quinta, 27 de janeiro de 2022
Dourados
33°max
24°min
Campo Grande
30°max
22°min
Três Lagoas
35°max
24°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Bola Cheia...! Bola Murcha...!

Waldemar Gonçalves, o Russo

Douradão, pedestrianismo e falta de calendário esportivo

14 janeiro 2022 - 00h04

 

Bola murcha...! No final da década de 80, o então estádio Belfort Duarte, hoje Couto Pereira, situado no bairro Alto da Glória, em pleno centro de Curitiba, via o parque do Passeio Público (zoológico) e CEU (Casa dos Estudantes  Universitário), teve de passar por uma readequação para que o CFC (Coritiba Futebol Clube) mandasse seus jogos tanto pelo campeonato Estadual como a nível nacional, e assim foi feito, e hoje é uma das maiores praças esportivas do sul do país.

O que tem a ver essa introdução versando sobre o estádio do “coca branca” como é conhecido o Coritiba com Dourados, no interior do Mato Grosso do Sul, estará perguntando o leitor:

Eu explico !

O hoje Couto Pereira era similar ao estádio Frédis Saldivar, o “Douradão”, com portões de entradas com vidros; cadeiras, inclusive as cativas, eram de latas, e não tinha acesso aos deficientes físicos na oportunidade.

Neste último item referindo-se aos deficientes físicos, o “Douradão” não precisa readequação, porém nos demais sim, pois o hoje estádio “Couto Pereira” está mil por cento em condições de abrir seus portões que hoje são de ferros e eletrônicos de elevações, inclusive os de emergências; com catracas eletrônicas e com as cadeiras montadas com assentos de plásticos.

Todas essas readequações serão o necessárias para que a maior praça esportiva do interior do MS precisa para que realmente seja um estádio em plenas condições de uso, em especial para a pratica do futebol ou de um grande show artístico.

O “Douradão” até então quando estava nas mãos do Estado era um brinco, pois a sua manutenção era cotidiana, porém, veio para as (mãos) do município (prefeitura era Tetíla) e desde então até hoje está aí, um dos maiores patrimônios, ou seria elefante branco, jogado ao léu e se perdendo no tempo, se acabando por falta de manutenção como faz por merecer.

Com um novo aeroporto surgindo em Dourados, uma rede hoteleira e restaurantes cada vez mais se fortalecendo, shopping, hipermercado e modernas lanchonetes enfim, tendo a cidade uma ampla estrutura de receber grandes jogos e eventos culturais, tenho a convicção de que o estádio “Douradão” deveria ser terceirizado ou privatizado, ou caso contrário, continuará a ser este elefante branco que hoje abriga ferro velhos e sucatas; m... de pombos e piolhos; gramado infestado de tiriricas e de matos e mal cuidado; enchentes nos tuneis de acessos ao gramado; com suas cadeiras de latas sucateadas e arquibancadas sujas, iluminação sem manutenção  entre outras mazelas.

Que a nossa classe política e desportistas despertem juntamente com a empresarial, e faça com que o maior patrimônio do município passa a ser útil não somente para Dourados, mais sim para a nossa região, nosso MS.

Bola cheia...! A bola cheia vai para as competições esportivas que estão sendo realizadas há anos na região da reserva indígena de Dourados.

É bom demais ver que o esporte está cada vez mais se fortalecendo dentro destas comunidades tão sofridas e carentes.

Oxalá que essas iniciativas esportivas continuem não somente nas reservas indígenas, mais também nos bairros da periferia da cidade. Aonde tem esporte tem saúde e a droga passa longe da juventude.

De parabéns os idealizadores das competições esportivas na região da reserva indígena.

Bola murcha...! Sem citar nome, mais consta que um vereador de uma “grande” cidade do interior do MS que outrora participava e realizava grandes eventos esportivos, em especial provas pedestres, após ser eleito sumiu do mapa.

Essa observação não é do titular da coluna, e sim de uma pessoa que além de participar dos eventos que o hoje vereador e seu grupo promovia, também votou e pediu votos para ele...!

Fazer o que né, é o povo que fala e esse não falou, apenas comentou entre meio a uma galera durante uma cervejada após uma manhã de jogo de pelada  de futebol suíço.

Bola cheia...! Será às 19 horas do próximo dia 28 o Congresso Técnico do campeonato de futebol de campo do distrito da Picadinha. O Congresso Técnico será realizado nas dependências do estádio Napoleão Francisco de Souza e terá seis equipes de fora e as demais da cidade. Com certeza deverá ser mais um grande evento lá na comunidade que é comandada pelo desportista “Rato e cia”.

Bola cheia...! O Ubiratan máster bicampeão estadual 98/99 volta a campo amanhã às 15 horas. A galera dos “vovôs” do “Leão da Fronteira” estarão sob o comando do ex-médio volante “nego Dênis” se apresentando em Vicentina contra a equipe dos Veteranos Futebol Clube daquela cidade. Após a pelada, aquele encontro esperado de uma confraternização com muitas geladas, refrigerantes e claro, um delicioso churrasco.

Bola murcha...! Infelizmente o tempo está passando e nem a FUNDESPORTE (Estado) e nem a FUNED (Munícipio) definiram o calendário anual de realizações de eventos esportivos, quer seja no individual ou no coletivo.

Estamos no aguardo para podermos acompanhar e registrar os eventos.

Vale também lembrar que este ano é político, aonde acredito que o calendário deverá ser curto ou usado politicamente por supostos candidatos a algum cargo. É esperar para ver galera...!

Bola cheia...! A diretoria do recém criado DAC (Dourados Atlético Clube) que foi vice-campeão estadual profissional do ano passado apresentou a comissão técnica e jogadores que estarão representando Dourados no campeonato estadual deste ano. Vale lembrar também que o campeonato tem seu início marcado para o início de fevereiro, isso é, se o MPE (Ministério Público Estadual) ou o C.B (Corpo de Bombeiros) liberarem os estádios.

Por hoje é só isso meus leitores! Segue a vida, pois a morte é certa. Fé Deus hoje e sempre meu povo! Fui...!


*Waldemar Gonçalves, o Russo é jornalista e filiado ao SINJORGRAN (Sindicato dos Jornalistas da Grande Dourados)    

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bola cheia...! Bola murcha...!

Bola cheia...! Bola murcha...!

Bola cheia...! Bola murcha...!

Douradão, pedestrianismo e falta de calendário esportivo

Estádios podem virar 'dor de cabeça' aos clubes para o Estadual

Mais Lidas

DOURADOS

Homem ostenta em boate, não concorda com valor da conta e vai parar na delegacia

FURTO

Jovem abre algema e tenta fugir de delegacia em Dourados durante autuação

DOURADOS

Preso o jovem autor de pelo menos 20 furtos apenas neste ano

RIBAS DO RIO PARDO

Pai, mãe e filho morreram em colisão entre veículos na BR-262