segunda, 04 de julho de 2022
Dourados
32°max
15°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Políticos deixam discurso e se juntam ao povão em protesto

14 março 2016 - 06h23
BR-163 - Internauta questionou nota de sexta-feira sobre o atendimento médico elogiável ao longo da BR-163. Segundo ele, dias atrás precisou parar no SAU (Serviço de Atendimento de Urgência) próximo a Rio Brilhante com problemas de saúde e, ao chegar, nenhum médico ou enfermeiro estava no local. A justificativa, segundo atendentes, é que a ambulância fazia rondas pela via.

Sem médicos - A situação nos remete ao simples questionamento: como um local, referência aos motoristas que estão trafegando pela caríssima rodovia que corta o Estado de Norte a Sul não possui uma pessoa fixa para emergência? Nossos políticos poderiam se atentar ao fato e criar leis que obriguem a manter equipes de plantão nesses locais, sem, é claro, tirar os que trafegam pelos trechos.

Visita - A relatora da ONU (Organizações das Nações Unidas) para assuntos indígenas, Victoria Tauli-Corpuz, visitou apenas áreas de conflitos latifundiários em Mato Grosso do Sul. Em Dourados, por exemplo, ela esteve na área invadida recentemente por indígenas, ao lado da Perimetral Norte. Porém, ela não adentrou as aldeias do município e o motivo, segundo pessoas que participaram da agenda, é por não se enquadrar nessa briga por terra.

Social - Ora, se um local onde diariamente se convive com homicídios, estupros, tráfico de drogas, miséria e pobreza não for considerada uma área de conflito, mesmo que social e não por terra, é difícil entender a visita de Victoria. Já que veio de tão longe, porque não conhecer de perto o que realmente acontece por aqui e buscar, junto às autoridades competentes uma solução para a situação?

Recapeamento - O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) deve cumprir agenda em Dourados no início do mês de abril durante ações da Caravana da Saúde. Na ocasião, lançará obras de recapeamento em quatro grandes avenidas da cidade, Marcelino Pires, Hayel Bon Faker, Weimar Torres e Joaquim Teixeira Alves.

Quebradeira - Por conta disso, nos próximos dias a Sanesul deve começar os trabalhos de implantação da rede de água e a troca de ramais nas vias citadas. A boa notícia é que, ao contrário do que estamos acostumados a ver, as medidas serão tomadas antes de iniciado o processo de asfaltamento, mantendo as avenidas em perfeito estado após o término nas obras. Durante o período, poderá faltar água em algumas regiões.

Aposta - São-paulino e apaixonado por futebol, o prefeito de Dourados, Murilo Zauith (PSB), tem apostado todas as fichas no desempenho do Sete de Setembro no Campeonato Estadual deste ano e também na gestão do empresário Tony Montalvão à frente do clube. Em encontro recente na casa do vereador Juarez de Oliveira (PRB), o prefeito citou viagem a Portugal, onde foi paraninfo de turma de sua instituição de ensino, e disse ter conhecido a estrutura do Gouveia, time que disputa o campeonato português e também gerido por Montalvão.

Mais aposta - Porém, o que mais teria deixado o prefeito satisfeito com o gestor do Sete foram o fato do mesmo, segundo ele, estar se mudando para Dourados com a família, o planejamento de 10 anos a qual Montalvão promete ao Sete e, principalmente, nenhum centavo pedido pelo mesmo para bancar a estrutura do único time da cidade no Estadual. Em campo, o Tricolor douradense tem a melhor campanha na disputa, com 13 pontos.

Quanto? - Inegável a boa presença dos moradores de Dourados e região no ato pró-impeachment realizado na tarde de ontem na Praça Antônio João, na região central, porém, os números divergentes chamaram a atenção. Segundo a PM, o protesto que percorreu algumas das principais vias da cidade totalizou de 7 a 10 mil pessoas. Já a organização do movimento, falou em 22 mil pessoas, uma diferença grande.


Sem discurso - Ao contrário de último protesto realizado no ano passado, autoridades e pretensos candidatos a algum cargo nas eleições municipais deste ano preferiram deixar de lado o discurso político para andar no meio do 'povão'. Só para lembrar, em 2015, houve vaias por parte daqueles que saíram de casa para manifestar e não escutar autopromoção.

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com limite para definições se aproximando, movimentação para alianças ainda é morna em MS

Em recado a pré-candidatos ‘da direita’ em MS, Bolsonaro fala em união

Bolsonaro diz que vai levar Tereza Cristina para passear de moto na Capital

Ex-secretário de Murilo é o ‘nome da vez’ para compor chapa com Rose Modesto

Mais um vereador anuncia que disputará eleições em outubro

Mais Lidas

DOURADOS

Idosa cai em golpe do falso sequestro, mas polícia consegue impedir transferência bancária

DOURADOS

Drogado, homem acaba preso após agredir filha e esposa

REGIÃO

Droga apreendida em veículo que capotou é avaliada em 1,5 milhão

RIO BRILHANTE

Caso de homem encontrado morto dentro de residência é investigado