quarta, 06 de julho de 2022
Dourados
31°max
14°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Como identificar um azeite adulterado?

contatonutrifernanda@gmail.com

04 abril 2022 - 00h02

O azeite de oliva extra virgem é considerado um alimento aliado da saúde. Estudos comprovam que populações que utilizam esse tipo de óleo na alimentação diária e com moderação, possuem menor risco de doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer.
Proveniente das azeitonas, o azeite de oliva apresenta diversas características e componentes que o torna diferente de outros óleos e gorduras comestíveis como, por exemplo, a sua alta concentração de ácidos graxos monoinsaturados e a presença de compostos fenólicos característicos. 

O consumo de azeite de oliva extra virgem tem aumentado constantemente, tornando o Brasil um dos maiores importadores mundiais.

Portanto, o azeite de oliva pode ser classificado de acordo com a sua produção refletindo diretamente na sua qualidade. Como exemplo, o azeite de oliva extra virgem é adquirido na primeira prensagem de olivas frescas e com um bom grau de maturação e é, portanto, classificado como o de melhor qualidade, com uma acidez de até 0,8%.  Já outros azeites que apresentam um sabor e aroma de boa qualidade, além de possuir um valor de acidez maior, são classificados como azeite virgem. Ademais os de baixa qualidade incluem o azeite refinado e o azeite de oliva que é uma mistura de azeite virgem e refinado. 

Há também o lampante, que é um azeite obtido de olivas de má qualidade e por fim, o óleo de bagaço de oliva que é originado a partir da extração com solventes da torta residual de prensagem das olivas. Esses dois últimos precisam passar por um processo de refinamento para se tornarem apropriados para o consumo humano. 

Em razão dessa realidade, o azeite é o segundo produto alimentar mais fraudado do mundo, atrás apenas do pescado. Infelizmente, muitas marcas misturam óleos vegetais não originários para obter um rendimento líquido na garrafa, que é o alvo de práticas fraudulentas dado o valor comercial do óleo em comparação com outros óleos vegetais. A fraude mais comum na produção de azeite é a mistura de óleo de soja com corantes e aromatizantes artificiais.

Como se pode evitar ser enganado por fraude? Procure sempre garrafas escuras. O azeite de boa qualidade não deve ser exposto à luz, uma vez que isso irá danificar o azeite. Verificar a origem no rótulo e a data do engarrafamento. Quanto mais recente for a data do lote, melhor será o sabor do produto e melhor serão preservados os nutrientes. Atenta-se também em observar no rótulo qual a sua classificação, verifique informações nutricionais e a complementares que ressaltam características comuns do produto como, por exemplo, não caia no marketing de “zero colesterol”, pois todo azeite é isento de colesterol.

Outra forma de identificar se o azeite foi adulterado é realizando o teste de sabor, como se segue:

 - Levar 15 ml de azeite para a boca e espalhá-lo bem com a língua;

- Sugar o ar da boca e depois engolir para provar o gosto residual do óleo.

Após estas etapas, verificar se as 3 principais características do azeite extra virgem estão presentes: sabor frutado, amargo e picante. Por ser um produto fresco, estas características devem estar sempre presentes.

Verdadeiramente o sabor é a chave para reconhecer um azeite rançoso/adulterado e, finalmente, fique longe de produtos muito baratos ou com marketing nos rótulos que dizem ser azeite “light” ou apenas “virgem”. 

 

*Fernanda Viana é mestra em Alimentos, Nutrição e Saúde - Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Especialização em Nutrição Esportiva pela faculdade de Ensino Superior de São Miguel do Iguaçu - FAESI e Pós-graduação em Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia pela Faculdade Ingá- Maringá (PR). Escreve para o Dourados News.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Índice glicêmico: saiba como controlar o açúcar no sangue

Nutrição e doenças neurodegenerativas

Alimentação para gastrite: o que consumir e o que evitar

Como consumir frutas nos dias frios?

Seletividade alimentar: saiba como lidar

Mais Lidas

DOURADOS

Cinco professores estavam em veículo que se envolveu em acidente no Itahum

DOURADOS

Prefeitura abre concurso com quase 60 vagas com salários que chegam a R$ 8,3 mil

DOURADOS

Cantor é outro envolvido em acidente que deixou feridos entre Dourados e Itahum

CRIME PASSIONAL

Autor de homicídio no Flórida se passou pela própria esposa para atrair vítima e cometer o crime