quarta, 25 de maio de 2022
São Paulo
23°max
11°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Exercício físico e desconfortos gastrintestinais, qual a razão?

e-mail: contatonutrifernanda@gmail.com

22 outubro 2017 - 22h02

Náuseas, vômitos, azia, dor torácica, distensão abdominal, cãibras abdominais, dores nas laterais, vontade de evacuar e diarréia durante o exercício físico? Essas alterações gastrintestinais são comuns em principalmente em atividades de longa duração, reduzindo o desempenho esportivo e oferecendo riscos à saúde. As causas do desconforto não estão completamente esclarecidas, mas parece ter correlação com a genética, histórico prévio de desconforto, sexo, temperatura do ambiente, fatores fisiológicos, mecânicos e nutricionais. 

No que se diz respeito a fatores nutricionais, sabe-se que fibras, gorduras, proteínas e frutose estão associadas a um maior risco de sintomas gastrintestinais. A utilização de produtos lácteos parece estar relacionada ao desconforto gástrico, mas precisa ser avaliada individualmente. A cafeína também é um agressor intestinal, e em indivíduos sensíveis e com histórico de desconforto pode acarretar urgência para evacuar, diarréia e dor abdominal. 

Diante disso estratégias para prevenir os sintomas de desconforto gastrointestinal são fundamentais, como evitar alimentos ricos em fibras no dia ou mesmo dias antes da competição, pois para o atleta em treinamento, uma dieta com fibra adequada ajudará a manter o intestino regular. Alimentos ricos em frutose (em especial bebidas que são exclusivamente frutose) também devem ser evitados. A dica é ingerir carboidratos com água suficiente ou escolher bebidas com menores concentrações de carboidratos para evitar concentrações muito altas e osmolalidades no estômago (equilíbrio hidroeletrolítico). Atenção a ingestão de cafeína, pois indivíduos que já apresentam sintomas de desconforto intestinal, síndrome do cólon irritável e outras doenças intestinais devem evitar a ingestão de alimentos e suplementos ricos em cafeína, inclusive gel de carboidrato com cafeína e termogênicos. Outra estratégia alimentar é evitar alimentos ricos em gorduras e consumir pequena quantidade de proteína antes de treinos e competições.

E por fim, alerta na hidratação, evitar a desidratação contribui muito ao atleta, individualizá-la e se hidratar adequadamente antes, durante e após os treinos e competição é fundamental, pois desidratação reduz a velocidade de esvaziamento gastrointestinal, aumenta o desconforto e reduz o volume sanguíneo reduzindo a circulação. Alem do mais, ela pode exacerbar os sintomas gastrintestinais, por isso é importante prevenir.  O ideal é começar a corrida (ou treinamento) bem hidratado. 

Sabe-se que a nutrição pode ter uma forte influência no sofrimento gastrintestinal, embora muitos dos problemas possam ocorrer na ausência de qualquer ingestão de alimentos antes ou durante o exercício. Fibra, gordura, proteína e frutose foram todos associados a um maior risco de desenvolver sintomas gastrointestinais. A desidratação, possivelmente como resultado da ingestão inadequada de líquidos, também pode exacerbar os sintomas.

A orientação final é assegura-se de experimentar o plano de nutrição/alimentação antes da corrida/treinamento, isso permitirá que o atleta determine o que funciona e não funciona e reduz as chances de obter sintomas gastrintestinais. 

Especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News. E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

Compulsão alimentar: como controlar?

O que são probióticos?

Descubra a melhor opção de óleo na cozinha

Não utilize óleo de coco para cozinhar

Vegetais crucíferos: o que são e quais seus benefícios?

Mais Lidas

TRAGÉDIA

Homem morre e outro fica ferido em estado grave após acidente na Marcelino

DOURADOS

Vídeo mostra momento da colisão que terminou com morte de motociclista

MARCELINO PIRES

Vítima de acidente tinha 33 anos e era sargento na Venezuela antes de se mudar para Dourados

DOURADOS

Segunda vítima de acidente na Marcelino Pires morre no Hospital da Vida