sexta, 01 de julho de 2022
Dourados
30°max
15°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Sessão da Assembleia é suspensa quase 20 minutos por falta de deputados

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

24 junho 2022 - 00h05

Quórum – A sessão de ontem da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul precisou ser suspensa porque não tinha quantidade suficiente de deputados estaduais para votar os projetos durante a ordem do dia. 

Mais quórum - Presidindo a Mesa Diretora pela ausência do presidente Paulo Corrêa (PSDB), do vice Neno Razuk (PL) e do primeiro secretário Herculano Borges (Patriotas), Marcio Fernandes (MDB) decidiu paralisar o encontro logo após a leitura da ata e espaço para o pequeno e grande expediente. Naquele momento, apenas ele, Rinaldo Modesto (Podemos) e Amarildo Cruz (PT) estavam presencialmente no Plenário, enquanto Zé Teixeira (PSDB) atuava de forma remota. 

Tempão – Marcio Fernandes decidiu suspender o encontro por cinco minutos na tentativa de atingir o número mínimo de parlamentares, porém, a pausa na sessão durou aproximadamente 20 minutos, um terço do tempo gasto ontem para debate, votação e explicações pessoais. 

Papo – Sem se encontrar há tempos nas sessões da Assembleia devido a possibilidade de participações online, os deputados estaduais Marçal Filho (PP) e Jamilson Name (PSDB) se ‘esbarraram’ e trocaram rápida conversa no Edifício Adelina Rigotti na tarde de ontem. O prédio onde funciona a 94FM liderada por Marçal, também abriga escritório de coordenador de campanha de Name em Dourados. 

Rota – No maior colégio eleitoral do interior sul-mato-grossense desde a tarde de ontem, Jamilson se reuniu a noite com grupo de apoiadores formado para trabalhar e buscar alguns votos na cidade durante o período eleitoral e participa de um café da manhã num hospital da cidade nesta sexta. O parlamentar é pré-candidato à reeleição. 

Eleições 2022 – Pesquisa de intenção de votos para o Senado Federal divulgada ontem pelo Novo Ibrape mostra o duelo particular entre Luiz Henrique Mandetta (União) e Sergio Harfouche (Avante). O primeiro, lembrado por 11% dos entrevistados na espontânea, insiste em ser o nome da legenda em busca da vaga ao parlamento, enquanto o segundo, com 4,2%, é visto pelo próprio União como opção ao Senado para compor chapa majoritária com a pré-candidata ao Governo Rose Modesto. 

Preterido – A preferência da direção do União em Mato Grosso do Sul é que Mandetta seja candidato a Câmara dos Deputados. O aviso foi reforçado pela senadora e presidente estadual do partido, Soraya Thronicke, na sexta-feira da semana passada durante evento em Dourados. 

Surpresa – Nomeado como reitor da UFGD, Jones Dari Goettert embarcará para Brasília nos próximos dias para tomar posse. Ontem, numa das primeiras ações após a oficialização de seu nome, participou de encontro do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade e relatou ter ficado sabendo da escolha do presidente Jair Bolsonaro (PL) através da esposa, pouco antes das 8h.   

Lista – Jones estava na lista tríplice encaminhada ao Ministério da Educação em março de 2019 composta ainda por Antônio Dari Ramos e Etiene Biasotto, o último vencedor da consulta prévia realizada dias antes pela comunidade acadêmica. Apesar dos nomes, o Governo Federal ignorou a eleição e nomeou Mirlene Ferreira Macedo Damázio como pró-tempore e posteriormente, Lino Sanabria. 

CPI – As senadoras sul-mato-grossenses Soraya Thronicke (União) e Simone Tebet (MDB), assinaram documento para a criação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar denúncias de corrupção e tráfico de influência no MEC (Ministério da Educação). Na quarta-feira, o ex-ministro da pasta Milton Ribeiro, foi preso em operação da Polícia Federal por suspeita de irregularidades na liberação de verbas do FNDE (Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Em recado a pré-candidatos ‘da direita’ em MS, Bolsonaro fala em união

Bolsonaro diz que vai levar Tereza Cristina para passear de moto na Capital

Ex-secretário de Murilo é o ‘nome da vez’ para compor chapa com Rose Modesto

Mais um vereador anuncia que disputará eleições em outubro

‘Paternidade’ de indústria que vai investir R$ 15 bi em MS começa a ser disputada

Mais Lidas

UM MORTO E OUTRO FERIDO

Alvos de disparos, jovens foram perseguidos por três homens quando saíam de uma conveniência 

DOURADOS

Jovem é baleado por homem de moto enquanto caminhava na Cohab II

TRAGÉDIA

Douradense morre e pai de vereador fica ferido em acidente no Mato Grosso

TRÁFICO

Ônibus com placas de Dourados é apreendido em SP com quase 100 quilos de cocaína