Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
(67) 99659-5905
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Denasus deve fazer devassa nas contas do HE nos próximos dias

09 maio 2016 - 06h23
Segurança - Apesar da confirmação de que não houve crime de estupro na Cidade Universitária de Dourados no dia 4 de abril, os reitores Fábio Edir (Uems) e Liane Calarge (UFGD) ainda solicitam maior segurança no campus e próximos dias, metas devem ser implantadas no local. A principal reclamação dos acadêmicos é pela falta de iluminação, já que o local é bastante amplo e fica afastado do perímetro urbano do município.

Pingada - A vacinação para combate ao H1N1 na Rede Pública de Saúde continua ‘pingada’ em Dourados. Após o fim das doses ainda no Dia D, o novo lote que chegou durante a semana não deu para quem quis. Na sexta-feira muita gente acabou ficando sem a vacina da doença que já matou oito pessoas em Mato Grosso do Sul em 2016.

Odonto - Usuários do posto de saúde da região da Cabeceira Alegre e que precisam de atendimento odontológico estão preocupados com a falta de material no local. Segundo populares, há pelo menos duas semanas não há atendimento devido a ausência de produto de esterilização.

Expoagro - Começa na próxima sexta-feira a 52ª edição da Expoagro em Dourados. No sábado, às 10h, haverá a abertura oficial do evento que deve atrair diversas autoridades ao evento. A feira seguirá até o dia 22 de maio com shows artísticos, leilões, praça de alimentação e a expectativa de grandes negócios.

Histórico - O presidente da Comissão de Impeachment do Senado, senador Raimundo Lyra (PMDB/PB) tomou uma atitude ‘honrosa’, ironicamente falando, na sexta-feira ao pedir a suspensão da sessão que votava o relatório do impedimento da presidente Dilma Rousseff (PT). O parlamentar parou o processo por cinco minutos, segundo ele, porque a campainha da Casa não estava funcionando corretamente "nesse momento histórico do país".

Delcídio - Está previsto para hoje a votação do relatório do senador Ricardo Ferraço (PSDB/ES) sobre o processo que pode resultar na cassação de Delcídio do Amaral (sem partido-MS) por quebra de decoro parlamentar. A ação ocorreria na quinta-feira, mas o CCJ (Conselho de Constituição e Justiça) do Senado preferiu adiar a data para se evitar possíveis questionamentos judiciais.

Imbróglio - O Hospital Evangélico notificou o CTCD (Centro de Tratamento do Câncer de Dourados) a deixar o prédio onde funciona o Hospital do Câncer – de propriedade do HE – em 30 dias. A medida se deu pela falta de atendimento do Centro aos pacientes com câncer. A alegação do CTCD é que não há recursos para a aquisição de medicamentos, por conta dos atrasos de repasses dos recursos do Ministério da Saúde por parte da unidade hospitalar.

Moedas - O prédio, apesar de ficar em área do Hospital Evangélico, foi construído com dinheiro de doações, muitas delas, feitas por quem hoje recebe tratamento no local. Ou seja, um lugar para benefício da população e mantido em grande parte com dinheiro público, sendo disputado pelo privado.



Malas - Por falar em Evangélico, o hospital é alvo do Ministério Público Estadual que recomendou ao SUS (Sistema Único de Saúde), responsável pelos repasses à instituição, que realize uma auditoria no local para saber como é empregado o dinheiro público aplicado ali. Segundo pessoas ligadas à área de saúde, uma equipe do Denasus (Departamento Nacional de Auditoria do SUS), já estaria perto de desembarcar em Dourados.

Correria - O corre-corre por parte da população foi grande em busca do presente do Dia das Mães, no sábado, em Dourados. Para conseguir uma vaga para estacionar, comprar ou pagar a lembrança, as pessoas precisaram de muita paciência.

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rede social da prefeitura contradiz Diário Oficial mais uma vez em Dourados
Município aperta o cerco contra pandemia, mas deixa pontos evidentes de fora
Com sintomas de gripe, deputado faz teste para saber se pegou coronavírus
Horário de funcionamento do comércio pode ter novo ‘arrocho’
Abstenção deve ser mais um obstáculo a candidatos nas eleições da pandemia

Mais Lidas

ACIDENTE DE TRABALHO
Douradense morre após ser atingido na cabeça por peça de elevador de 20kg
PANDEMIA
Pneumologista é o terceiro médico a morrer por covid-19 em Dourados
DOURADOS
“Ele não conseguiu terminar o último plantão”, diz esposa de médico vítima da Covid
DOURADOS
Decreto é alterado e agora autoriza delivery e drive-thru para bares e conveniências