Menu
Busca quarta, 20 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Pastas investigadas durante atual gestão devem receber maior atenção na transição

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

26 novembro 2020 - 00h04

$$$$ - Disputando a primeira eleição à prefeitura, o farmacêutico bioquímico Racib Harb (Republicanos) teve o menor ‘gasto’ por voto nas eleições de 15 de novembro, conforme as declarações parciais entregues à Justiça Eleitoral até o momento. Com R$ 21.357,58 investidos e 11.410 eleitores, o custo ficou em R$ 1,87.

Ranking – O segundo lugar na lista ficou o petista João Carlos com R$ 2,68 (R$ 25.920 e 9.662 votos), seguido pelo prefeito eleito Alan Guedes (Progressista), R$ 4,66 (R$ 159.581//34.242) e o pedetista Wilson Matos, que desembolsou em média R$ 7,72 (R$ 43.757,99//5.667).

Fechando – Vice nas urnas, o deputado estadual Barbosinha (DEM) teve custo de R$ 7,84 por voto (R$ 248.260,06 e 31.650 votantes). O maior gasto ficou com o candidato do PSL Mauro Thronicke, R$ 9,67 (R$ 101.560 investido na campanha e 10.496 eleitores). Já Jeferson Bezerra (PMN) ainda não declarou à Justiça Eleitoral. Ele terminou o pleito como escolha de 344 pessoas.

Tecnologia – Sem participar fisicamente da primeira reunião de transição, a prefeita Délia Razuk (sem partido) encaminhou vídeo pelo aparelho de telefone celular do assessor especial Alexandre Mantovani, saudando os presentes e explicando a ausência do encontro.

Encontros – As reuniões entre as equipes de transição continuarão e nos próximos serão no que deveria ser o Centro de Convenções do município, mas, atualmente usado como puxadinho da prefeitura. Hoje acontecem encontros nas secretarias de Planejamento e Assistência Social e no Imam, enquanto amanhã ocorrem na Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos) e também na de Obras Públicas.  

Mudança – Como fez com os parques públicos, a prefeita Délia Razuk (sem partido) tem conversado com o Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavírus e pode voltar atrás em alguns pontos da flexibilização de horários como forma de prevenção à pandemia. Entre as ações na mira do Executivo, o aumento do toque de recolher na cidade, atualmente entre 0h e 5h. 

Direta – Membro bastante influente no MDB local disse que o vereador Cirilo Ramão deveria passar por autorreflexão antes de ‘disparar’ contra atual direção do partido em Dourados. Para ele, o fraco desempenho nas urnas se deve mais pelas prisões do parlamentar na Operação Cifra Negra e buscas por outros aliados durante a campanha, do que pelo ‘abandono’ citado pelo legislador na sessão de segunda-feira. 

Atenção – Pelo menos duas pastas devem receber atenção especial da equipe de transição do prefeito eleito Alan Guedes (PP) durante esse período. Os números das secretarias de Saúde e a de Fazenda, alvos de mais de uma fase em operações policiais, precisam ser ‘destrinchados’ pelo time que começará o mandato no próximo ano. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Secretário manda recado a negacionistas da vacina contra Covid: “querem voltar às trevas”
Escolhidos para secretariado estariam com dificuldade para conseguir cedência
Secretário de Azambuja retorna ao cargo sete meses após exoneração
Comandos da Infraestrutura e Agesul ficam com ex-secretários de Murilo
Sindicato cobra prefeitura sobre pagamento de salários

Mais Lidas

DOURADOS
Promotor vê preconceito em comentários contra vacina para índios e denuncia à PF
DOURADOS
Mulher é presa acusada de dar cobertura para assaltantes que rendiam família
DOURADOS
Em ação conjunta, polícia deflagra operação para investigar crimes
TRAGÉDIA
Casal morre após caminhonete colidir contra carreta na BR- 163