domingo, 26 de maio de 2024
Dourados
12ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Eleitorado jovem, prestação de contas e comitê de mudanças climáticas

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

15 maio 2024 - 00h04

Números – Dados divulgados pelo TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral) de Mato Grosso do Sul apontam que de janeiro ao dia 8 de maio, quando se encerrou o prazo para regularização do eleitorado, foram registrados no Estado 48.136 emissões do primeiro título, além de 50.275 mudanças de domicílio e 41.615 atualizações cadastrais. 

Novatos - Dos alistamentos, ou seja, das pessoas que tiraram o título pela primeira vez, 18.840 são formadas por jovens com idade entre 15 e 17 anos, quando o voto ainda é considerado facultativo.

Retorno – Ainda conforme o Tribunal, com o fechamento do cadastro eleitoral, as solicitações de emissão de título, transferência e revisão de dados só serão retomadas a partir do dia 5 de novembro. Até lá, o eleitor em situação regular poderá emitir a certidão de quitação eleitoral pela Internet, por meio do e-Título ou nos cartórios eleitorais. 

Homenagem – Como de costume nas edições da Expoagro, a Câmara de Dourados realiza hoje no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho, a tradicional sessão solene prestigiando personalidades do agronegócio no município. Serão 28 pessoas físicas, além de oito jurídicas a receberem homenagens propostas por vereadores e pela Casa de Leis. 

Contas – Presidente da Cassems, Ricardo Ayache, se reuniu com os deputados estaduais na manhã de ontem e apresentou prestação de contas dos R$ 60 milhões repassados pelo Governo do Estado como aporte financeiro ao plano, responsável pelo atendimento do funcionalismo público de Mato Grosso do Sul. O repasse dos valores, feito no ano passado e em duas parcelas, foi alvo de bastante polêmica e debates acalorados na Assembleia Legislativa. 

Meio-Ambiente – Em meio a tragédia climática que vitimou quase 150 pessoas no Rio Grande do Sul, segundo levantamento divulgado no início da noite de ontem, a deputada federal Camila Jara (PT/MS) encaminhou ofício ao governo de Mato Grosso do Sul para que seja criado no Estado um Comitê de acompanhamento e mitigação dos efeitos das mudanças climáticas. 

Motivação - Como justificativa, ela aponta a necessidade de estabelecer grupo capaz de coordenar e implementar políticas e estratégias que possam enfrentar esses desafios motivados pelas alterações climáticas.
 
Levantamento – De acordo com a parlamentar, um estudo desenvolvido pela Casa Civil do Governo Federal, aponta que 29 dos 79 municípios sul-mato-grossenses [entre eles, as maiores cidades do Estado: Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Corumbá] estão em zonas de risco para desastres naturais, como deslizamentos de terra, enxurradas e inundações. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Divergências de pré-candidaturas; Gaeco "de olho" no futebol estadual e MS Day na China

Vereador que denunciou colega por fala homofóbica já foi alvo de processo na Câmara

Polêmica, retornos e prazo para ‘jogo’ acabar

MPMS faz recomendação a prefeito para não contratar ‘amigos’ para festas do Município

‘Vaquinha’ autorizada; encontro do PT e denúncia sobre uso de recursos públicos

Mais Lidas

'SEGURANÇA LEGAL'

Empresas clandestinas de segurança são alvos de Operação da Polícia Federal em MS

DOURADOS 

Alerta de Frio: Temperaturas em Dourados devem cair no final de semana

NOVIDADE

Dourados poderá ter corredor gastronômico na avenida Weimar Torres

TEMPO

Inmet divulga alerta de tempestade para Dourados e região