sexta, 12 de agosto de 2022
Dourados
25°max
13°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Ex-secretário de Murilo é o ‘nome da vez’ para compor chapa com Rose Modesto

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

29 junho 2022 - 00h04

Agenda – Ainda não confirmada oficialmente pelo Planalto, a possível visita do presidente Jair Bolsonaro (PL) a Mato Grosso do Sul causou alvoroço dos movimentos de direita no Estado. Até ‘motociata’ vem sendo programada por pré-candidato ao Governo para tentar ‘colar’ a imagem. 

Distância – No convite feito por Capitão Contar (PRTB) – que ‘briga’ com Eduardo Riedel para ser o nome do presidente em MS -, o passeio de moto pelas ruas da Capital terá trajeto de 20 quilômetros.

Dúvida – Apesar do oba-oba de pré-candidatos e simpatizantes do presidente, há quem não acredite na presença dele nessa agenda, que entregará 300 apartamentos residenciais em Campo Grande.  

Imagem – Pré-candidato ao Senado em Mato Grosso do Sul, o professor Tiago Botelho (PT) participou de jantar de apoio à pré-candidatura de Luís Inácio Lula da Silva (PT) à presidência. O evento ocorreu no domingo em São Paulo (SP) e contou com a presença do próprio Lula e o vice na chapa, Geraldo Alckmin (PSB).

Martelo – Mesmo com a senadora Soraya Thronicke (União) tentando ‘empurrar’ o ex-prefeito de Dourados, Murilo Zauith (União), para vice na chapa encabeçada por Rose Modesto ao Governo, o empresário já teria definido o papel dele no pleito que se aproxima. 

Martelo 2 – Conforme relato de pessoas bem próximas ao ex-prefeito, Zauith não vai colocar o nome na disputa e pretende atuar na coordenação para alçar o nome de Rose ao segundo turno das eleições. Para isso, dizem que ele não medirá esforços e já começa a articular a legenda no maior colégio eleitoral do interior sul-mato-grossense. 

Indicação – Diante desse cenário, o nome do vice do União começa a ganhar forma e o empresário douradense Luiz Roberto Martins de Araújo pode ser indicado. Ele foi secretário de Serviços Urbanos durante o mandato de Murilo como prefeito e também adjunto na Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura), quando a pasta era de responsabilidade de Zauith. 

Assinatura –Nelsinho Trad (PSD) não seguiu caminho de Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke (União) e foi o único senador por Mato Grosso do Sul a não dar aval para abertura da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar possíveis irregularidades no Ministério da Educação. A medida foi proposta por Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e reuniu 31 assinaturas e agora depende do ‘ok’ do presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Inquérito prorrogado por 10 vezes deve ser arquivado nos próximos dias

MS tem segunda candidatura ao Governo registrada

Seleção brasileira e as eleições presidenciais

Filho ‘03’ de Bolsonaro participa de evento em Dourados

PT quer trazer Lula ao MS em setembro

Mais Lidas

TRAUMATISMO CRANIANO

Madrasta de menina de 7 anos que morreu ao dar entrada na UPA é presa em Dourados

ÁGUIA

Mega-operação mira tráfico de drogas e cumpre 10 mandados em Dourados

BR-376

Morto após capotar veículo carregado com maconha tinha 24 anos

LATROCÍNIO 

Adolescente de 16 e menina de 11 anos matam e jogam corpo de idoso em rio