Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Quarentena leva decreto de calamidade ser aprovado pelo whatsapp

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

23 março 2020 - 00h04

Sem socializar – Decreto de calamidade pública assinado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) na sexta-feira determina série de recomendações como forma de prevenção ao coronavírus. Entre as medidas, o Executivo pede para que a população evite compartilhar o tereré e o narguilé, hábitos comuns em Mato Grosso do Sul. No mesmo dia, a prefeita Délia Razuk (PTB) decretou emergência no município com ações bastante parecidas.    

Quarentena – A medida do governo do Estado fez os deputados estaduais suspenderem o período de quarentena definido na terça-feira passada para aprovar o projeto. Em casos específicos e por recomendação médica, alguns parlamentares integrantes de grupo de risco do coronavírus puderam votar online, pelo whatsapp. 

Precaução – Para evitar o contato direto, o acesso ao plenário da Assembleia se resumiu aos deputados e pouquíssimos assessores. O público já estava proibido de entrar nas galerias da Casa desde a semana passada. 

Deserto – Dos 24 deputados estaduais, apenas oito estiveram participando da sessão, que durou menos de uma hora.  

Online – Adotando o que já ocorre no Estado e em outros municípios, a prefeitura de Dourados iniciou transmissões ao vivo, através das redes sociais, para detalhar as ações contra a pandemia do coronavírus a nível local. 

Mais online – Na sexta, quando ocorreu a primeira transmissão, participaram a prefeita Délia Razuk (PTB), o procurador-Geral do Município, Sérgio Henrique Pereira Martins de Araújo, o comandante da Guarda Municipal, Divaldo Machado de Menezes, a Secretária de Assistência Social, Maria Fátima Silveira de Alencar e o médico Daniel Gallina Martins Abrahão, presidente do Comitê de Gerenciamento da crise do Coronavírus.

Interrupção – Chamou a atenção também interrupções feitas por integrantes da própria equipe da prefeitura às falas do médico especialista, que estava ali justamente para explicar as prevenções e os riscos do coronavírus, deixando a live com cara de bate-papo. 

Limpeza – A prefeitura de Dourados suspendeu o processo licitatório para a contratação de empresa especializada na prestação de serviços de limpeza no município, atendendo solicitação da Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos) visando maior prazo para análise técnica do certame. 

Cancelado – Essa é a segunda vez que o fato ocorre. No ano passado, por recomendação do TCE (Tribunal de Contas do Estado), o Município já havia suspendido processo por irregularidades encontradas pelo órgão que fiscaliza as contas públicas em Mato Grosso do Sul. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Assembleia proíbe deputados candidatos de fazer campanha durante sessões
‘Santinhos virtuais’ começam a tomar espaço nas redes sociais
Maiores colégios eleitorais de MS concentram mais de 10% dos candidatos às prefeituras
Campanha ‘tiro curto’ tem início na eleição do ‘novo normal’
Internado com coronavírus, deputado liga do hospital para colega de Casa

Mais Lidas

DECIBÉIS
Operação do Gaeco mira fraudes em licitações e cumpre cinco mandados em Dourados
INVESTIGAÇÃO
Policiais do Gaeco fazem nova operação em Dourados
DOURADOS
Gaeco deixa edifício com documentos apreendidos após mais de 5h
CAPITAL
Mulher com mandado de prisão em aberto é executada com oito tiros