domingo, 07 de agosto de 2022
Dourados
29°max
18°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Presidente do PSDB pede pra sair e governador vai comandar legenda em MS

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

26 julho 2022 - 00h05

Presença – Dois pré-candidatos ao Governo que ‘disputam’ o apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL) em Mato Grosso do Sul estiveram domingo pela manhã no Ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro (RJ), acompanhando a convenção oficializando o nome de Bolsonaro à reeleição. Capitão Contar (PRTB) e Eduardo Riedel (PSDB) realizaram publicações no encontro. 

Aliada – Ministra da Agricultura até março deste ano, quando deixou o cargo para retornar à Câmara dos Deputados de olho na pré-campanha ao Senado, a deputada federal Tereza Cristina (PP) também esteve presente e foi chamada ao palanque por Bolsonaro.

Fora – O presidente estadual e um dos maiores articuladores do PSDB em Mato Grosso do Sul, Sérgio de Paula, pediu desfiliação da legenda conforme consta na edição de ontem do Diário Oficial da Justiça Eleitoral. Ele ocupa atualmente o cargo de secretário de Estado da Casa Civil e estaria de olho em uma vaga no TCE (Tribunal de Contas do Estado), para onde deve ser indicado nos próximos meses.  

Troca – Enquanto ainda continua no Governo, Sergio de Paula será substituído na direção da legenda em MS pelo governador Reinaldo Azambuja. Apesar de ‘fora’ por questões burocráticas, o agora ex-presidente do PSDB ainda deve continuar com as articulações de olho na campanha de Eduardo Riedel. 

Convenções – A semana terá mais dois encontros que oficializarão candidaturas ao Governo do Estado em Mato Grosso do Sul. No dia 30, próximo sábado, a petista Giselle Marques e o ex-prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), terão os nomes confirmados em convenções. 

Aliança – Recentemente, o ex-governador e uma das lideranças do PT em MS, Zeca do PT, falou sobre a possibilidade da sigla caminhar junto ao PSD e apoiar a candidatura de Trad no pleito de outubro, o que aparentemente não deve mais ocorrer. 

Retorno – A retomada das sessões da Câmara de Dourados após o recesso parlamentar foi marcada pelas falas de vereadores em prol dos pré-candidatos ao Governo do Estado. Na semana passada, três deles passaram pelo município – Eduardo Riedel (PSDB), Rose Modesto (União) e André Puccinelli (MDB) realizando encontros políticos e com a população. 

Enquete – Dos 367 leitores que responderam enquete proposta pelo Dourados News, 83,92% afirmaram que nunca deixaram de votar nas eleições. Já 16,08% afirmaram positivamente para o questionamento. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mensagem após ataque a candidato em 2018 vira ação penal eleitoral

Servidor de carreira, ex-secretário pede exoneração do Município

Assembleia cancela cerimônias e audiências e deputado critica novas medidas

Após anunciar que seria suplente de senador, produtor rural acaba como candidato a vice

Campanha vai reforçar fiscalização nas eleições deste ano

Mais Lidas

TRAGÉDIA

Mulher que morreu em acidente na BR-463 era agrônoma de Dourados

TRAGÉDIAS

Agosto começa com quatro mortes por acidentes de trânsito em Dourados 

LUTO

Conselho de Agronomia lamenta morte de jovem agrônoma em acidente

TENTAVIVA DE HOMICÍDIO

Susto provocado por cachorro e discussão terminam com ciclista baleado