segunda, 04 de julho de 2022
Dourados
32°max
15°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Delcídio usa Harley-Davidson do irmão para protestar contra Lula e Dilma

21 março 2016 - 06h23
"Reclamômetro" - O modo de cobrança do novo estacionamento rotativo em Dourados tem deixado o douradense vermelho de raiva. Sem opções, ele é obrigado a pagar uma taxa mínima de R$ 1 – equivalente de 30 minutos na vaga – por cada parada. Ou seja, se precisar se deslocar a locais distantes e com zona de cobrança, o consumidor deverá desembolsar um bom dinheiro.

Campanha - É tanta reclamação perante o novo sistema, que as pessoas têm tentado promover através de redes sociais e aplicativos de telefonia celular, campanhas para que os motoristas evitem estacionar nos locais demarcados pela empresa EPX Parking, responsável pela concessão de vagas.

Denúncia - Muitos também já defendem uma avalanche de denúncias ao Procon e MPE (Ministério Público Estadual), órgãos competentes que podem auxiliar a população. Os usuários não reclamam de pagar, mas sim, do direito de desembolsar seu suado dinheiro com o tempo em que permanecer nos pontos.

Atos - O final de semana foi de ‘folga’ para os manifestantes que pedem o impeachment e a renúncia da presidente Dilma Rousseff (PT), em Dourados. Após protesto na sexta-feira pela manhã em frente ao MPF (Ministério Público Federal), populares devem voltar a se movimentar esta semana para novas ações. Já em Campo Grande e outras Capitais, grupos chegaram a acampar de quinta para sexta-feira em pontos estratégicos.

Iluminação - Trechos da avenida Guaicurus estão as escuras. A via, que começou a ser duplicada na gestão André Puccinelli (PMDB) e ainda em obras, é iluminada em apenas alguns pontos, levando perigo aos usuários, principalmente estudantes que ficam no acostamento e pontos aguardando coletivos ou carona.

WhatsApp - Sempre antenado na tecnologia e adepto às redes sociais, o deputado federal Geraldo Resende – agora no PSDB – disse que não havia comunicado a sua saída do PMDB ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB/RJ). Segundo ele, a notícia seria repassada através de um grupo de WhatsApp criado para comunicação dos parlamentares da antiga sigla de Geraldo.

Sem vínculo - O parlamentar também tratou de se esquivar de qualquer vínculo com o presidente da Casa de Leis, que responde processos e pode até ser cassado. Questionado sobre o que Cunha achava de sua saída do partido, Geraldo tratou de afirmar não ter nenhum tipo de obrigação para com o ex-correligionário e nem contato com o mesmo.


Coxinha? - Delcídio pegou a Harley-Davidson do irmão e se mandou para a avenida Paulista, em São Paulo (SP), palco da maior manifestação do país contra corrupção e o governo a qual era líder até pouco tempo. O fato foi relatado por ele em entrevista à revista Veja e ocorreu no dia 13 de março, data da maior manifestação popular existente no país.

Disfarçado - O senador teria se juntado a multidão no principal corredor econômico da capital paulista usando capacete e, diante da possibilidade de ser obrigado a retirar o assessório de segurança, tratou de deixar o local para não ser reconhecido e hostilizado.

Autocrítica - "Errei, mas não roubei nem sou corrupto. Posso não ser santo, mas não sou bandido". Essa foi a afirmação em forma de autocrítica feita pelo senador Delcidio do Amaral durante a entrevista à revista Veja.
Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com limite para definições se aproximando, movimentação para alianças ainda é morna em MS

Em recado a pré-candidatos ‘da direita’ em MS, Bolsonaro fala em união

Bolsonaro diz que vai levar Tereza Cristina para passear de moto na Capital

Ex-secretário de Murilo é o ‘nome da vez’ para compor chapa com Rose Modesto

Mais um vereador anuncia que disputará eleições em outubro

Mais Lidas

DOURADOS

Idosa cai em golpe do falso sequestro, mas polícia consegue impedir transferência bancária

DOURADOS

Drogado, homem acaba preso após agredir filha e esposa

REGIÃO

Droga apreendida em veículo que capotou é avaliada em 1,5 milhão

RIO BRILHANTE

Caso de homem encontrado morto dentro de residência é investigado