Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
(67) 99659-5905
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Operadora de telefonia volta a deixar douradenses "na mão"

29 abril 2016 - 06h24
Ação - Uma ação civil pública com pedido de tutela contra o portal UOL foi ingressada pelo promotor de Justiça Eteocles Brito Mendonça Dias Junior, em Dourados. A alegação é que funcionários da empresa estariam usufruindo de dados pessoais de contratantes da internet banda larga da operadora Oi para realizar ações de venda de seus produtos de forma suspeita.

Alegação - Segundo a promotoria, a empresa em questão tem praticado ações que ‘logram’ o cliente, funcionando da seguinte maneira: o contratante recebe o telefonema de funcionários do portal acreditando conversar com atendentes da operadora, alegando a necessidade da aquisição e instalação do aparato para uso de telefonia fixa e navegação na internet no valor de R$ 19,90, o que é ilegítimo no entender do MPE.

Pedidos - O processo possui centenas de páginas e o pedido por parte do Ministério Público é que os contatos sejam cessados, além da realização da apresentação em juízo, no prazo de 45 dias, de um plano de trabalho garantindo que essas situações não ocorram mais e também, que seja cominada pena de multa diária não inferior a R$ 10 mil caso a mesma deixe de observar a medida judicial.

Ponto - Servidor público de importante cidade de Mato Grosso do Sul estaria "na mira" de órgãos fiscalizadores que buscam saber se o mesmo estaria cumprindo seus horários de maneira correta no setor a qual estaria designado. A denúncia é que durante o horário de expediente, o mesmo resolve assuntos de seu interesse e não comparece ao trabalho.

Descaso - A queda de braço entre o Hospital Evangélico e o CTCD (Centro de Tratamento de Câncer de Dourados) continua e quem sai prejudicado são os pacientes que buscam atendimentos. O não repasse de recursos por parte da unidade hospitalar tem feito faltar até medicamentos básicos para quem busca tratamento.

Dispensados - Desde o dia 11 de abril o imbróglio continua e até a quinta-feira (28), pelo menos 30 pessoas acabaram dispensadas e tiveram suspensas sessões de quimioterapia no local. O Hospital Evangélico chegou a ingressar com ação na Justiça para que o Centro voltasse a receber os pacientes, que ‘contra golpeou’ registrando boletim de ocorrência de preservação de direito.

"Duzentão" - Servidores públicos estaduais foram até a Assembleia Legislativa na manhã de ontem para pedir apoio aos deputados nas negociações do reajuste salarial tratado com o governo desde o início do mês. Eles se mostram insatisfeitos, em boa parte dos setores, com a proposta de bonificação de R$ 200 para o ano de 2016. Durante a sessão, o grupo ecoou coro de ‘não aos duzentão’, fazendo menção ao valor oferecido.

Dia D - População que se encontra nos grupos de risco definidos pelo Ministério da Saúde da H1N1 deve procurar a rede pública de saúde à partir de sábado (30) para imunização. Crianças de seis meses a cinco anos, idosos, gestantes, população indígena e pessoas que trabalham em situações vulneráveis devem receber as doses. Em Dourados a meta é vacinar 66 mil pessoas.

Vivo - Voltou a se tornar rotineiro os problemas para conseguir utilizar a Vivo em Dourados. Pelo menos uma vez na semana os clientes da operadora passam raiva, ou com a falta de sinal para realizar a ligação, ou ainda com a tentativa de usar os dados móveis e as tecnologias 3G ou 4G. Pra piorar, com a fusão entre a Vivo e a GVT, os usuários da segunda também passaram a ser prejudicados com o mau funcionamento da primeira.

Morto - Ontem mesmo, quem precisou se comunicar pelo celular da operadora passou raiva durante todo o dia, o mesmo aconteceu aos usuários da internet ‘cabeada’ que precisaram conviver com frequentes oscilações, algumas delas com a queda de sinal passando de 1h, sem qualquer explicação.


Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rede social da prefeitura contradiz Diário Oficial mais uma vez em Dourados
Município aperta o cerco contra pandemia, mas deixa pontos evidentes de fora
Com sintomas de gripe, deputado faz teste para saber se pegou coronavírus
Horário de funcionamento do comércio pode ter novo ‘arrocho’
Abstenção deve ser mais um obstáculo a candidatos nas eleições da pandemia

Mais Lidas

ACIDENTE DE TRABALHO
Douradense morre após ser atingido na cabeça por peça de elevador de 20kg
PANDEMIA
Pneumologista é o terceiro médico a morrer por covid-19 em Dourados
DOURADOS
“Ele não conseguiu terminar o último plantão”, diz esposa de médico vítima da Covid
DOURADOS
Decreto é alterado e agora autoriza delivery e drive-thru para bares e conveniências