Menu
Busca segunda, 06 de julho de 2020
(67) 99659-5905
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Conversas entre Moro e Dallagnol repercutem entre parlamentares de MS

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

12 junho 2019 - 00h04

Justificativa – Líder em gastos com passagens e diárias no Congresso nesses primeiros quatro meses de mandato usando pouco mais de R$ 20 mil, segundo o Portal da Transparência, a senadora Soraya Thronike (PSL) tentou justificar as quatro viagens ao exterior no período de forma ideológica. “A esquerda envia os seus, e estes há anos tomam conta da ONU, do Mercosul, e inclusive das pautas ambientais que demonizam o nosso país”.

Esquerda/Direita – A parlamentar de primeiro mandato alegou ainda a necessidade de um contraponto por parte da ‘direita’ nesse debate e relatou o fato de ter morado fora do país e falar inglês fluente para viajar tanto pelo mundo. “O Governo, a direita, deve enviar alguém para fazer o contraponto. A necessidade existe. Não somos um país fechado, até Cuba mantem relações internacionais. Quem deve ir? Falo inglês fluentemente, já morei fora do país, e tenho facilidade nessas questões internacionais, e como outros parlamentares, tenho realizado algumas missões fora, na defesa das pautas do Governo’. 

Interino – Em meio ao imbróglio diante da lista tríplice para assumir a reitoria da UFGD, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, nomeou para atuar de forma interina no comando da Universidade, Mirlene Ferreira Macedo Damázio. 

Tríplice – Mais do que isso, Weintraub ignorou a lista encaminhada pela Universidade ao MEC, causando manifestações da comunidade acadêmica contra a democracia universitária, que escolheu Etienne Biasotto como reitor para substituir Eliane Calarge.  

Aliança – Nota publicada em Na Lata! na segunda-feira (11/6) repercutiu na Câmara de Dourados durante a sessão de segunda-feira, no discurso do vereador Sérgio Nogueira (PSDB). 

Eleições - O parlamentar destacou a fala do vice-governador e secretário de Estado de Infraestrutura, Murilo Zauith (DEM), ao Dourados News na tarde de sexta-feira, durante encontro na Aced, sobre o processo eleitoral do ano que vem no município e a cada vez mais evidente aliança entre PSDB e DEM.

Mais aliança – Também na opinião de Sérgio Nogueira, o caminho deve mesmo ser o da disputa em conjunto entre as duas legendas visando a cadeira atualmente ocupada pela prefeita Délia Razuk (PR). “Estamos sonhando, conversando. Dessa conversa, deverá sair frutos”.

Exonerado – Foi publicado no Diário Oficial do Estado de ontem, a exoneração do chefe de gabinete da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), Pedro Carrilho de Arantes. O pedido foi feito pelo próprio servidor que atua há décadas na Agência. Pedro responde ação por ter soltado o filho da desembargadora do TRE-MS, Tânia Garcia Borges, que havia sido preso com cocaína e uma pistola.   

Cortes – Listão com o nome de vários servidores comissionados que perderão os cargos devido a determinação da prefeita Délia Razuk (PR), deve ser publicado em Diário Oficial até o final da semana. O prazo dado pela chefe do Executivo para os secretários realizarem os cortes necessários já se passou. A medida está dentro do contingenciamento de gastos de R$ 31 milhões decretados há duas semanas no Município. 

Crítica – Matérias publicadas pelo site The Intercept Brasil sobre as conversas entre o ministro da Justiça Sérgio Moro – então juiz federal – e o procurador da Lava-Jato, Deltan Dallagnol, repercutiram em MS. Na noite de segunda, Elias Ishy (PT) usou a Tribuna da Câmara de Dourados para questionar os envolvidos. Já na sessão de ontem, na Assembleia, o deputado estadual Pedro Kemp (PT) foi mais duro nas críticas. “Onde já se viu o juiz que julga, de combinados com quem denuncia? Isso mostra que era para que o Moro ganhasse a vaga de ministro. Ele não vale o prato que come”, disse. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Abstenção deve ser mais um obstáculo a candidatos nas eleições da pandemia
Prefeitura vai à Justiça contra Frente Parlamentar
Mexida no tabuleiro anima postulantes à disputa pela prefeitura de Dourados
Câmara de Dourados agora tem quatro vereadores investigados por corrupção
Promotor pede mais um ano para investigar vereador sobre “empenha 200 contos”

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
“Um amigo, um conselheiro”, diz Délia após assassinato de secretário