Menu
Busca sábado, 06 de março de 2021
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Parlamentares de MS criticam STF por prisão de deputado bolsonarista

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

18 fevereiro 2021 - 00h04

Mudança? – O ex-vereador Juarez de Oliveira estaria insatisfeito no MDB e pode desembarcar em ninho tucano nos próximos meses. Desde a corrida eleitoral do ano passado ele testemunha a pessoas de seu convívio a falta de apoio da legenda na busca pela reeleição. 

Prazo – Apesar da possibilidade grande de novos ares, lideranças tucanas e o próprio ex-vereador não estariam pensando em ‘acelerar’ a mudança e deixarão o processo ocorrer naturalmente.  

Atrito – Juarez não é o primeiro a demonstrar descontentamento no partido. No ano passado, logo após perder o pleito, o então vereador Cirilo Ramão (MDB) usou espaço durante uma sessão para ‘desabafar’ contra lideranças partidárias locais, que segundo ele, não deram a devida atenção aos candidatos da legenda. 

Retorno – Após uma longa pausa para o Carnaval, os deputados estaduais retomam hoje aos trabalhos na Assembleia Legislativa com uma única sessão da semana. 

Rumores – Os bastidores da política ‘ferveram’ na manhã da Quarta Feira de Cinzas com o ‘zumzumzum’ da possibilidade do deputado estadual Barbosinha (DEM) voltar a ocupar cargo no governo Reinaldo Azambuja (PSDB). 

Negou – Por telefone e surpreso com o questionamento, ele negou o fato à reportagem do Dourados News. Essa não é a primeira vez que o parlamentar, líder do governador na Assembleia até o ano passado, tem o nome ventilado para ocupar uma pasta no segundo mandato de Azambuja. 

Seinfra – Logo após a derrota do deputado nas eleições municipais em Dourados o nome dele foi especulado para ocupar a Secretaria de Estado de Infraestrutura, na época comandada pelo vice-governador Murilo Zauith (DEM).

Crítica – Os deputados estaduais Coronel David (sem partido) e Capitão Contar (PSL) criticaram a prisão em flagrante do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) por determinação do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes no domingo. A medida se deu após ameaça do parlamentar aos ministros da Corte feita através de vídeo.

Expressão – David classificou a decisão do Supremo como um ataque à liberdade de expressão e à imunidade parlamentar, além de “um ataque à democracia’. Já o colega de parlamento classificou como “um peso, duas medidas” a ação do STF, questionando o porque nada é feito quando o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recebe xingamentos e ameaças de morte pela internet. 

*Colaborou André Bento

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Em Dourados, secretária do governo federal ‘escorrega’ na geografia
Ministro deve desembarcar em Dourados para entrega de prédio anexo ao HU
Nome divulgado antes do ‘sim’ pesou na negativa de Mourão como vice-líder
Classe política precisa se movimentar para Dourados não perder ferrovia
Governo começa a ‘apresentar’ novo secretário

Mais Lidas

PONTA PORÃ
Casal é assassinado na fronteira e corpos são deixados um ao lado do outro
EXECUÇÃO
Executado na fronteira era publicitário e morador em Dourados
DIÁRIO OFICIAL
Guarda municipal de Dourados condenado por tráfico em SP é demitido
MATO GROSSO DO SUL
Ministro da Justiça lamenta morte de coronel Adib e posta foto antiga do GOF