domingo, 21 de abril de 2024
Dourados
25ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Licitação da Central do Cidadão tem empresas inabilitadas e pode ‘fracassar’ novamente

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

23 fevereiro 2024 - 00h05

Licitação – A contratação de empresa para a construção do novo prédio que abrigará a CAC (Central de Atendimento ao Cidadão), em Dourados, continua esbarrando em problemas. Após processos fracassados, o novo certame classificou como inabilitadas as duas empresas que se propuseram a concorrer a licitação. 

Licitação ainda – Acabaram reprovadas as empresas ‘Decisão Trento Soluções em Construções Ltda’ e a ‘Poligonal Engenharia e Construções Ltda’. Agora, ambas possuem oito dias para apresentarem nova documentação à Comissão de Licitação do Programa de Desenvolvimento de Dourados e à UGP (Unidade de Gerenciamento do Programa). Caso isso não ocorra, o certame novamente será considerado fracassado. 

Crédito – O deputado estadual Pedro Kemp (PT) usou a tribuna na sessão de ontem da Assembleia Legislativa para cobrar crédito de ações desenvolvidas pelo Governo Federal através do Novo PAC (Programa de Aceleração de Crescimento), que segundo ele, tem sido deixado de lado por autoridades. 

Habitação – Para ilustrar, o parlamentar usou como exemplo a prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (PP), que durante assinatura de convênio para a construção de habitações do Programa Minha Casa, Minha Vida, na Capital, sequer citou a União como responsável pelos recursos. 

Inflamou - Sobrou cobrança até para o deputado Lídio Lopes, marido de Adriane, que precisou ouvir a reclamação do colega. 

Visita – O ex-deputado Roberto Razuk circulou pelos corredores da Assembleia na manhã de ontem e foi cumprimentado pelos parlamentares. Primeiro secretário da Casa, Paulo Corrêa aproveitou a visita e até foto com Razuk postou nas redes sociais para registrar o encontro. 

Debate – Assim como esperado, o início da votação sobre a prorrogação por mais cinco anos da captura, embarque e comercialização de peixes da espécie Dourado nos rios de MS, foi de bastante debate. 

Tramitação - A proposta passou em 1ª e ainda terá outros embates, porém, muitos parlamentares discordam da continuidade da medida sem a apresentação de estudos científicos sobre o tema.

Proposta – Em meio ao debate, Renato Câmara chegou a propor uma emenda modificativa para que a proibição ocorra por seis meses, julgando tempo necessário para que ocorra a apresentação de estudos que comprovem a necessidade ou não do tempo apresentado. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Deputado ‘printa’ tela de votação e diz que vai pedir para União não ajudar Campo Grande

Renato Câmara sai animado de encontro com Baleia Rossi e não descarta candidatura

Esquema montado para receber governador intrigou populares

Decisão do estadual vira assunto até em sessão da Câmara de Dourados

Visita de Lula ao MS teve proposta de sociedade, cobrança direta e o famoso ‘do Sul’

Mais Lidas

COTAÇÃO

Soja segue em destaque no mercado do agro em Dourados, confira cotação

DOURADOS

Jovem morre a caminho de hospital após ser atingido por facada no abdômen

DOURADOS

Justiça manda arquivar processo de improbidade contra envolvidos na Operação Pregão

DOURADOS 

Jovem é estuprada após ser abordada por desconhecido em Saveiro branco