Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99659-5905
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Servidora é atendida em hospital particular por médico que deveria estar na UPA

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

18 maio 2020 - 00h05

Diárias – Apesar da maioria dos trabalhos realizados home-office desde o início da pandemia do novo coronavírus, o Ministério Público Estadual desembolsou R$ 58.599,31 em diárias para servidores. Boa parte dos pagamentos são para serviços executados por técnicos de setores. 

Parcial – Depois de anos em obras, o PAM (Pronto-Atendimento Médico) de Dourados será inaugurado hoje pela ‘metade’. A prefeita Délia Razuk (PTB) fará a entrega simbólica do prédio, que funcionará de forma parcial, às 8h.

Dourados – Para mostrar o descaso da saúde pública, denúncia foi protocolada no Ministério Público Estadual na semana passada por uma servidora que recebeu atendimento em hospital particular de médico que, em tese, deveria estar atuando na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) naquele horário. 

União – Só mesmo ano eleitoral para unir representantes de vários partidos, entre eles PSL e PT, para uma ‘live beneficente’. Em Campo Grande, ontem, políticos de 11 partidos, incluindo as duas legendas citadas, se ‘solidarizaram’ em meio a apresentação de duplas sertanejas e DJ para arrecadar alimentos e agasalhos. 

Análise – A Câmara de Dourados pode votar nesta segunda o Projeto de Lei Complementar protocolado pela Mesa Diretora da Casa na sexta-feira, obrigando o uso de máscara em todos os locais do município. A proposta será analisada nesta manhã pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça).

Quietos – Mais uma vez chama a atenção do silêncio dos parlamentares de MS eleitos para o Congresso Nacional na onda bolsonarista. A exemplo do que ocorreu com Mandetta e Sérgio Moro, a demissão do ministro da Saúde Nelson Teich menos de um mês após assumir o cargo, nenhum dos três parlamentares do PSL se posicionou a favor do presidente, fato bastante comum até o ano passado. 

Cutucou – Enquanto isso, o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM/MS), usou o twitter para ‘cutucar’ o governo e o protocolo defendido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no combate a pandemia do novo coronavírus. Na rede social, ele escreveu: “Oremos. Força SUS. Ciência. Paciência. Fé!”. 

Divergência – Mandetta deixou o governo em abril passado após ‘bater de frente’ com o presidente por diversas vezes. Médico, ele defendia o isolamento social como forma de prevenção à doença que já matou milhares de pessoas no país, enquanto Bolsonaro defendia isolar apenas grupos de risco para não afetar a economia do país.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Délia precisa trocar o tom dramático de vídeos e mostrar firmeza nas decisões
CPI da Energisa é movimentada, mas apenas na Justiça
Se unificada, eleição acaba com ‘trampolins’ políticos a cada dois anos
Líder da prefeita faz, na Câmara, papel que deveria ser de secretário de Governo
Em pré-campanha, ex-líder de Reinaldo vota contra projeto do Executivo

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher