Menu
Busca domingo, 07 de junho de 2020
(67) 99659-5905
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Réu em processo e no grupo de risco do coronavírus, vereador é autorizado a se isolar em fazenda

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

01 abril 2020 - 00h04

Bastidores – Após conseguir na Justiça o direito de deixar o PSL por ‘justa causa’ alegando perseguição, o deputado estadual Coronel Davi pode estar desembarcando no DEM, partido que hoje mantém dois parlamentares na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Zé Teixeira e Barbosinha. 

Isolamento – Investigado dentro da Operação Cifra Negra, o vereador Idenor Machado (PSDB) foi autorizado pela 1ª Vara Criminal de Dourados a passar período de ‘quarentena’ na propriedade rural de propriedade dele, no município de Nioaque. O parlamentar está no grupo de risco do coronavírus por causa da idade, 70 anos. 

Obrigações – Colocado em liberdade em março do ano passado, pouco mais de três meses após a primeira vez preso dentro da operação que investiga esquema de corrupção na Câmara de Dourados e reconduzido judicialmente a seu mandato, Idenor possui medidas cautelares a serem cumpridas e precisa comunicar ao magistrado quando se ausentar da cidade. 

Burlando – Enquanto a maioria dos empresários se esforçam para cumprir o decreto 2.480 que mantém fechado lojas e serviços do comércio considerados não essenciais como forma de prevenção ao coronavírus, alguns ainda teimam em abrir seus estabelecimentos em Dourados, mesmo diante da possibilidade de penalização. 

Quarentena – Em pronunciamento realizado ontem, a prefeita Délia Razuk (PTB) ignorou a fala do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pelo fim do isolamento e seguiu o caminho proposto pelo Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavírus, com base no protocolo do Ministério da Saúde alertando para o isolamento social.

Fechado – A chefe do Executivo municipal também manterá fechado, pelo menos até 7 de abril, alguns setores do comércio. A partir desta data, haverá uma avaliação se ocorrerá ou não a flexibilização do decreto 2.480 de 23 de março de 2020. 

Debandada – Visando as eleições municipais de outubro, dois secretários da atual gestão pediram exoneração dos cargos. Claudio Gaiofato na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Wesley Queiroz, na Cultura, deixaram os postos na terça-feira. 

Agentes – O promotor Ricardo Rotunno instaurou Inquérito Civil para apurar denúncia sobre possível irregularidade no atraso dos repasses, por parte do Município de Dourados, aos agentes de combate de endemias.

 

*Colaborou André Bento

Deixe seu Comentário

Leia Também

Avaliação sobre o toque de recolher deve sair na próxima semana
Comitê confirma surtos, mas teima em dizer que Dourados não é epicentro do coronavírus
Modinha na quarentena, ‘desafio’ é lançado entre deputados durante sessão da AL
Secretário critica realização de concurso de miss em meio a pandemia
Comissão para fiscalizar recursos do Covid-19 em Dourados fica sem representantes da base

Mais Lidas

PANDEMIA
Dourados bate novo recorde e se aproxima de 500 casos de coronavírus
DOURADOS
Suspeito de apontar arma na cabeça de motoboy para roubar veículo é apreendido
DOURADOS
Polícia descobre central que abastecia “bocas de fumo” e prende traficante
PANDEMIA
“Há projeções de que o pior está por vir”, diz secretário após apresentar números da Covid