fique da mesma espessura, colocar em forma untada, temperar a gosto e colocar ao forno por aproximadamente 5 a 10 minutos a 180º C. Já os talos, podem ser utilizados para fazer patê, sopa, torta, creme, risoto, entre outros.

Portanto, abuse da criatividade, ela é importante no momento do preparo dos alimentos, não jogue fora as partes não convencionais, utilize na própria ou em outras receitas. Prepare apenas a quantidade necessária para as refeições da sua família. Faça uma média da quantidade de porções por pessoa e, caso haja sobras, armazene-as em geladeira para utilizar em outras refeições.

*Mestra em Alimentos, Nutrição e Saúde - Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Especialização em Nutrição Esportiva pela faculdade de Ensino Superior de São Miguel do Iguaçu - FAESI e Pós-graduação em Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia pela Faculdade Ingá- Maringá (PR). Escreve para o Dourados News. 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Setembro Amarelo: transtornos alimentares são fatores de risco ao suicídio
Sarcopenia e o consumo de proteína
Cortar o jantar não emagrece
Iogurte: aprenda como escolher a melhor opção
Alho: invista nesse tempero natural

Mais Lidas

PEDRO JUAN CABALLERO
Adolescentes desaparecidas na fronteira são localizadas
FRONTEIRA
Adolescentes brasileiras estão desaparecidas desde o último sábado
TRAGÉDIA 
Motociclista morre na BR-163 em Dourados após bater em uma capivara 
CRONOGRAMA
Questões técnicas atrasam obras e aeroporto de Dourados não abrirá esse ano