Menu
Busca quarta, 21 de abril de 2021
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Mandetta critica STF por decisão sobre Moro: “retrocesso que custará muito caro ao país”

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

25 março 2021 - 00h05

Fronteira – Comitiva liderada pelo chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, tenente Raul Botelho, esteve em Dourados para visita protocolar e acompanhamento dos trabalhos na região de fronteira com o Paraguai. Após desembarcar no Aeroporto Regional Francisco de Matos Pereira na manhã de ontem, seguiu para a 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada – Brigada Guaicurus, onde se reuniu com representantes do Comando Militar do Oeste. 

Fronteira II – O tenente seguiu para Ponta Porã por volta de 13h e ainda cumpre agenda na cidade até o final da manhã desta quinta-feira, retornando para Brasília (DF) após o almoço. As ações fazem parte do início da Operação Ágata de Aço I, desencadeada na região pelo Exército Brasileiro. 

Criticou – Entusiasmado como um dos nomes do ‘centrão’ para a disputa presidencial no ano que vem, o ex-deputado federal e ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, criticou a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que julgou o ex-juiz Sérgio Moro como parcial nas condenações ao ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Sila (PT). 

‘Operação abafa’ – Pelo Twitter, Mandetta diz que Moro promoveu a Justiça e repudiou o que chamou de ‘operação abafa’ do Supremo. “O que separa a sociedade da barbárie é a promoção da Justiça. Moro promoveu a Justiça, e chegou no núcleo político maior do maior esquema de corrupção da história do país. Isso, nada apaga. A nossa geração deve deixar clara a sua repulsa à operação abafa em curso. Daqui a pouco teremos que indenizar essa quadrilha. Essa pena já havia sido ratificada até pelo STF. Retrocesso que custará muito caro ao país”, escreveu.

Pandemia – O deputado estadual Herculano Borges (Solidariedade) continua em recuperação do coronavírus e diariamente vem publicando o tratamento nas redes sociais. Recentemente, o parlamentar, oitavo da Assembleia Legislativa a contrair a doença, postou vídeo realizando trabalho de fisioterapia para fortalecimento dos pulmões. 

Lockdown – Carta assinada pela Sociedade de Infectologia de Mato Grosso do Sul seguiu outras entidades de saúde e recomendou a paralisação de atividades não essenciais por 14 dias no Estado, diante do quadro crítico que se encontra não só o sistema público, mas também o privado no contexto da pandemia do coronavírus.  

Restrições – Em meio a esse apelo dos infectologistas, o governo do Estado publicou na noite de ontem novas medidas restritivas para tentar conter o avanço da doença, mas, não dá forma como foi recomendado.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CPI da Covid terá que ‘correr contra o tempo’ para análise de documentos e oitivas
‘Costura’ pelo governo começa a ganhar forma para as eleições de 22
Ex-deputado que perdeu eleição em 2020 deixa hospital após quase 1 mês
Deputado se irrita e fala em perseguição após proposta arquivada
Suspensão de limpeza pública traz de volta receio de douradense com mato e sujeira

Mais Lidas

DOURADOS/ITAPORÃ
Produtor rural morto em acidente na MS-156 voltava de aniversário em pesqueiro
DOURADOS
Perícia não encontra sinais de violência e morte de mulher pode ter sido por causas naturais
DOURADOS
Mãe de menor que organizou festa clandestina com mais de 40 pessoas é presa
TIRADENTES
Comércio, vacinação e bancos; veja o que funciona no feriado em Dourados